FESTA DE SÃO PADRE PIO – 9° DIA DA NOVENA

setembro 23, 2008

 

Bom Dia meus amados irmãos e irmãs em Cristo Jesus!

Hoje nosso coração está em festa pois comemoramos a FESTA DE SÃ PADRE PIO. Em todas as partes do mundo temos celebrações em honra de Padre Pio. Nosso coração está em festa pois passamos esses nove dias em preparação a grande solenidade de hoje.

Quero agradecer a todos os que se uniram a mim em oração, mandaram seus pedidos de oração, tivemos até a presença de uma irmã da Espanha e outra da Itália. Além de centenas que acessaram o blog e que de alguma forma beberam da espiritualidade de Padre.

Tenham certeza que nossa novena não foi em vão, vocês colherão muitos frutos e espero receber os testemunhos das graças alcançadas.

Também quero dizer que ainda tenho muito a falar sobre o Padre Pio e aos poucos vou partilhando mais sobre a vida e os testemunhos.

Um forte abraço a todos e que são Padre interceda por todas as nossas necessidades.

Em Cristo Jesus,

Fabiana Paula.

Hoje veremos sobre duas grandes iniciativas do Padre Pio: O hospital Alívio do Sofrimento e os grupos de oração.

Boa leitura e não se esqueça de fazer seus pedidos de oração, clicando em comentários.

Um dos hospitais mais importantes da Itália, pela sua extensão e equipamentos de última geração, encontra-se em San Giovanni Rotondo. A Casa Alívio do Sofrimento, fundada há 50 anos por padre Pio, é uma verdadeira casa de acolhimento.

Padre Pio amava definir o hospital Casa Alívio do Sofrimento como “a pupila dos meus olhos”. No dia 05 de maio de 1956, em ocasião do discurso de inauguração, ao fim de um longo caminho de obstáculos de diversos gêneros, o Santo de Pietrelcina, visivelmente comovido e feliz, dizia ao grande número de pessoas que estavam presentes:

“Senhores e irmãos em Cristo, a Casa Alívio do Sofrimento está pronta. Agradeço aos benfeitores que, de diversas parte do mundo, colaboraram. Esta é uma criatura que a Divina Providência, com a ajuda de vocês, criou.”

Era a realização de um sonho por ele cultivado, desde há muito tempo, depois de ter visto a triste situação de tantos doentes que, naqueles anos dolorosos da guerra e de pós-guerra, não tinham assistência adequada. As crônicas nos dizem que padre Pio já tinha pensado em criar um hospital em 1940, chamando-o, na época de seu projeto, de “Casa Alívio do Sofrimento”, mas a declaração de guerra de 10 de junho de 1940 impediu tudo. Só em 1946 ele pôde constituir a sociedade encarregada de iniciar os trabalhos. A princípio, foi inaugurada com 300 leitos. Hoje, o hospital já possui 1000 leitos e, a cada dia, surgem outras necessidades.

O padre de Pietrelcina quis colocar no hospital os melhores materiais de construção. As paredes todas são decoradas com mosaicos manuais feitos um a um pelas mulheres da região. Há pilares de mármore com diversas cores, imagens sacras, capelas, flores e quadros. Este conjunto artístico gera a sensação de bem-estar, tornando-o, de fato, uma casa para o doente em tratamento.

Hoje, o hospital atende cerca de 50 mil pacientes de diversas partes da Itália em busca do alívio de suas dores. Eles recebem não apenas o atendimento médico, mas a atenção e o amor de todos aqueles que lá trabalham.

Informações Gerais sobre os “GRUPOS DE ORAÇÃO” instituídos por PADRE PIO

Padre Pio recomendava a todos que rezassem sempre. Seus filhos e filhas espirituais começaram a reunir-se para rezarem juntos e, assim, surgiram grupos espontâneos de fiéis ligados ao hospital fundado por Padre Pio: a “Casa Sollievo della Sofferenza”. Padre Pio aconselhava, dirigia e estabelecia os critérios precisos para esses grupos, que deviam seguir meticulosamente sua orientação.

A sede do “Centro dos Grupos de Oração” fica na “Casa Sollievo della Sofferenza”, em San Giovanni Rotondo – Itália.

O “Centro dos Grupos de Oração” cuida de tudo o que se refere à formação de novos “Grupos de Oração”, verificando que tudo esteja rigorosamente de acordo com o Estatuto.

