Quando o amor parece acabar…

agosto 20, 2009

aliança quebrada

Gente linda, Paz e Bem!

Tenho recebido muitos emails e ouvido muitos desabafos de pessoas que estão com sérios problemas matrimoniais. Pessoas que estão desencantadas, magoadas, mas não perderam a fé, acreditam que Jesus pode restaurar suas vidas e seu matrimônio. Algumas partilham que seu cônjuge afirma que amor acabou, mas eu me pergunto, se será que isso é verdade ou as inúmeras provações a falta de oração não gera esse conflito tão profundo?

Sinto que o inimigo de forma mais clara está atacando a célula “mater” da nossa sociedade. Tentando destruir o santuário da vida que é o matrimônio. São tantas tentações, seduções do mundo para tentar corromper os filhos da luz. Ouço os mais variados relatos de homens e mulheres que vêem seus casamentos em ruínas.

Quando o amor parece acabar não podemos perder a fé. É ela que nos faz continuar caminhando, a cada queda levantar-se e seguir, confiando no Senhor.

Li um texto do livro do “quando o casal reza”, do Ricardo e da Eliana Sá e fui muito edificada por ele, por isso, compartilho com vocês agora. Espero que lhes toque também!

Uma porta se abriu para nós!

Desde o dia em que – atingidos por cruéis e inimagináveis provações começamos a rezar juntos, como por um milagre sem precedentes, uma porta se abriu para nós e nunca mais se fechou. Este guia de vida de oração e espiritualidade para casais nada mais é do que nosso esforço para compartilhar o que acontece quando marido e mulher resolvem rezar juntos sob quaisquer circunstâncias, assim como fizemos!

Lembro-me com intensa gratidão das muitas vezes em que nos olhávamos fixamente nos olhos, abraçados em nossa cama, um pouco antes de dormir, ou após momentos de intimidade, e expressávamos a alegria pelo dom da oração a dois que realizávamos em nosso casamento. Algumas vezes, as propostas apresentadas neste guia de oração nos expuseram às tribulações, às limitações do cansaço, do desânimo e a outros tantos problemas que invadem a vida de uma família e de um casal. Mas perseveramos, e colhemos os frutos de nossas orações, que se tornavam cada vez mais verdadeiras. Durante esse tempo, aprendemos a rezar com um só coração! Rezávamos cansados, tristes um com o outro, chateados, apaixonados, tomados pelo sono. A cada vez, um levava o outro. Entusiasmados, seguimos até hoje fazendo isso! Quisemos ser tão fiéis que, algumas vezes, até rezamos por telefone!

Nosso amor cresceu muito! O jeito de sentir o quanto nos amamos ganhou uma nova dimensão. Vimo-nos mais apaixonados, em um tempo de plenitude de amor.

Nosso amor foi batizado no Espírito Santo. Nossa vida sexual foi premiada com muita alegria, leveza e gozo. Os temas de cada dia foram retirados das experiências e valores mais significativos de nossa história com Deus. À medida que um tema terminava, outro aparecia feito inspiração que nos fez reviver nossa história pessoal, o amor que nos uniu, nosso filho e nossa opção por Deus, acima de tudo. Após pensar nos temas aqui propostos, depois da palavra da Sagrada Escritura e da reflexão, custou-nos elaborar e realizar o que resolvemos chamar de Nosso Diário.

Por várias vezes, o consideramos exigente em demasia, mas, mesmo assim, o elaboramos todos os dias. Por causa disso, saberemos compreender os casais que porventura encontrarem dificuldades em levar a proposta até o fim.

