Estudo Bìblico – Parte II

janeiro 14, 2009

biblia-blog

Bom Dia meus irmãos em Cristo!
Ontem eu postei sobre o estudo bíblico que já fazemos em nossa comunidade. É algo muito proveitoso e que nos ajuda a crescermos espiritualmente e no conhecimento da nossa fé cristã.
Eu recebi um comentário de Romildo, fazendo algumas perguntas, então vou esclarecer mais um pouco como podemos fazer.

1. Eu não vou dar todos os dias as citações, vocês tem algumas possibilidades de saberem, todos os domingos no jornalzinho que usamos, vem na última página as leituras da semana, a outra opção é comprar um livreto que se chama ano litúrgico, neste livreto podemos encontrar as leituras bíblicas para cada dia do ano. Eu uso esse livreto fica dentro da minha bíblia. Ou como muitos usam a liturgia diária, que é um livro que tem as leituras do mês.
2. É importante ter um caderno só para o estudo bíblico, assim nele você poderá encontrar depois todas as suas anotações e meditações a cerca de cada citação estudada.
3. Vamos então a um exemplo de estudo bíblico, qualquer dúvida, mandem para os meus comentários e tentarei ajudar.

Evangelho (Mc 1,21b – 28).
21b Estando com seus discípulos em Cafarnaum, Jesus, num dia de sábado, entrou na sinagoga e começou a ensinar. 22Todos ficavam admirados com o seu ensinamento, pois ensinava como quem tem autoridade, não como os mestres da Lei.
23 Estava então na sinagoga um homem possuído por um espírito mau. Ele gritou: 24″Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus”. 25Jesus o intimou: “Cala-te e sai dele”!
26 ENTÃO o espírito mau sacudiu o homem com violência, deu um grande grito e saiu. 27E todos ficaram muito espantados e perguntavam uns aos outros: “Que é isso? Um ensinamento novo dado com autoridade: Ele manda até nos espíritos maus, e eles obedecem!” 28E a fama de Jesus logo se espalhou por toda parte, em toda a região da Galiléia.

Vamos então ao Estudo Bíblico
1. Tema – Jesus ensina em Cafarnaum e cura um endemoniado.
2. Personagens – Jesus, homem endemoniado, povo presente na sinagoga.
3. Lugar – Cafarnaum.
4. Verbos, Palavras ou expressões principais – entrar, ensinar, admirar< calar, sair< perguntar, obedecer. “Eu sei quem és tu. Tu és o santo de Deus”.
5. Mensagem principal – A autoridade e o Poder de Jesus faz calar o inimigo, pois Jesus ó Cristo, o Santo de Deus.
6. Contribuição para vida – Revestidos da autoridade e do poder, seguimos nossas vidas, sabendo que Jesus há poder para curar, salvar e libertar a todos. Assim como ele libertou o endemoniado ele pode nos libertar de nossas mazelas, enfermidades físicas e espirituais.

Espero que tenham gostado da nossa linha de estudo, é muito simples e bem interessante.

Vamos ler a Palavra de Deus?

Um abraço afetuoso e que Deus os abençoe,
Fabiana Paula.

Anúncios

Estudo Bíblico

janeiro 13, 2009
Esta foto foi feita pelo meu irmão de comunidade, o Adélio. Eu estava lendo e meditando a leitura da transfiguração de Jesus. E estava no Monte Tabor - Terra Santa.

Esta foto foi feita pelo meu irmão de comunidade, o Adélio. Eu estava lendo e meditando a leitura da transfiguração de Jesus. E estava no Monte Tabor - Terra Santa.