O “Centro dos Grupos de Oração” recebe os relatórios de atividades e notícias relativas aos “Grupos de Oração” do mundo todo e se mantém em constante contato com todos os “Grupos de Oração”: assiste-os em suas iniciativas, fornece-lhes informações e publicações, encoraja-os e orienta-os. Além disso, envia-lhes instruções e informações, mediante circulares periódicas. O Diretor Geral dos “Grupos de Oração” está sempre atento a tudo o que diz respeito a seus problemas de organização e suas iniciativas.

Segundo dados estatísticos do “Centro dos Grupos de Oração”, existem no mundo todo 2156 “Grupos de Oração” regularmente registrados. Nesse número não estão incluídos os “Grupos de Oração” ainda em formação. No Brasil há quatro “Grupos de Oração” (em Brasília, no Rio de Janeiro e em São José do Rio Preto).

Basicamente, para se constituir um “Grupo de Oração” é necessário um grupo de fiéis que queira reunir-se para uma oração comunitária e um sacerdote que os oriente com a aprovação do Bispo; que se reúna numa igreja periodicamente ao menos uma vez por mês, sempre em dia fixo, para assistir à missa, rezar, meditar e escutar a palavra de Deus.

Os “Grupos de Oração” são chamados a fazer caridade de forma eficaz e atuante para alívio dos sofredores e necessitados, como ação prática de amor a Deus; e a cuidar de sua formação espiritual, aprofundando-se na doutrina católica.

Para ainda maior benefício da formação espiritual dos “Grupos de Oração”, além dos encontros mensais são também propostos outros encontros entre os Grupos.

A família espiritual envolvida em oração pela devoção a Padre Pio é tão grande que abrange sacerdotes, religiosas e leigos de todas as idades.

O novo Estatuto dos “Grupos de Oração”, aprovado pela Santa Sé em 3 de maio de 1986, reafirma a finalidade e os princípios básicos assinalados por Padre Pio a seus “Grupos de Oração” desde o início de sua constituição.

Os “Grupos de Oração” devem distinguir-se por sua fidelidade à Igreja, ao Papa, aos Bispos; pela formação cristã integral e pela vida de oração; pela caridade generosa com os sofredores, segundo a orientação de Padre Pio.  A estrutura organizacional, em plena harmonia com a estrutura hierárquica da Igreja, e com a presença absolutamente necessária do Sacerdote Diretor Espiritual, nomeado pelo Bispo, garante a formação e a adesão doutrinária do “Grupo de Oração” às diretivas do magistério da Igreja.

O certificado de adesão ao “Centro dos Grupos de Oração” na “Casa Sollievo della Sofferenza”, é o sinal externo da união do “Grupo de Oração” ao “Centro dos Grupos de Oração” instituído por Padre Pio, ao qual todos os “Grupos de Oração” devem enviar periodicamente um relatório de suas atividades, de modo que possa ser redigido um relatório geral anual.

Essa ligação especial com a Santa Sé e com o Santo Padre constitui um constante compromisso da Direção Geral dos “Grupos de Oração” de atuar em plena conformidade com a orientação do Santo Padre.
Fonte: http://www.padrepiogroup.com/
 
INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
Para informações adicionais sobre os “Grupos de Oração”, escreva-nos ou dirija suas perguntas específicas diretamente ao “Centro dos Grupos de Oração” da “Casa Sollievo della Sofferenza” em San Giovanni Rotondo, no seguinte endereço:

Centro Gruppi di Preghiera (Centro dos Grupos de Oração)
Casa Sollievo della Sofferenza
Viale Cappuccini
71013 San Giovanni Rotondo (Foggia)

Italia

telefone: (39) (0882) 410-252

official website: www.operapadrepio.it

Novena 9° Dia

Humilde Padre Pio de Pietrelcina, Tu que és verdadeiramente amado pela Santa Madre Igreja; Roga à Deus, Nosso Senhor, ao Senhor das messes, para que mande trabalhadores a sua santa obra, e dê a cada um deles segundo o seu santo trabalho; De maneira que tenhamos no mundo, sacerdotes santos; Que estes obtenham a força e a inspiração divina. Ao mais, nós te rogamos à intercessão junto a Santíssima Sempre Virgem Maria; Para que conduza todos os homens a uma unidade de cristãos, reunidos na grande casa de Deus; Para que a Santa Igreja seja o Farol de luz e salvação, neste mar de tempestades que é a vida de hoje.

