Homenagem à João Paulo II – Última parte.

agosto 8, 2009

Homenagem a João Paulo 14

Homenagem a João Paulo II - XIII

Homenagem a João Paulo II - XII


Hoje é o Aniversário do meu maridão!

julho 7, 2009
Parabéns Moa!

Parabéns Moa!

Oi gente dei uma passadinha aqui para deixar o registro do Níver do meu maridão que é hoje.

Ele é uma pessoa muito importante para mim, além de ser meu grande companheiro é o pai da coisa mais linda e mais preciosa do mundo: nosso filho João Pedro.

Quero louvar ao bom Deus pelo dom da vida de Moacyr, que neste dia o abençoe e proteja e lhe dê tudo aquilo que  mais precisa.

Te amo Moa!

Da sua esposa,

Fabiana.  


Festival de Dança – comunidade Tehiat

fevereiro 10, 2009

Quero mandar um abraço a todos os irmãos que estiveram no Festival de Dança Sacra da Comunidade Tehiat, no Teatro Beberibe – Centro de Convenções de Olinda – PE.
Foi maravilhoso, ver tantos grupos com um único objetivo: Louvar e Bendizer o nome de Jesus através da dança.
Para mim foi uma experiência incrível e difícil julgar os grupos, mas no final tivemos a alegria de ver que mais que ganhar participar foi o mais importante.
Um abraço especial a Elisabeth e Reginaldo, fundadores da Comunidade, obrigada pelo convite e pela amizade em Cristo que temos há alguns anos.
Bem, em breve vou postar fotos e também passar a classificação dos ganhadores.
Um abraço a todos.
Em Cristo,
Fabiana.


Um Santo Natal para todos!

dezembro 24, 2008

natal

Olá mais uma vez meus amados e amadas que lêem meu blog, graça e paz!
Hoje dia 23 estamos preparando nosso coração para uma das mais importantes festas cristãs: O NATAL. Data em que comemoramos o nascimento do nosso Salvador Jesus Cristo.
Quero desejar a vocês muita paz e muitas alegrias e de forma especial que você possa viver feliz ao lado dos seus familiares, amigos e irmãos na fé.
Jesus é aniversariante da noite, então, sempre que alguém faz aniversário, levamos um presente, por isso hoje quero perguntar a você, qual o seu presente para Jesus neste Natal de 2008? Jesus não quer nada material, o que ele quer está dentro de você e só você pode ofertar.
Se quiser deixar abaixo nos comentários, pode escrever para que todos saibam do presente que você quer ofertar a Jesus.
Bem, como o tempo litúrgico do Natal continua mesmo depois do dia 25/12, ainda postarei mais artigos sobre o Natal.
Bem queridos, um abraço carinhoso e um ósculo santo pra vocês.
Tenham todos um Feliz e Santo Natal!
Em Cristo,
Fabiana Paula.


Meu fim de semana

dezembro 16, 2008

Oi gente, não deu para escrever ontem para vocês e contar como foi meu fim de semana, mas ele foi marcado por momentos de alegria e de formação dentro da Comunidade Obra de Maria, que como vocês já sabem eu faço parte.
Na sexta-feira, foi o casamento da Renata e do Adriano, em casal muito querido, dois jovens consagrados na comunidade. Seus pais, o Rogério e a Valéria, pessoas maravilhosas, também são consagrados na comunidade.
No sábado, foi o casamento da minha querida prima Adriana Carla e de meu querido primo Leonardo,outro casamento de dois consagrados na comunidade, nossa foi lindo vê-los felizes, em um momento do casamento foi lindo quando a Adriana canto para o Leonardo e ele par ela, mas depois foi lindo também quando eles juntos cantaram para Deus consagrando e gritando para o mundo que acima de todas as coisas está Jesus e que eles querem amá-lo acima de todas as coisas. Proclamaram isso cantando a canção “amar-te mais”.
Foi uma alegria ver minha Tia Célia(mãe da Adriana) feliz, chorando de felicidade e dizendo que esse era o dia mais feliz de sua vida, ver sua filha bem casada com uma pessoa de Deus e sendo missionária, morando em uma comunidade.
Bem, amados no domingo, passamos o dia em formação com nosso fundador Gilberto e tivemos a graça de recebermos de sua boca formação para a vida prática, conselhos e exortações para sermos a cada dia mais sal e luz da Terra.
Então, para concluir, é claro, seguem algumas fotos.
Deus os abençoe, esta semana está super corrida para mim, mas tentarei postar mais quando puder.
Com carinho,
Fabiana Paula.