Bom dia meus queridos em Cristo Jesus!
Paz e Bem ao coração de todos!
Nesta sexta, sábado e domingo todos nós da Comunidade estaremos no Congresso anual da Renovação Carismática participando e também comemorando nosso aniversário de 19 anos de fundação. Será uma bênção! No domingo eu e a dupla DDD estaremos fazendo um show comemorativo! Na segunda trarei um resumo para vocês que não em Pernambuco ou que não estarão aqui para participar.
Bem, mas vamos a um assunto importantíssimo. Como está o estudo da Palavra de Deus entre vocês? Vocês têm lido, estudo, meditado a Palavra do Senhor? Tem dado o tempo que ela merece ?
Espero que nesse ano de 2009 possamos aumentar ainda mais nossos conhecimentos sobre a Bíblia, para crescermos em nossa espiritualidade e fé.
Por isso, trago a vocês o estudo bíblico que realizamos aqui na Comunidade Obra de Maria, um dos nossos Padres, o Pe. José Júnior, elaborou um estudo simples e bem interessante sobre a Bíblia. Você vai precisar de um caderno para fazê-lo todos os dias. Vamos então passo a passo.
Transcrevo então o email que ele nos passou, já é uma bênção para nós, espero que seja para vocês também!
Quero depois receber as impressões e os resultados práticos do estudo.
Deus os abençoe,
Fabiana Paula.

Estudo Bíblico

Sem sombra de dúvidas a Bíblia é um dos livros mais vendidos em todo o mundo. São milhares de Bíblias impressas e vendidas todos os anos, sem falar nos livros e comentários de estudiosos que dela se ocupam. No entanto, surgem problemas na compreensão de sua mensagem. O objetivo principal de nós lermos as sagradas escrituras é o de conhecer o pensamento de Deus, no sentido de que desejamos fazer a sua vontade.
Com a Bíblia não fazemos história, mas, teologia, embora se encontrem traços da história do povo de Israel, que são valiosos e as vezes únicos para explicar a sua origem. Porém não podemos considerar todos os fatos, sobretudo do Antigo Testamento, como históricos, mas teológicos. Eles não deixam de ter o seu valor, mas o acento principal é a compreensão sobre Deus, JAWEH, o Deus que salva. Este tem sido basicamente o problema da interpretação bíblica, ou seja, não podemos olhar para a Bíblia com um olhar unicamente fundamentalista, mas considerar os aspectos culturais que envolviam aqueles que foram os escritores da história sagrada.
Pensando na necessidade do estudo da Palavra de Deus, criamos o Estudo Bíblico. É um método prático que tem como objetivo definir uma linha de estudos para toda a Comunidade. Cada missão pode dinamizar o Estudo Bíblico na partilha, mas cada membro tem que ter um caderno de estudos bíblicos onde fará as anotações de acordo com o esquema abaixo. O estudo é baseado no evangelho do ano Litúrgico corrente de modo que a cada semana se estuda um tema daquele evangelho.

Passos a seguir:
Após a leitura do trecho do Evangelho seguimos os seguintes passos:

1) Tema. Destaque o tema principal, geralmente nas bíblias vem dividido em temas e são justamente estes temas que estudamos em cada semana, pois o estudo é semanal.
2) Personagens. Destacar os personagens envolvidos no episódio estudado.
3) Lugar. Na nossa missão principal é muito importante sabermos onde se passaram os principais fatos da história bíblica, por isso que este item é muito importante.
4) Verbos, palavras ou expressões principais. Aqui deve-se destacar um versículo ou uma palavra ou verbo principal daquele trecho.
5) Mensagem principal. Neste ponto do estudo já teremos uma idéia da mensagem principal do texto estudado.
6) Contribuição para a vida. Após destacarmos a mensagem principal responderemos aqui como essa palavra me ajuda a viver melhor a minha vocação.

Bom estudo!
Pe. José Júnior.


Bíblia – Palavra de Deus

setembro 8, 2008

Bom Dia povo santo de Deus!

Paz e Bem da parte de nosso Senhor Jesus Cristo!

É com muita alegria que hoje quero iniciar nossa semana com a partilha da Palavra de Deus.

Como o salmo 118.105, nos diz: “A Palavra de Deus é luz para nossos passos e lâmpada para nossos pés”. De forma especial neste mês de setembro queremos estudar mais sobre a Palavra do Senhor, conhecer mais detalhes e aprofundar mais um pouquinho nossos conhecimentos.

Hoje, vamos iniciar o estudo com uma parte bem básica relacionada aos primeiros conhecimentos da Sagrada Escritura, o texto abaixo foi escrito pelo Arcebispo de Belém do Pará, Dom Orani João Tempesta, está bem simples e direto, espero que gostem. Esta semana estarei postando mais matérias relacionadas a este tema.

Deus abençoe a todos e bom estudo.