Vale ressaltar que fomos imensamente provados! A verdade é que não fazíamos idéia da montanha que começávamos a subir e, de repente, num ponto em que não se podia mais retornar, só nos restava seguir em frente. Apesar de tantas limitações e de um esforço enorme, nos desvencilhamos de pesos e coisas supérfluas, o que ajudou no amadurecimento do nosso amor, do amor por nosso filho, por nossa comunidade e por Deus. Problemas de saúde e uma experiência de opressão muito intensa marcaram o período de preparação deste guia. Na verdade, à medida que realizávamos todos os estudos bíblicos, os exercícios aqui propostos e a elaboração do diário, invadíamos um terreno espiritual novo, antes escondido ou dominado pelo mal, e começávamos a dominá-lo em nome de Deus, pela força do sacramento do matrimônio. Dessa forma, sofremos na pele e na alma a fúria do inimigo de Deus, que precisou retirar-se. Avisamos aos navegantes que, seguindo este caminho, passarão pela mesma experiência. Graças novas virão acompanhadas de intensa batalha espiritual! Pedimos muito ao Senhor pelos casais que adquirirem este guia! Imaginamos os resultados surpreendentes que poderão desfrutar da graça do sacramento do matrimônio vivido na oração e desejamos que sejam fortes no Senhor, de modo a não permitir que suas limitações e tentações, inevitáveis, os impeça de seguir em frente! Que tomem este guia escolham, juntos um momento para realizá-lo e se comprometam, da forma como quiserem, a fazê-lo sempre juntos, dia após dia. O grande desafio será, sem dúvida, realizar o diário regularmente superando os obstáculos mais simples, como cansaço, preguiça, pequenos desentendimentos, situações mal resolvidas, compromissos, até encontrarem uma maneira de prosseguir e colher os frutos desta experiência. Estes surgirão na medida da perseverança, do conhecimento que possuem um do outro e de uma boa dose de persistência. Desde já avisamos que, invariavelmente, os dois deverão se ajudar para chegar até o fim! Tenham paciência, saibam esperar, porém sejam determinados e audaciosos. Que nenhum fique esperando pelo outro! Que o casal, ao aprender a rezar juntos, reze cada vez mais e melhor e seja, por isso, neste mundo, o maior e mais pungente sinal do Amor de Deus.

Ricardo e Eliana Sá

Anúncios

Hoje é o aniversário do meu amado filho!

junho 9, 2009

Queridos irmãos, hoje meu coração está em festa pois meu querido filho faz 6 aninhos de vida.

A vida de João Pedro é um verdadeiro milagre de Deus, tê-lo ao meu lado é uma dádiva divina.

Hoje como mãe o abençoo e peço a Deus todas as bêmções e profetizo muita felicidade e realizações.

Preparei um vídeo com algumas fotos importantes, relacionadas a vida de João Pedro e compatilho com vocês.

Abraço fraterno,

Fabiana Paula.

http://www.youtube.com/watch?v=piaXqzptBsc

 

Meu precioso João Pedro

Meu precioso João Pedro !


Parabéns Mãe!

maio 10, 2009
Minha mãe, eu, João Pedro e Moacyr

Minha mãe, eu, João Pedro e Moacyr

 Hoje comemoramos o dia das mães e eu não poderia deixar passar essa data em branco!

Quero agradecer em primeiro lugar a Mãe de todas as mães, nossa Mãe Maria Santíssima, modelo de mãe, pois educou o Filho de Deus, agradecer por sua intercessão e por na cruz ter aceitado ser a mãe de toda a humanidade.

Quero agradecer a todas mães que de uma forma ou de outra surgiram em meu caminho e me ajudaram, a Maria Salomé, mãe espiritual da Comunidade Obra de Maria e as todas as mulheres que com uma palavra ou uma gesto foram importantes para mim.

A você que é mãe e lê minha matéria que o bom Deus te cumule de bênçãos nesse dia que é nosso(afinal de contas eu sou mãe também rsrsrsrsrs).

E por último agradecer a Deus por duas mulheres importantíssimas para mim, minha vó Antônia que quando me dei por “gente” estava ao meu lado, cuidando de mim, me protegendo e do alto do céu está intercedendo por sua netinha que nunca se esquecerá de seu carinho e amor.

E a minha querida mãe Vina que foi e é meu pai e minha mãe, pois perdi meu pai aos três anos de idade e todas as minhas referências como pessoa aprendi com ela.

