Obra de Maria, 24 anos. Uma caminhada de fé!

março 25, 2014

Hoje a Comunidade Católica Obra de Maria, comemora 24 anos de fundação. Dia tão especial pois é o dia da Anunciação da Virgem Maria.

Quero agradecer a Deus pela existência da Obra de Maria e por cada membro, cada pessoa que fez e faz a comunidade existir e acontecer. Por cada pessoa que já foi alcançada pelas missões, evangelizações e por nós, membros que somos os primeiros que precisamos ser evangelizados e alcançados pelo amor de Deus.

Agradeço a Deus por ter me chamado a vida comunitária dentro da Obra de Maria e mesmo em meio as dificuldades que acompanham minha caminhada, tenho continuado nessa linda família.

Que Senhor nos abençoe e que possamos comemorar juntos muitos e muitos anos!!!!!!

Fraternalmente,

Fabiana

Logo Obra de Maria - Azul

Anúncios

Carnaval Obra de Maria 2014

fevereiro 27, 2014

Olá amigos, Paz e Bem ao coração de todos!

Vamos passar juntos o carnaval de 2014 louvando e adorando nosso Rei Jesus!

Carnaval da alegria aqui em Recife no Condomínio Obra de Maria. Espero vocês!

A gente se encontra lá!

Fraternalmente,

Fabiana

Cartazmodificado (1)

 


Ordenação Obra de Maria

janeiro 5, 2014

Muita emoção ontem na ordenação sacerdotal de Agripino Filho  e diaconal de Robson Eudes e Laion Fernando. Deus abençoe seus ministérios e suas vidas, que sejam muito fecundos!IMG_0750[1]


Bênção sobre bênção!

dezembro 31, 2013

pomba da paz

Queridos amigos do meu blog, Paz e Bem ao coração de todos!

Quero desejar-lhes um Feliz e Santo 2014 de muitas bênçãos, alegrias, saúde e muita paz.

Que possamos continuar sempre nos comunicando e compartilhando do amor de Deus e de tudo o que nos Senhor nos inspirar!

Que o Espírito Santo nos dê toda paz e serenidade para fazermos boas escolhas e sermos ainda mais felizes!

Obrigada pela companhia, orações e pela amizade que mesmo aparentemente virtual se torna real quando crescemos na amizade e na fraternidade!

Abraço fraterno,

Fabiana Paula

feliz 2014 1


Dia de oração pela Síria

setembro 2, 2013

Bom Dia queridos irmãos em Cristo, Paz e Bem!

Nosso querido Papa Francisco em sua mensagem ontem no Angelus em Roma, convocou todo o mundo para uma jornada de jejum e oração pela paz na Síria, em um gesto simbólico que lembra o apelo feito pelo papa João Paulo II após os atentados de 11 de setembro de 2001.

Segue as palavras do Santo Padre. Unamo-nos nessa corrente de oração e união pelo fim dos conflitos que já mataram milhares de inocentes.

Fraternalmente,

Fabiana

PAPA FRANCISCO

ANGELUS 

Praça de São Pedro
Domingo, 1º de Setembro de 2013

Papa Francisco rezando

Mensagem do Papa Francisco 

Hoje, queridos irmãos e irmãs,

Queria fazer-me intérprete do grito que se eleva, com crescente angústia, em todos os cantos da terra, em todos os povos, em cada coração, na única grande família que é a humanidade: o grito da paz! É um grito que diz com força: queremos um mundo de paz, queremos ser homens e mulheres de paz, queremos que nesta nossa sociedade, dilacerada por divisões e conflitos, possa irromper a paz! Nunca mais a guerra! Nunca mais a guerra! A paz é um dom demasiado precioso, que deve ser promovido e tutelado.

Vivo com particular sofrimento e com preocupação as várias situações de conflito que existem na nossa terra; mas, nestes dias, o meu coração ficou profundamente ferido por aquilo que está acontecendo na Síria, e fica angustiado pelos desenvolvimentos dramáticos que se preanunciam.

Dirijo um forte Apelo pela paz, um Apelo que nasce do íntimo de mim mesmo! Quanto sofrimento, quanta destruição, quanta dor causou e está causando o uso das armas naquele país atormentado, especialmente entre a população civil e indefesa! Pensemos em quantas crianças não poderão ver a luz do futuro! Condeno com uma firmeza particular o uso das armas químicas! Ainda tenho gravadas na mente e no coração as imagens terríveis dos dias passados! Existe um juízo de Deus e também um juízo da história sobre as nossas ações aos quais não se pode escapar! O uso da violência nunca conduz à paz. Guerra chama mais guerra, violência chama mais violência.