Eu e meus familiares.

Eu e meus familiares.

   

  

Eu, minha mãe Vina e minha irmã Luciana.

Eu, minha mãe Vina e minha irmã Luciana.

Eu e minha priminha Adriana

Eu e minha priminha Adriana

Ôba, quero bolo.

Ôba, quero bolo!


dezembro 4, 2008

padre-pio-abencoando

“Uma só coisa é necessária: estar perto de Jesus”.(Padre Pio)

 

Coroinha ao Sagrado Coração de Jesus

I – Ó meu Jesus que dissestes: “Em verdade eu vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e vos será aberto!”, eu bato, procuro e peço a graça…
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai.
Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós.

II – Ó meu Jesus que dissestes: “Em verdade eu vos digo, tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, Ele vos concederá!”, ao vosso Pai, em vosso nome, eu peço a graça…
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai.
Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós.

III – Ó meu Jesus que dissestes: “Em verdade eu vos digo, passará o Céu e a Terra, mas minhas palavras não passarão!”, apoiado na infalibilidade de vossas palavras, eu peço a graça…
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai.
Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós.

Ó Sagrado Coração de Jesus, a quem é impossível não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, pobres pecadores, e concedei-nos as graças que vos pedimos, por meio do Imaculado Coração de Maria, vossa e nossa terna Mãe.

São José, Pai putativo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

Salve Rainha.

Obs.: Padre Pio recitava esta coroinha diariamente, por todos os que pediam suas orações. Os fiéis, por isso, são convidados a rezá-la todos os dias, para se unir espiritualmente à oração de Padre Pio.

Oração a SANTA MARIA DELLE GRAZIE (NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS)
Ó celeste tesoureiro de todas as graças, Mãe de Deus e minha Mãe, Maria, que é a filha primogênita do Pai eterno e que tem em mãos a Sua onipotência, tenha piedade de minha alma e conceda-me a graça que fervorosamente lhe suplico. Ave-Maria.
Ó misericordiosa dispensadora das graças divinas, Maria Santíssima, Mãe do Verbo encarnado que a coroou com a Sua imensa sapiência, considere a grandeza do meu sofrimento e conceda-me a graça de que tanto preciso.
Ave-Maria.

Ó Amorosissíma dispensadora das graças divinas, Imaculada esposa do eterno Espírito Santo, Maria Santíssima, que dEle recebeu um coração que se comove por piedade das desventuras humanas e não pode resistir a consolar os que sofrem, tenha piedade de minha alma e conceda-me a graça que eu espero com plena confiança na sua imensa bondade.
Ave-Maria.
Sim, sim, ó minha Mãe, tesoureiro de todas as graças, refúgio dos pobres pecadores, consoladora dos aflitos, esperança de quem se desespera e auxílio poderosíssimo dos cristãos, deposito-lhe toda a minha confiança e tenho certeza de que me obterá de Jesus a graça que tanto desejo, desde  que seja para o bem de minha alma.


Salve Rainha…………


dezembro 2, 2008

Parábola do Rico E Lázaro    

parabola-do-rico-e-lazaro

 Ora, havia certo homem rico  que se vestia de púrpura e de linho finíssimo e que, todos os dias, se regalava esplendidamente .

Havia também certo mendigo, chamado Lázaro, coberto de chagas, que jazia à porta daquele;

 e desejava alimentar-se das migalhas que caiam da mesa do rico; e at;e os cães vinham lamber-lhe as úlceras.

 Aconteceu morrer o mendigo e ser lavado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico e foi sepultado.

 no inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio

 Então, clamando, disse : Pai Abraão, tem misericórdia de mim! E manda Lázaro  que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.