Falta muito para ser como você mãe; sua bondade, integridade, simpatia e amor foram a minha escola, “quando eu crescer quero ser igual a você”…

 Talvez nunca chegue a ser como você a ter todas as suas qualidades, mas sou muito feliz por ser sua filha! Obrigada por me deixar existir!

Da sua filha que muito te ama,

Fabiana.


Quando meu filho ficou sem dente…

maio 6, 2009
Olha o meu dentinho!

Olha o meu dentinho!

Oi gente,

Hoje dia 06 de maio de 2009 é uma data muito especial para mim, na verdade não é aniversário ou coisa desse tipo, o motivo do dia ser tão especial é o fato do meu filho ter “perdido” seu primeiro dentinho de leite…

Pois é, coisas de mãe coruja mesmo…

Ontem a noite, percebi ele estava mole, tentei “extrair” e não consegui e hoje meu marido com seu lado “dentista” vindo à tona fez a “extração”.

Foi uma situação que eu como mãe ainda não tinha passado, algo simples, que faz parte do ciclo da nossa vida, mas foi novo para mim.

No início fiquei preocupada e com uma certa “peninha”, pois o dentinho de leite é tão “fofinho”, eu ia sentir falta dele rsrsrsrsrs, mas me recompondo entendi que seria necessário e que eu também já tinha vivido tudo isso(pois já fui criança…) e curti bastante com ele essa nova fase “banguela”.

Daí agora estava pensando que na nossa vida espiritual.

Quando começamos na caminhada, engatinhamos, bebemos um “leite” , temos algumas características próprias de quem está no início da caminhada, mas depois de um certo tempo, precisamos nos alimentar de alimento sólido e com o tempo as características infantis vão mudando, aquilo que era de “leite” e tem seu tempo certo, também deve mudar e deixarmos os “definitivos” que estão “escondidos” esperando somente a hora de virem à tona.

Quem é adulto espiritualmente deve estar com sua vida em coerência com o chamado de Jesus, deve estar comprometido com os valores ensinados por Jesus, senão corremos o risco de não “arrancarmos” nosso “dente de leite”, ficarmos presos a uma fase que deve ser superada, para que venha a maturidade.

Bem, espero que a história do “dentinho’ de João Pedro tenha ajudado também vocês a refletirem sobre as coisas da vida e que há um tempo para cada coisa. Deus nos chama hoje a irmos a “Águas mais profundas”, de nos lançarmos e nos deixarmos guiar por Jesus.

Abraço Fraterno,

Fabiana Paula.


Você já ouviu falar de Gianna Beretta?

março 11, 2009

gianna-beretta

Continuando nossas partilhas sobre o valor da Vida Humana, quero que conheçam o exemplo de Gianna Beretta.
Abraço fraterno,
Fabiana Paula.

“Possa a nossa época descobrir de novo, através do exemplo de Gianna Beretta Molla, a beleza pura, casta e fecunda do amor conjugal, vivido como resposta ao chamamento divino”! (João Paulo II)