« Sempre se mantenha unido a Santa Igreja Católica, porque somente ela pode salvar-te, porque somente ela possui o Jesus Sacramentado, que é o verdadeiro príncipe da paz». Padre Pio

O que Deus fez através da intercessão do Padre Pio na sua vida? Clique em comentários e deixe seu testemunho.

 COROA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

1 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e ser-vos-á dado!” Eis que bato, procuro e peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

2 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, qualquer coisa que pedis ao meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá!” Eis que ao Vosso Pai, em Vosso nome, eu vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

3 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão!” Eis que, apoiado na infalibilidade das Vossas santas palavras, eu Vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!  

Oração: Ó Sagrado Coração de Jesus, a quem uma única coisa é impossível, isto é, a de não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, míseros pecadores, e concedei-nos as graças que Vos pedimos por intermédio do Coração Imaculado da Vossa e nossa terna Mãe. São José, Amigo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

Rezar a Salve Rainha.

Pai Nosso Ave Maria e Gloria ao Pai.

 

Anúncios

Novena a São Padre Pio – 8° Dia

setembro 22, 2008

Bom Dia meus irmãos na fé, Paz e Bem !

Hoje seguimos em nosso 8° dia da novena a São Padre Pio e hoje antes de iniciarmos a novena veremos um ponto que acompanhou o Padre Pio por toda a sua vida: A perseguição do mal.

Desde muito pequeno Padre Pio era perseguido pelo maligno que tentava aterrorizá-lo, pois sabia que ele era um santo e que seria um grande homem de Deus.

Padre Pio tinha uma frase que usava sempre e que afastava o mal: VIVA JESUS.

Que possamos hoje dizer com nossa voz, afastando toda a tentação do inimigo de perto de nós: VIVA JESUS!

Um abraço e uma excelente semana com a intercessão de Padre Pio.

Um certo dia Padre Pio foi confessar-se e procurando seu diretor espiritual começou a contar-lhe de seu desejo de santidade, de tornar-se a cada dia um frade mais orante. Seu diretor espiritual então começou a dar-lhe este conselho: “Pio, você não deve rezar tanto, mortificar seu corpo dessa forma, nem tão pouco jejuns tão rigorosos. Reze menos, jejue menos, faça menos penitências… Naquele momento Padre Pio entendeu que aquele nunca poderia ser o Padre Pio, então ele gritou: VIVA JESUS! Naquele momento o seu “confessor” desaparece e só fica o cheiro de enxofre. Assim Padre Pio entendeu que o inimigo se “vestiu” de confessor para tentar frear a sua grande sede de Deus e de santidade.

O diabo existe e seu papel ativo não pertence ao passado e não pode ser reduzido ao espaço da fantasia popular. Na realidade, o diabo continua a induzir os homens ao pecado mesmo hoje. Por tal razão a atitude do discípulo de Cristo frente a Satanás tem que ser de vigilância e de luta e não de indiferença. Na realidade a mentalidade de nosso tempo relegou a figura do diabo à mitologia e ao folclore. Baudelaire afirmava justamente que a obra-prima de Satanás, nos tempos modernos é induzir as pessoas a não acreditarem na sua existência. Conseqüentemente não é fácil imaginar que Satanás deu mostras da sua existência mesmo quando ele foi forçado a se expor para afrontar o Pe. Pio em “duros combates”. Tais batalhas eram brigas sangrentas, como foi escrito em muitas cartas que Pe. Pio enviava aos seus diretores espirituais.

Em 1906 aconteceu um dos primeiros contatos que Pe. Pio teve com o príncipe do mal. Pe. Pio tinha retornado ao convento de Sant’Elia de Pianisi. Uma noite de verão em que ele não conseguia dormir por causa do grande calor ouviu o barulho dos passos de alguém, que no quarto vizinho, caminhava para lá e para cá. “O pobre Anastasio não pode dormir como eu.”, pensou Pe. Pio. ” Quero chamá-lo, pois, pelo menos conversamos um pouco “. Ele foi até a janela e chamou o confrade mas sua voz permaneceu presa na garganta: no parapeito da janela vizinha, um monstruoso cão se apoiava. Assim contava o próprio Pe. Pio: “Vi horrorizado entrar pela porta um enorme cão feroz de cuja boca saia muita fumaça. Eu caí de bruços na cama e ouvi o que ele dizia: “é este, é este!”. Ainda naquela posição vi a fera pular sobre o parapeito da janela e de lá lançar-se sobre o telhado da frente para em seguida desaparecer. 