Disse, porém Abraão : Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro igualmente, os males : agora, porém , aqui, ele está consolado; tu, em tormentos

 e, além de tudo, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte  que os querem passar daqui para vós outros não podem, nem os de lá passar para nós

 Então, replicou pai, eu te imploro  que mandes à minha casa paterna,

 porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho a fim de não virem também para este lugar de tormento. 

 Respondeu Abraão : Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos.

 Mas ele insistiu : Não, pai Abraão; se alguém dentre os mortos for ter com  eles, arrepender-se-ão .

 Abraão, porém, lhe respondeu : Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão persuadir; ainda  que ressuscite alguém dentre os mortos.  

 

  O rico levou uma vida egocêntrica. Escolheu mal e sofreu eternamente. Lázaro viveu a totalidade da sua vida na pobreza, mas seu coração era reto para com Deus. Seu nome significa : “Deus é meu socorro” , e ele nunca abdicou da sua fé em Deus. Morreu e foi imediatamente levado ao Paraíso, para estar com Abraão. Os destinos desses dois homens foram irreversíveis a partir da sua morte. 

  Seio de Abraão- Uma figura de linguagem usada por Jesus nesta parábola, ilustrando o grande abismo, posto entre a bem-aventurança do paraíso e a miséria do hades (inferno). O falecido Lázaro é descrito como alguém reclinado próximo de Abraão, na festa dos benditos, segundo a maneira judaica que levava a cabeça de uma pessoa quase a encostar-se contra o peito de outra que estivesse reclinada mais para cima. E era nessa posição que ficava o hóspede mais favorecido em relação ao anfitrião. Reclinar-se no seio de Abraão, na linguagem  talmúdica, era igual a entrar  no paraíso.  


dezembro 1, 2008

Advento – Parte I

advento-1

O Advento (do latim Adventus: “chegada”, do verbo Advenire: “chegar a”) é o primeiro tempo do Ano litúrgico, o qual antecede o Natal. Para os cristãos, é um tempo de preparação e alegria, de expectativa, onde os fiéis, esperando o Nascimento de Jesus Cristo, vivem o arrependimento e promovem a fraternidade e a Paz. No calendário religioso este tempo corresponde às quatro semanas que antecedem o Natal.

Origem

A primeira referência ao “Tempo do Advento” é encontrada na Espanha, quando no ano 380, o Sínodo de Saragoza prescreveu uma preparação de três semanas para a Epifania, data em que, antigamente, também se celebrava o Natal. Na França, Perpétuo, bispo de Tours, instituiu seis semanas de preparação para o Natal e, em Roma, o Sacramentário Gelasiano cita o Advento no fim do século V.

Há relatos de que o Advento começou a ser vivido entre os séculos IV e VII em vários lugares do mundo, como preparação para a festa do Natal.

No final do século IV na Gália (atual França) e na Espanha, tinha caráter ascético com jejum, abstinência e duração de 6 semanas como na Quaresma (quaresma de S. Martinho). Este caráter ascético para a preparação do Natal se devia à preparação dos catecumenos para o batismo na festa da Epifania.

Somente no final do século VII, em Roma, é acrescentado o aspecto escatológico do Advento, recordando a segunda vinda do Senhor e passou a ser celebrado durante 5 domingos.

Só mais tarde é que o Advento passou a ser celebrado nos seus dois aspectos: a vinda definitiva do Senhor e a preparação para o Natal, mantendo a tradição das 4 semanas. A Igreja entendeu que não podia celebrar a liturgia, sem levar em consideração a sua essencial dimensão escatológica.

Surgido na Igreja Católica, este tempo passou também para as igrejas reformadas, em particular à Anglicana, à Luterana, e à Metodista, dentre várias outras. A igreja Ortodoxa tem um período de quarenta dias de jejum em preparação ao Natal.

