Obra de Maria, 24 anos. Uma caminhada de fé!

março 25, 2014

Hoje a Comunidade Católica Obra de Maria, comemora 24 anos de fundação. Dia tão especial pois é o dia da Anunciação da Virgem Maria.

Quero agradecer a Deus pela existência da Obra de Maria e por cada membro, cada pessoa que fez e faz a comunidade existir e acontecer. Por cada pessoa que já foi alcançada pelas missões, evangelizações e por nós, membros que somos os primeiros que precisamos ser evangelizados e alcançados pelo amor de Deus.

Agradeço a Deus por ter me chamado a vida comunitária dentro da Obra de Maria e mesmo em meio as dificuldades que acompanham minha caminhada, tenho continuado nessa linda família.

Que Senhor nos abençoe e que possamos comemorar juntos muitos e muitos anos!!!!!!

Fraternalmente,

Fabiana

Logo Obra de Maria - Azul


Ordenação Obra de Maria

janeiro 5, 2014

Muita emoção ontem na ordenação sacerdotal de Agripino Filho  e diaconal de Robson Eudes e Laion Fernando. Deus abençoe seus ministérios e suas vidas, que sejam muito fecundos!IMG_0750[1]


Gilberto Gomes Barbosa é novo presidente da Fraternidade Católica Internacional

novembro 5, 2013

gilbertoparamaterianova
É com muita alegria que informamos que nosso fundador foi eleito presidente da FRATER

Nosso fundador, Gilberto Gomes Barbosa, foi nesta quarta-feira eleito o novo presidente da Fraternidade Internacional das Novas Comunidades. Organização criada pelo Pontifício Conselho para os Leigos, em 1990, com o objetivo de integra as novas comunidades ligadas a RCC (Renovação Carismática Católica).

Até então, a função era ocupada pelo italiano Matteo Calisi, que dirigiu o organismo por cerca de 21 anos. A eleição ocorreu em um encontro realizado em Assis, na Itália, desde a última segunda-feira, 28. Cerca de 150 líderes das novas comunidades aprovadas pela Santa Sé participaram do evento, que terminou ontem.

Gilberto falou que ao perceber a possibilidade de ser eleito como presidente, começou a refletir durante os três dias, sobre dar um sim ou não. “E num momento de adoração, logo pela manhã, eu estava lendo o Magnificat (cf. Lc 1,46-55) e disse o meu Sim. E as coisas foram acontecendo, conforme a Vontade de Deus”.

O recém-eleito comparou seus sentimentos ao da Virgem Maria, que ao ser convidada pelo Anjo para ser a “Mãe do Filho de Deus”, se sentiu pequena. “Eu sei que é uma comparação bem diferente, mas ao mesmo tempo é dessa forma que eu me sinto: tão pequeno, diante de uma grandeza de comunidades, que hoje representam mais de cem países”, destacou.

Sobre os trabalhos que pretende realizar a frente da Fraternidade Católica, Gilberto afirmou que, primeiramente, será feita uma releitura de todo o trabalho da fraternidade nesses 23 anos. Porém, sempre com um olhar atual para o momento que a Igreja vive hoje e também em “espírito de escuta”.

“Escuta de Deus, escuta da Igreja, escuta dos principais líderes internacionais. Quero, junto com eles, fazer esse tempo novo, voltado principalmente para a comunhão com a Renovação Carismática Internacional, mostrar que somos uma só corrente de graça, uma só renovação carismática. E realmente abraçar a nossa identidade, que é levar o batismo no Espírito Santo a todos os continentes”, disse.

Participaram também do encontro os cofundadores da Comunidade Canção Nova, Wellington Silva Jardim e Luzia Santiago, juntamente com outros líderes de comunidades brasileiras.

A eleição para presidente será realizada a cada três anos, porém, a partir de agora, o presidente poderá ser reeleito no máximo três vezes.