Gianna Beretta nasce em Magenta (Milão, Itália) aos 04 de outubro de 1922. Desde sua primeira juventude, acolhe plenamente o dom da fé e a educação cristã, recebidas de seus ótimos pais. Esta formação religiosa ensina-lhe a considerar a vida como um dom maravilhoso de Deus, a ter confiança na Providência e a estimar a necessidade e a eficácia da oração.
Durante os anos de estudos e na Universidade, enquanto se dedicava diligentemente aos seus deveres, vincula sua fé com um compromisso generoso de apostolado entre os jovens da Ação Católica e de caridade para com os idosos e os necessitados nas Conferências de São Vicente. Laureada em medicina e cirurgia em 1949 pela Universidade de Pavia (Itália), em 1950 abre seu consultório médico em Mêsero (nos arredores de Milão). Especializa-se em pediatria na Universidade de Milão em 1952 e, entre seus clientes, demonstra especial cuidado para as mães, crianças, idosos e pobres.
Enquanto exercia sua profissão médica, que a considerava como uma «missão», aumenta seu generoso compromisso para com a Ação Católica, e consagra-se intensivamente em ajudar as adolescentes. Através do alpinismo e do esqui, manifesta sua grande alegria de viver e de gozar os encantos da natureza. Através da oração pessoal e da dos outros, questiona-se sobre sua vocação, considerando-a como dom de Deus. Opta pela vocação matrimonial, que a abraça com entusiasmo, assumindo total doação «para formar uma família realmente cristã».
Inicia seu noivado com o engenheiro Pedro Molla. Prepara-se ao matrimônio com expansiva alegria e sorriso. Ao Senhor tudo agradece, e ora. Na basílica de São Martinho, em Magenta, casa aos 24 de setembro de 1955. Transforma-se em mulher totalmente feliz. Em novembro de 1956, já é a radiosa mãe de Pedro Luís; em dezembro de 1957 de Mariolina e, em julho de 1959, de Laura. Com simplicidade e equilíbrio, harmoniza os deveres de mãe, de esposa, de médica e da grande alegria de viver.
Em setembro de 1961, no final do segundo mês de gravidez, vê-se atingida pelo sofrimento e pela dor. Aparece um fibroma no útero. Antes de ser operada, embora sabendo o grave perigo de prosseguir com a gravidez, suplica ao cirurgião que salve a vida que traz em seu seio e, então, entrega-se à Divina Providência e à oração. Com o feliz sucesso da cirurgia, agradece intensamente a Deus a salvação da vida do filho. Passa os sete meses que a distanciam do parto com admirável força de espírito e com a mesma dedicação de mãe e de médica. Receia e teme que seu filho possa nascer doente e suplica a Deus que isto não aconteça.
Alguns dias antes do parto, sempre com grande confiança na Providência, demonstra-se pronta a sacrificar sua vida para salvar a do filho: «Se deveis decidir entre mim e o filho, nenhuma hesitação: escolhei – e isto o exijo – a criança. Salvai-a». Na manhã de 21 de abril de 1962 nasce Joana Manuela. Apesar dos esforços para salvar a vida de ambos, na manhã de 28 de abril, em meio a atrozes dores e após ter repetido a jaculatória «Jesus eu te amo, eu te amo» morre santamente. Tinha 39 anos. Seus funerais transformaram-se em grande manifestação popular de profunda comoção, de fé e de oração. A Serva de Deus repousa no cemitério de Mêsero, distante 4 quilômetros de Magenta, nos arredores de Milão (Itália).
«Meditata immolazione» (imolação meditada), assim Paulo VI definiu o gesto da Beata Gianna recordando, no Ângelus dominical de 23 de setembro de 1973, «uma jovem mãe da Diocese de Milão que, para dar a vida à sua filha sacrificava, com imolação meditada, a própria». É evidente, nas palavras do Santo Padre, a referência cristológica ao Calvário e à Eucaristia.
Foi beatificada por João Paulo II no dia 24 de abril de 1994, no Ano Internacional da Família.


O programa ontem foi especial !

julho 15, 2008

Oi gente, tô aqui rapidinho pra dizer pra vocês que meu dia ontem foi ótimo. Aproveitando as férias escolares do meu filho João Pedro, eu o levei para o ensaio com os músicos que tocarão (e que sempre tocam) comigo no show. O ensaio foi ótimo e lá estava João Pedro comigo, tocando e se sentindo “o cara” rsrsrsrs.

Depois para coroar a noite, ele foi comigo e com meu esposo Moacyr para o programa que fazemos todas as segundas-feiras na rádio planalto AM950, o programa foi maravilhoso e ele rezou conosco. Então eu, como uma mãe super coruja, partilho com vocês este momento feliz e abaixo seguem algumas fotos de ontem, do nosso programa e principalmento do “locutor mirim”, que rezou os mistérios do terço e que no final terminou “dormindo”.

Um super abraço a todos.

Com carinho, em Cristo Jesus,

Fabiana Paula.