O tempo do advento e suas características

O tempo do Advento é para toda a Igreja, momento de forte mergulho na liturgia e na mística cristã. É tempo de espera e esperança, de estarmos atentos e vigilantes, preparando-nos alegremente para a vinda do Senhor, como uma noiva que se enfeita, se prepara para a chegada de seu noivo, seu amado.

O Advento começa às vésperas do Domingo mais próximo do dia 30 de Novembro e vai até as primeiras vésperas do Natal de Jesus contando quatro domingos.

Esse tempo possui duas características: Nas duas primeiras semanas, a nossa expectativa se volta para a segunda vinda definitiva e gloriosa de Jesus Cristo, Salvador e Senhor da história, no final dos tempos. As duas últimas semanas, dos dias 17 a 24 de Dezembro, visam em especial, a preparação para a celebração do Natal, a primeira vinda de Jesus entre nós. Por isto, o Tempo do Advento é um tempo de piedosa e alegre expectativa. Uma das expressões desta alegria é o canto das chamada “Antífonas do Ó“.

Teologia do advento

O Advento recorda a dimensão histórica da salvação, evidencia a dimensão escatológica do mistério cristão e nos insere no caráter missionário da vinda de Cristo.

Ao serem aprofundados os textos litúrgicos desse tempo, constata-se na história da humanidade o mistério da vinda do Senhor, Jesus, que de fato se encarna e se torna presença salvífica na história, confirmando a promessa e a aliança feita ao povo de Israel. Deus que, ao se fazer carne, plenifica o tempo (Gl 4,4) e torna próximo o Reino (Mc 1,15).

O Advento recorda também o Deus da Revelação. Aquele que é, que era e que vem (Ap 1, 4-8), que está sempre realizando a salvação mas cuja consumação se cumprirá no “dia do Senhor”, no final dos tempos.

O caráter missionário do Advento se manifesta na Igreja pelo anúncio do Reino e a sua acolhida pelo coração do homem até a manifestação gloriosa de Cristo. As figuras de João Batista e Maria são exemplos concretos da vida missionária de cada cristão, quer preparando o caminho do Senhor, quer levando o Cristo ao irmão para o santificar. Não se pode esquecer que toda a humanidade e a criação vivem em clima de advento, de ansiosa espera da manifestação cada vez mais visível do Reino de Deus.

A celebração do Advento é, portanto, um meio precioso e indispensável para nos ensinar sobre o mistério da salvação e assim termos a Jesus como referência e fundamento, dispondo-nos a “perder” a vida em favor do anúncio e instalação do Reino.

 Bem, amados, esse foi só primeiro post, em breve estarei postando mais sobre esse tempo maravilhoso do advento.

E amanhã, com a graça do Senhor, postarei sobre outra parábola de Jesus, quer saber qual é?

Acesse meu blog amanhã… rsrsrsrsrsrsrsrsrs

Fabiana Paula.


Noivado de Josineide e Federico

dezembro 1, 2008

Olá queridos em Cristo,

Sábado eu tive a alegria de estar no noivado de duas pessoas que eu amo muito: Josineide e Federico, todos dois são da comunidade, Josineide, membro consagrado e Federico que está no discipulado.

Foi linda a cerimônia do noivado deles. A missa foi no Condomínio Rainha da Paz que na minha opinião, é um dos lugares mais bonitos da comunidade.

tudo foi lindo e sou muito feliz em fazer parte da história deles.

Você lembra das nossas italiano querida Josy, quem diria que você conseguiria um professor “nativo”, uma pessoa de Deus, que Jesus colocou no teu caminho para te fazer feliz.

Sou feliz por ser madrinha de vocês(quer dizer serei…) e  mais ainda porque sei que Deus está acima de tudo abençoando e protegendo os caminhos de vocês.

Um beijo carinhoso a todos e não poderia deixar passar um momento tão lindo desse em branco.

Deus abençoe a todos e segue, é claro. algumas fotos desse momento tão feliz.