Em Cristo Jesus,

Fabiana Paula.

 

 

 

Conhecendo a Bíblia

(fonte:Estudo Bíblico – D. Orani João Tempesta – Arcebispo de Belém do Pará)

Introdução

Através deste pequeno trabalho elaborado por mim, você poderá conhecer um pouco mais sobre este livro, que desperta o interesse de tantas pessoas: a Bíblia.

Tenho toda certeza, que ao final deste estudo, você saberá a importância que tem a Bíblia. Vamos “decolar” neste assunto tão interessante que é a Palavra de Deus. Boa leitura!!!

O que é a Bíblia?

A palavra Bíblia vem do grego, ela significa “coleção de livros”. Nela contém a história da Salvação, desde a criação do mundo feita por Deus até as profecias da Segunda vinda gloriosa de Jesus, o Filho de Deus. Podemos, para um melhor entendimento, caracterizá-la como uma “grande carta” enviada por Deus à todos os seus filhos. Nesta carta contém o Plano que Deus preparou para cada um de nós.

Quando começou a ser escrita?

A Bíblia foi escrita durante muitíssimo tempo (aproximadamente 1.300 anos). Seu início ocorreu antes da vinda de Cristo, com as chamadas “traduções orais”, que vem a ser as histórias que uns contavam a outros. Por volta de muito tempo atrás, os chamados escribas decidiram “passar para o papel” essas histórias. Com isso, pouco a pouco, a Bíblia foi sendo formada.

Quando terminou de ser escrita a Bíblia?

A Bíblia terminou de ser escrita por volta do ano 100 d.C., com o Apóstolo João Evangelista (que escreveu o Apocalipse).

Quem escreveu a Bíblia?

A Bíblia foi escrita por várias pessoas, mas foi inspirada unicamente por Deus. O Pai usou de pessoas como instrumentos seus para transmitir a sua mensagem.

Como a Bíblia é formada?

A Bíblia é formada por livros sagrados. São 73 os livros contidos na Bíblia. Desses 73 livros sagrados, 46 constituem o conjunto de livros do Antigo Testamento e 27 constituem o conjunto dos livros do Novo Testamento. Podemos afirmar então, que a Bíblia é dividida em duas grandes partes: Antigo Testamento e Novo Testamento. A palavra testamento significa aliança.

O que contém no Antigo Testamento?

O Antigo Testamento nos revela a Criação do mundo, as alianças que Deus fez com os homens, as profecias que anunciavam a vinda do Messias, a fidelidade e infidelidade do povo de Deus, e principalmente, a preparação do povo escolhido de onde viria o Verbo Encarnado.

O que contém no Novo Testamento?

O Novo Testamento possui quatro livros (Mateus, Marcos, Lucas e João) que contam toda a vida de Jesus Cristo, desde o seu nascimento até a sua ascensão ao céu. Esses quatro livros formam um conjunto denominado evangelho. O Novo Testamento é também constituído por várias cartas (também chamadas epístolas), que foram escritas pelos apóstolos com o objetivo de direcionar a Igreja fundada por Cristo. Além do evangelho e das cartas, o Novo Testamento possui um livro que conta os primórdios da Igreja de Cristo e outro livro profético que revela a Segunda vinda gloriosa de Jesus, respectivamente, são eles: os Atos dos Apóstolos e o Apocalipse.

Quais foram os idiomas usados para escrever a Bíblia?

Os idiomas bíblicos são três: o hebraico, o aramaico e o grego.

O Antigo Testamento, foi totalmente escrito em hebraico. Já, o Novo Testamento, foi escrito a maior parte em grego e uma pequena parte em aramaico (que vem a ser um dialeto do hebraico). Por curiosidade, o idioma que Cristo falava era o aramaico.

Quem traduziu a Bíblia?

Como já vimos, a Bíblia possui três idiomas de origem: o hebraico, o aramaico e o grego. Com o tempo, foram surgindo as traduções. Hoje em dia, a Bíblia é o livro mais traduzido no mundo inteiro. Isso foi graças ao esforço de muitos estudiosos da época. São Jerônimo é um grande exemplo disso, ele foi quem traduziu a Bíblia para o latim(vulgata). Pouco a pouco, logo após a tradução para o latim, a Bíblia foi sendo traduzida em mais e mais línguas. Até chegar ao que temos hoje: o livro mais lido mundialmente.