Fonte: ADAPTADO / cancaonova.com .

http://www.obrademaria.com.br


Músicos segundo o coração de Deus: Profeta entre as nações!

outubro 12, 2013

globo terrestre

“Foi-me dirigida nestes termos a palavra do Senhor: Antes que no seio fosses formado, eu já te conhecia; antes de teu nascimento, eu já te havia consagrado, e te havia designado profeta das nações. E eu respondi: Ah! Senhor JAVÉ, eu nem sei falar, pois que sou apenas uma criança. Replicou, porém o Senhor: Não digas: Sou apenas uma criança: porquanto irás procurar todos aqueles aos quais te enviar, e a eles dirás o que eu te ordenar.  Não deverás temê-los porque estarei contigo para livrar-te – oráculo do Senhor. E o Senhor, estendendo em seguida a sua mão, tocou-me na boca. E assim me falou: Eis que coloco minhas palavras nos teus lábios”.  (Jer 1.4-9)

Continuando nossa série de formação para músicos, vamos hoje meditar um texto que muito me encanta e fala muito ao meu coração:  O profetismo. O primeiro ponto na leitura do texto do livro do profeta Jeremias é o chamado de um jovem, como ele mesmo diz “um menino” , “uma criança”, para uma missão de muita responsabilidade: Ser Profeta e anunciar aos povos sua mensagem. Esse convite o deixou como que desesperado e preocupado, ou seja, ainda tinha muito que aprender, sentia-se despreparado, imaturo e com medo da grandeza da missão que lhe estava sendo confiada.

Mas o Senhor o tranquiliza dizendo que desde que no ventre de sua mãe fosse concebido Ele já o conhecia, já o havia escolhido para ser profeta entre as nações.

Podemos então nos colocar como o profeta Jeremias, diante do nosso dom musical, como o nome já diz é um dom, um presente de Deus, foi o Senhor que desde o ventre materno nos escolheu e nos deu o dom da música. É lindo saber que foi o senhor que nos escolheu, nos amou e convidou para a missão evangelizarmos através da música.

Muitas vezes nos sentimos como Jeremias diante da missão que Deus nos confia. Olhando a responsabilidade de sermos bons músicos, coerentes com nossa fé e com o que cantamos e tocamos, vem o medo e a sensação de incapacidade. Será que consigo? Será que estou preparado? Será que serei bem sucedido? Porque nós, assim como o profeta somos crianças, crianças na fé e muitas vezes no entendimento do projeto de Deus e diante de uma missão exigente, muitas vezes queremos recuar, voltar a atrás, dizer não.

Eu mesma posso testemunhar o quanto Deus tem operado em minha vida. Muitas vezes estou no palco e alguns pensam que lá é um lugar de glamour, um status, mas na verdade é um lugar de missão, pois em vários momentos estou ali somente fortalecida no Senhor, quantas vezes passando por um momento difícil, quando a vontade é não ir em missão, ficar dentro da minha “bolha”, de área de conforto e viver as crises e a dificuldade bem distante de todos. Mas, qual foi a ordem e a promessa que o Senhor fez ao profeta Jeremias e que se estende a todos nós?

“Eu te envio como Profeta entre as nações”!

E o profeta é aquele que anuncia. Anuncia o Reino de Deus, o amor de Deus que é infinito e rico em misericórdia, anuncia que para seguir Jesus é necessário renunciar a nós mesmos, carregar todo dia nossa cruz e seguir junto com o Mestre na caminhada. Ser profeta é ir contra a maré do capitalismo selvagem, do ter, ser, possuir, da sede de grandezas, da cobiça que nos cega e nos faz perder a essência de sermos todos irmãos. Ser profeta é dizer não ao relativismo, ao aborto, as doutrinas que nos fazem perder nossa fé, que é nosso maior tesouro. Ser profeta é jogar fora o que nos escraviza e vicia o que nos torna fracos e dependentes. Ser profeta é dizer sim aos valores cristãos, a família e gritar bem alto que vale a pena ser de Deus, viver a castidade, a pureza e uma vida de honestidade e ética.

E quero concluir dizendo que você músico é esse grande profeta entre nações. Deus te deu voz e instrumento para ecoar nesse mundo tão carente de uma palavra de conforto, de uma palavra amiga, verdadeira, sem segundas intenções. Quando você fraquejar, pecar, desanimar, sentir-se fraco e sem forças, lembre-se da palavra do Senhor ao profeta Jeremias, ela é para você também:

“Porquanto irás procurar todos aqueles aos quais te enviar, e a eles dirás o que eu te ordenar.  Não deverás temê-los porque estarei contigo para livrar-te – oráculo do Senhor. E o Senhor, estendendo em seguida a sua mão, tocou-me na boca. E assim me falou: Eis que coloco minhas palavras nos teus lábios”.

