Quanto custa ser de Jesus?

setembro 20, 2011

 

Oi gente, Boa Noite!

Faz tanto tempo que não escrevo pra vocês, isso por vários motivos, às vezes falta tempo, às vezes falta de inspiração, enfim, hoje encontro ocasião, vontade e um pouco de inspiração pra partilhar aquilo que está em meu coração, pois esse é o objetivo do meu blog. Fazer partilhas minhas, pessoais, mas ao mesmo tempo, partilhas que sejam enriquecedoras pra vocês que sempre lêem.

Agora a pouco estava pensando no seguimento de Jesus, que não é fácil segui-Lo como muitos pensam, mas também que Jesus nunca nos “iludiu”, Ele nos disse como seria: “Se alguém quiser me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga.” (Mat 16.24) 

Ou seja, Jesus foi claro em nos ensinar que os seus seguidores deveriam saber que a cruz estaria presente em sua caminhada, que não seria um caminho só de flores, onde os problemas não existiriam, onde não haveria dor, onde viveríamos o tempo todo só em  alegrias… Em Mateus 10.38 disse Jesus: Quem não toma a sua cruz e não segue após mim, não é digno de mim.

Por isso tantos desistem da caminhada, se revoltam se frustram, se decepcionam, acham que porque estão no caminho do Senhor, sua vida será só festa, mas a vida prossegue em seu curso normal, ou seja, cheia de dificuldades, situações de conflito, desafiantes. Em outras ocasiões Ele disse: “Meu caminho é o da porta estreita”(Mt 7.13), ou seja, a porta larga cheia de facilidades não é a porta aberta por Jesus, a d’Ele é a estreita, onde precisamos nos fazer pequenos para poder entrar, onde nos desfazemos de nós mesmos, do nosso orgulho, de nossas vaidades para deixá-Lo ser o primeiro, o único a comandar e guiar o barco de nossa vida.

Com isso, não estou dizendo que nossa vida será só lamento ou tristeza, Não! Mas a dor, a tristeza, as tribulações para o cristão tem um significado diferente; transformamos a dor e as tristezas em amor, em motivo para continuar a caminhada, sabendo que as durezas da vida não são o fim, mas só um meio, a vida não acaba aí.

Ás vezes na vida precisamos renunciar a algo, a coisas que aparentemente doem, parece que aquilo nunca vai acabar, a gente se sente enfraquecido, mas mesmo assim continuamos caminhando, estamoslevando a cruz, mas somos fortalecidos pelo Senhor… No momento da “Via-Crúcis”, devemos lembrar de onde vem nossas forças… Você está vivendo por suas próprias forças? ou está buscando renovar suas forçam no Senhor? A Palavra de Deus ensina:

Os que esperam no Senhor renovarão as suas forças, subirão com asas como águias,

correrão e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão…” (Is 40.31) 

Eu, por minhas próprias forças desanimo, me canso e penso que não vou conseguir continuar caminhando, mas quando busco no Senhor forças para a caminhada, encontro a força que preciso para prosseguir.

E o mais lindo de tudo, é saber que o Senhor nos dará a vitória, depois da cruz vem a ressurreição, então o tempo da “Via dolorosa” é necessário e faz parte, mas ao final, tudo terminará em ressurreição!

Confie, espero, reze e creia o Senhor está contigo, pois foi Ele mesmo que nos disse:

“No mundo tereis tribulações, mas coragem! Eu venci o mundo” (Jo 16.33).

Essa foi a ordem do Senhor, CORAGEM! Obedeçamos e sigamos confiantes em sua presença que nos fortalece e sustenta.

Fiquem com Deus e uma semana maravilhosa!

Fabiana Paula