Por acaso, podemos interpretar a Bíblia de qualquer modo?

A interpretação bíblia é algo muito importante, e NÃO devemos interpretá-la de qualquer modo. A Igreja Católica que vem a ser a Igreja fundada por Jesus Cristo vem desde os seus primórdios adotando a tradição apostólica, ou seja, os ensinamentos de Jesus não foram deturpados e muito menos interpretados de modo diferente desde sua origem. Ao ler a Bíblia, devemos Ter bastante cuidado, pois muitos são as palavras estranhas, os exemplos difíceis de ser entendidos, e principalmente, muitos são os equívocos que cansamos de cometer ao tentarmos interpretar a Bíblia sem a ajuda de um padre, um catequista, ou seja, um conhecedor do assunto.

O mundo é repleto de seitas e religiões que pregam a livre interpretação. Essa atitude desregrada causa o que vemos ao nosso redor: o nascimento de seitas e mais seitas que pregam aquilo que der na telha do pastor ou daquele que fundou a seita. Por isso, vamos tomar cuidado!

Qual é a diferença entre a Bíblia Protestante e a Bíblia Católica?

Muitas são as pessoas que desprezam a Bíblia Protestante, dizendo não ser a Palavra de Deus. Isso é uma atitude erradíssima, pois tanto a Bíblia Católica como a Bíblia Protestante deve ser considerada Palavra de Deus! A única diferença que há entre elas, é em relação ao número de livros, ou seja, a Bíblia Protestante possui sete livros a menos do que a Bíblia Católica. Esses livros são os seguintes: Tobias, Judite, I Macabeus, II Macabeus, Eclesiástico, Sabedoria e Baruc. A Bíblia Protestante também não contém as seguintes citações do Antigo Testamento: Dn 13-14 ; Est 10,4-16,24.

Como podemos manusear a Bíblia?

Para aprender a manusear a Bíblia, devemos antes de tudo, saber o que são capítulos e versículos. Os capítulos são as divisões que encontramos nos livros sagrados, os capítulos são denominados por algarismos. Normalmente, os capítulos aparecem em números grandes. Os versículos são as divisões que encontramos dentro dos capítulos, sua função é de auxiliarmos na localização das frases bíblicas. Normalmente, os versículos aparecem em números pequenos, que estão obrigatoriamente no meio do texto bíblico.

O que significa Pontuação Bíblica?

A Pontuação Bíblia vem a ser a forma que encontramos para manusear a Bíblia com maior facilidade. As principais pontuações bíblicas são as seguintes:

vírgula à separa capítulo de versículo. Exemplo: Dn 3,5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 5)

hífen à equivale ao “até”. Exemplo: Dn 3,1-5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo de 1 até 5)

ponto à mostra versículos alternados. Exemplo: Dn 3,1.3.5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1, versículo 3 e o versículo 5)

“s” à mostra a continuação de um versículo. Exemplo: Dn 3,1s (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1 e 2).

“ss” à mostra a continuação de dois versículos. Exemplo: Dn 3,1ss (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1, 2 e 3).

Essas são as principais pontuações bíblicas, que normalmente usamos para manusear mais facilmente a Bíblia.

O que são abreviações bíblicas?

As abreviações bíblicas tem como finalidade, facilitar na hora de especificar o livro sagrado. A maioria das Bíblias, para não dizer todas, possui uma página com todas as abreviações bíblicas, para a consulta de todos os leitores.

 

Exercícios

1. Quem escreveu a Bíblia?

2. A Bíblia é dividida em quantas e quais partes?

3. O que vem a ser o hífen da pontuação bíblica?

4. Quais são os idiomas originais que foram escritos a Bíblia?

5. Quem foi São Jerônimo?

Conclusão

Logo, chegamos ao conhecimento do que vem a ser a Bíblia e a sua importância para todos nós.

Basta agora, desfrutarmos daquilo que Ela pode nos proporcionar, e principalmente, praticarmos os ensinamentos daquele cujo é o seu centro: Jesus Cristo.

“Portanto, quem ignora as Escrituras, ignora Cristo”