Vamos rezar juntos:

Senhor, nosso querido e amado Deus, queremos nesse momento agradecer em primeiro lugar pelo dom, pelo chamado ao ministério de música. Pedimos força, coragem, discernimento e sabedoria para que possamos conduzir e servir da melhor maneira. Sempre obedientes a ti, ao teu chamado e que nunca esqueçamos do verdadeiro sentido da nossa vocação.

Muito obrigado Senhor!


Série: Músicos segundo o coração de Deus

outubro 6, 2013

Músicos de Deus

Oi gente, hoje dou início a postagem de algumas formações para músicos. Acredito que será muito edificante para nós, músicos cristãos. Já faz algum tempo que quero começar a postar alguns escritos sobre ministério de música a partir de minhas experiências pessoais, meus erros, meus acertos, de tudo que tenho vivido ao longo desses anos de ministério.  O mais legal de tudo isso é saber que a primeira pessoa que precisa ouvir todos os dias sou eu. Escrever sobre algo assim tão importante que é a música cristã, é uma grande responsabilidade e grande desafio, mas não posso ser omissa e não fazer o que o Senhor me impulsiona: Ser portadora de palavras que possam edificar, orientar e ajudar os irmãos músicos a cada vez mais serem melhores mensageiros, portadores da Boa Nova de Jesus Cristo.

Vamos caminhar juntos, conto com a presença, comentários, sugestões e orações de todos.

Músicos segundo o coração de Deus

Ao pensar em iniciar uma série formativa para músicos pensei em seguir uma linha e me veio ao coração a frase: Músicos segundo o coração de Deus. Essa frase já existe, não foi criada por mim, mas me impactou porque o nosso ministério se torna fecundo quando caminhamos e seguimos os direcionamentos do Senhor. Por vezes somos tentados a fazer a nossa vontade, seguir nossos impulsos, dar vazão a nossos próprios projetos, mas esquecemos de conversar e saber se os nossos planos e projetos estão de acordo com o que o Senhor pensou para nós, se estão no plano de amor e salvação d’Ele para nossas vidas. De uma coisa eu tenho certeza: Deus sabe o que é melhor para cada um de nós e se a princípio precisamos adequar nosso ministério, nossas missões, mudar algo que Deus nos pede é porque é o melhor para nossa vida. Não entendo como tem pessoas que querem seguir sozinhas fazendo sua vontade num ministério de música. Ministro de música é orante, busca não só os acordes musicais, as notas precisas e os ensaios, mas uma vida de amizade e proximidade com o Senhor. Como vamos cantar algo ou alguém que não conhecemos? Como cantar a pessoa de Jesus Cristo se não somos ainda seus amigos ou se somos amigos distantes, se temos reservas e fazemos apenas o que queremos?

O músico de Deus é aquele sensível ao seu Mestre. É aquele que ouve a voz do seu Pastor, que o deixa conduzi-lo. Assim como as ovelhas, se formos à frente do nosso Pastor, vamos nos perder, não saberemos o caminho certo, corremos o risco de entrar no caminho errado e ser atacado pelos lobos que estão presentes no percurso do nosso caminho, esperando para nos devorar.

Quero fazer uma pergunta a você: Porque você é músico de Deus? Porque escolheu entre tantos estilos, tocar, cantar canções religiosas, espirituais? Pense nessas perguntas e reflitas sobre suas respostas, se estão coerentes com sua vivência e suas escolhas.

Acredito plenamente no chamado profético que Deus faz aos músicos de serem em primeiro lugar pessoas d’Ele, profetas, mensageiros, adoradores.

Quero te convidar a um momento de oração. Há quanto tempo você não adora a Jesus ou abre a Bíblia para rezar e pedir um direcionamento ao Senhor para teu ministério? Tens rezado antes das apresentações, missas ou shows? Tem se preparado espiritualmente para as missões que Ele te confia?