Com todas as minhas forças, peço às partes envolvidas no conflito que escutem a voz da sua consciência, que não se fechem nos próprios interesses, mas que olhem para o outro como um irmão e que assumam com coragem e decisão o caminho do encontro e da negociação, superando o confronto cego. Com a mesma força, exorto também a Comunidade Internacional a fazer todo o esforço para promover, sem mais demora, iniciativas claras a favor da paz naquela nação, baseadas no diálogo e na negociação, para o bem de toda a população síria.

Que não se poupe nenhum esforço para garantir a ajuda humanitária às vítimas deste terrível conflito, particularmente os deslocados no país e os numerosos refugiados nos países vizinhos. Que os agentes humanitários, dedicados a aliviar os sofrimentos da população, tenham garantida a possibilidade de prestar a ajuda necessária.

O que podemos fazer pela paz no mundo? Como dizia o Papa João XXIII, a todos corresponde a tarefa de estabelecer um novo sistema de relações de convivência baseados na justiça e no amor (cf. Pacem in terris, [11 de abril de 1963]: AAS 55 [1963], 301-302).

Possa uma corrente de compromisso pela paz unir todos os homens e mulheres de boa vontade! Trata-se de um forte e premente convite que dirijo a toda a Igreja Católica, mas que estendo a todos os cristãos de outras confissões, aos homens e mulheres de todas as religiões e também àqueles irmãos e irmãs que não creem: a paz é um bem que supera qualquer barreira, porque é um bem de toda a humanidade.

Repito em alta voz: não é a cultura do confronto, a cultura do conflito, aquela que constrói a convivência nos povos e entre os povos, mas sim esta: a cultura do encontro, a cultura do diálogo: este é o único caminho para a paz.

Que o grito da paz se erga alto para que chegue até o coração de cada um, e que todos abandonem as armas e se deixem guiar pelo desejo de paz.

Por isso, irmãos e irmãs, decidi convocar para toda a Igreja, no próximo dia 7 de setembro, véspera da Natividade de Maria, Rainha da Paz, um dia de jejum e de oração pela paz na Síria, no Oriente Médio, e no mundo inteiro, e convido também a unir-se a esta iniciativa, no modo que considerem mais oportuno, os irmãos cristãos não católicos, aqueles que pertencem a outras religiões e os homens de boa vontade.

No dia 7 de setembro, na Praça de São Pedro, aqui, das 19h00min até as 24h00min, nos reuniremos em oração e em espírito de penitência para invocar de Deus este grande dom para a amada nação síria e para todas as situações de conflito e de violência no mundo. A humanidade precisa ver gestos de paz e escutar palavras de esperança e de paz! Peço a todas as Igrejas particulares que, além de viver este dia de jejum, organizem algum ato litúrgico por esta intenção.

Peçamos a Maria que nos ajude a responder à violência, ao conflito e à guerra com a força do diálogo, da reconciliação e do amor. Ela é mãe: que Ela nos ajude a encontrar a paz; todos nós somos seus filhos! Ajudai-nos, Maria, a superar este momento difícil e a nos comprometer a construir, todos os dias e em todo lugar, uma autêntica cultura do encontro e da paz. Maria, Rainha da paz, rogai por nós!

Fonte:http://www.vatican.va/holy_father/francesco/angelus/2013/documents/papa-francesco_angelus_20130901_po.html


Mudar de verdade!

junho 18, 2013

bandeira do Brasil

Vemos hoje no Brasil um momento político novo. Por causa de um aumento nas passagens de ônibus, um grupo foi a rua protestar e começou um movimento nacional de repúdio ao aumento de passagens, mas vemos que por trás disso algo muito maior, vemos o desejo no coração do povo de justiça e igualdade social. Vivemos numa democracia, as pessoas tem direito de lutar por melhores condições de vida, só acho que os protestos não podem ser vinculados ao vandalismo, assim ele perdem a força e a razão. Poucos se aproveitam desse momento para gerar baderna e sujar a essência do movimento. Destruir o patrimônio público ou privado, não é protestar e sim um crime. Não podemos justiçar um crime com outro.

Os protestos para ganharem força e serem sérios e de forma geral tem sido sérios, devem ser pacíficos e cheios de significado. Quem vai, deve ir porque acredita nos ideais propostos, senão fica tudo como está, vira só ôba-ôba… Tem que ser com consciência e a maior resposta que vamos dar será nas próximas eleições, votar com consciência. Quantos de nós pesquisamos o “Ficha Limpa”, para saber se os candidatos que votamos realmente tiveram um passado honesto, sem corrupção ? ? ? ? ? Vale a pena refletir sobre isso também!

O voto é o maior instrumento de mudança! Vamos protestar pacificamente e votar conscientemente e não deixemos que esse momento seja uma “onda”, mas um reflexo de um país que aprendeu o significado da cidadania.

Abraço fraterno,
Fabiana


Carnaval com Jesus 2013

fevereiro 9, 2013

Carnaval 2013