Fabiana Paula.

noivado-josineide-dederico-pfm-9 Che bella coppia(que belo casal!)

noivado-josineide-dederico-pfm-33 Nas alianças.

noivado-josineide-dederico-pfm-101Josy e seu lindo bolo.

noivado-josineide-dederico-pfm-49 Eu, cantando na ação de graças.

noivado-josineide-dederico-pfm-62 Eu e Dioguinho

noivado-josineide-dederico-pfm-65 Josy, eu e Fê.

noivado-josineide-dederico-pfm-88


A PARÁBOLA DOS TALENTOS

novembro 28, 2008

(Mat. 25,14-29)

 parabola-dos-talentos

Pois será como um homem que, ausentando-se  do país,

      chamou os seus servos e lhes confiou os seus bens.

 A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro um; a

      cada um segundo a sua própria capacidade; e, então,

      partiu.

 O que recebera cinco talentos saiu imediatamente a negociar

      com eles e ganhou outros cinco.

 do mesmo modo, o que recebera dois ganhou outros dois.

 Mas o que recebera um , saindo, abriu uma cova e escondeu

     o dinheiro do seu senhor.

 Depois de muito tempo , voltou o senhor daqueles servos e

      ajustou contas com eles,

Então, aproximando-se o que recebera cinco talentos, entregou

      outros cinco, dizendo : Senhor , confiaste-me cinco talentos ;

      eis aqui outros cinco talentos que ganhei.

Disse-lhe o Senhor : Muito bem, servo bom e fiel ; foste fiel no

      pouco , sobre o muito te colocarei ; alegra-te com o

 teu Senhor .

E, aproximando-se também o que recebera dois talentos ; disse :

      Senhor, dois talentos me confiaste ; aqui tens outros dois    que

      Ganhei .

Disse-lhe o Senhor : Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no

      pouco, sobre o muito te colocarei ; alegra-te com o teu Senhor.

Chegando, por fim, o que recebera um talento, disse : Senhor ,

      sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste  e

     ajuntas onde não espalhaste,

receoso, escondi na terra o teu talento; aqui o que é teu .

Respondeu-lhe, porém, o senhor : Servo mau e negligente, sabias

     que ceifo onde não semeei e ajunto onde espalhei ?

Cumpria, portanto, que entregasses o meu dinheiro aos banqueiros;

      e eu, ao voltar, receberia com juros o que é meu.

Tirai-lhe , pois, o talento e daí-o ao que tem dez.

Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância ; mas ao

      que não tem, até o que  tem lhe será tirado.

E o servo inútil,lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e

      ranger de dentes.

 

Quanto á conta dos talentos temos nesta parábola , a quem um homem

encomendou diferentes conjuntos de coisa de valor : riquezas, haveres , etc.

para que negociassem com eles, enquanto fazia uma certa jornada.  O homem

é Cristo , a jornada foi a de sua subida ao céu e o retorno há de ser no dia do Juízo,

em que há de pedir conta a cada um , do que negociou com os talentos que lhe deu,

e do que lucrou e ganhou com eles.  Os talentos são os meios com que a Providência

Divina assiste a todos os homens, e a cada um para a sua salvação e perfeição.

      Quão exata pois, haja de ser esta conta , e quão rigorosa para os que usarem mal o

talento.   Os servos , a  quem o senhor fiou os talentos , eram três :  ao

primeiro entregou cinco, o qual multiplicou outros cinco; ao segundo entregou dois, o qual

multiplicou dois, e ambos foram louvados . Ao terceiro deu um só talento, o qual  ele enterrou.

Seu senhor não só o lançou fora de casa e o mandou privar do talento, mas o pronunciou por mau servo, que foi a sentença de sua condenação.

E se quem na conta torna a entregar o talento que Deus lhe deu inteiro e sem defraude se  condena;  O Senhor nos deu dons, talentos, missões, cabe a cada um de nós executar bem e com amor aquilo que lhe foi confiado, sem reter nada para si, sem dar desculpas esfarrapadas, pois a medida que nos é dado será cobrada, se Deus nos confia algo espera de nós fidelidade para que quando partimos desse mundo e nos encontrarmos com Deus, ele possa dizer:

“Servo bom e fiel, vem e alegra-te com teu Senhor”.

 

Um abraço afetuoso a todos.

Fabiana Paula.