Que tal fazer isso agorinha mesmo. Reze comigo essa oração e depois em sua oração pessoal, só você e Jesus , converse com Ele sobre seus planos, projetos, dificuldade, sofrimentos, decepções e alegrias também. Convido você a ter um caderninho de oração e ir escrevendo aquilo que sentiu nos momentos de oração, as citações bíblicas que confirmaram seu ministério e os direcionamentos de Deus para ele. Não ache que é coisa boba e infantil. O caderno é um registro de nossa intimidade com Deus. Como um diário aonde vamos colocando nossa experiência orante e pode ser muito útil para o futuro, até mesmo para composições e para um balanço de nosso crescimento espiritual. Faça essa experiência, tenho certeza que não se arrependerá.

Lembre-se sempre: A boca fala o que o coração está cheio, se você canta e toca canções religiosas, seu coração deve estar cheio, repleto d’Ele, do dono das canções, para assim transmitir com verdade aos outros o que já está dentro de você.

Abraço fraterno e até a próxima formação.

Fabiana Paula

Oração

Senhor, tu sabes tudo, tu me conheces e sondas meu coração. Sabes o que tenho vivido e passado em minha caminhada. Das dores e alegrias em meu ministério, por isso seja a luz e o farol a me iluminar e guiar. Fica a frente de meu ministério, não permita que as tentações do inimigo encontrem lugar em meu coração. Quero ser teu, somente teu e guiado por ti. Quero colocar meus sonhos, projetos e anseios aos teus pés, para que possas mostrar-me qual a tua vontade e eu encontre assim, a verdadeira fecundidade e alegria no servir.

Obrigado por tudo Jesus!

 


A humildade é andar na verdade

agosto 27, 2013

Recebi um email de um sacerdote amigo com uma linda reflexão, que partilho com vocês agora.

Abraço fraterno,

Fabiana.

siga-me

Estamos iniciando o mês de setembro, o mês da Bíblia, da Palavra de Deus. O Livro Sagrado dos cristãos que é uma biblioteca de setenta e três volumes, divididos em duas eras: judaica e cristã, antes de Cristo e depois de Cristo, Antigo e Novo Testamento. Certamente é o Livro mais lido, mais traduzido, mais conhecido e presente na maioria dos lares cristãos. Nossa Família tem a Bíblia e a lemos?

A primeira leitura de hoje é tirada do Livro Eclesiástico, tem o mesmo tema do Evangelho: “Quanto mais importante fores, deves humilhar-te e encontrarás graça diante do Senhor. Porque é grande o poder do Senhor e os humildes cantam a sua glória”. Este é o caminho mais seguro para a realização pessoal e para a felicidade humana do que o orgulho e a vaidade. É muito triste quando se vive da aparência, de títulos, de poder, de influência… Infelizmente ainda não aprendemos a pedagogia de Jesus, que lavou os pés dos seus discípulos e que veio para servir.

A humildade autêntica não está na moda, nem nunca estará, porque é vista como atitude dos fracos, dos vencidos, dos superados. O mundo é para os fortes, vencedores, vitoriosos, conquistadores, mesmo que seja só de títulos e de aparência. O êxito dos triunfadores tornou-se o padrão de comportamento, por isso os primeiros lugares atraem sempre os olhar e o desejo de todos. Os corredores de Formula 1 sonham com a primeira fila da largada, assim é a conduta pedagógica dentro da família, o filho tem que ser o primeiro em tudo, a qualquer preço e custo.

A humildade é andar na verdade, e não na aparência da mentira. Hoje ouvimos Jesus dizer: “Quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado”. A insistência com que se repete nos evangelhos e nos discursos de Jesus de que a verdade e a santidade estão na humildade do servir. A palavra humildade deriva do latim, humilis, que provem de húmus=terra. É a nossa origem, nossa pequenez, é a condição de toda criatura: ser pó da terra.

O texto de hoje nos lembra da oração de Maria no Magnificat: “O Senhor exaltou os humildes e derrubou os poderosos…”. A Eucaristia é o momento em que todos são iguais, sem distinção de raça e poder, de ser o primeiro ou o último. Todos tem o mesmo direito de participar do banquete eucarístico, porque não somos nós que vamos a Jesus, por sermos indignos, mas é Ele que vem a nós, na simplicidade da aparência do Pão, o Pão descido do Céu.

Frei Sergio Pagan OFM


Carnaval com Jesus 2013

fevereiro 9, 2013

Carnaval 2013