“O Diabo submeteu Padre Pio à tentações em todos os sentidos. Padre Agostino confirmou que o diabo apareceu a ele de diferentes formas: “O diabo apareceu como meninas jovens que dançavam nuas, em forma de crucifixo, como um jovem amigo  dos monges, como o Pai Espiritual, como o Padre Provinciano, como Papa Pio X, como o Anjo da Guarda, como São Francisco e como Nossa Senhora. O diabo também apareceu nas suas formas horríveis, com um exército de espíritos infernais. Às vezes não havia nenhuma aparição, mas Padre Pio estava ferido, ele era torturado com barulhos ensurdecedores, cuspido etc. Padre Pio teve sucesso livrando-se destas agressões ao invocar o nome de Jesus.

 

As lutas entre Padre Pio e Satanás ficaram mais duras quando Padre Pio livrou as almas possuídas pelo Diabo. Mais de uma vez, falou ao Padre Tarcísio de Cervinara que, antes de ser exorcizado, o Diabo gritava: “Padre Pio você nos dá mais preocupação que São Miguel” e também: “Padre Pio, não aliene as almas de nós e nós não o molestaremos”. 

Vejamos como o Padre Pio descreveu nas cartas que enviou aos seus diretores espirituais, as agressões do Diabo.

 

Carta para Padre Agostino, de 18 de janeiro de 1912. –

“… O Barba Azul não quer ser derrotado.” Ele chegou a mim assumindo todas as formas. Durante vários dias, vem visitar-me com seus espíritos infernais armados com bastões de ferros e pedras. O pior é que eles vêm com os seus próprios semblantes.  Várias vezes eles me tiraram da cama e me arrastaram pelo quarto. Mas Jesus, Nossa Senhora, o Anjo da Guarda, São José e São Francisco estão freqüentemente comigo.”

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni – Edizioni “Padre Pio da Pietrelcina” Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo – FG)

Carta para Padre Agostino 5 de novembro 1912

Querido Padre, esta é a segunda carta, graças a Deus, e segue o mesmo destino da anterior. Eu estou seguro que Padre Evangelista já o informou sobre a nova guerra que os apóstatas impuros estão fazendo contra mim. Meu Padre, eles não podem vencer minha constância. Eu lhe informo sobre as armadilhas que eles gostam de me induzir me privando de suas orientações. Eu encontro nas cartas meu único conforto; mas para glorificar Deus e confusão deles, eu os agüentarei. Eu não posso explicar como eles estão me pegando. Às vezes eu penso que vou morrer. Sábado pensei que eles realmente queriam me matar, eu não sabia a que santo pedir ajuda; Eu me dirigi a meu Anjo da Guarda suplicando ajuda e depois de esperar longo tempo, finalmente ele voou ao redor de mim e com sua voz angelical cantou hinos a Deus. Então uma dessas cenas habituais aconteceu; Eu ralhei severamente porque ele tinha me feito esperar tanto pela sua ajuda, apesar de que o tinha chamado urgentemente, e por  castigo eu não quis olhar para sua face, eu queria que ele recebesse mais um castigo de mim e quis  escapar, ele me localizou chorando e me levou, até que o vi, encarei fixamente  e vi o que ele sentia. 

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni – Edizioni “Padre Pio da Pietrelcina” Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo – FG)

 

Carta para Padre Agostino datada de 18 de novembro de 1912 –

“O inimigo não quer me deixar só, me bate continuamente. Ele tenta envenenar minha vida com as armadilhas infernais. Ele se perturba muito porque eu lhe conto estes fatos. Ele me sugere não lhe contar os fatos que acontecem entre ele e eu. Ele me pede que narre as visitas boas que recebo; na realidade ele diz que você gosta de só destas histórias. O pastor esteve informado da batalha que eu travo com estes demônios e com referência às cartas, ele me sugeriu ir até ele abrir a carta assim que tivesse chegado. E quando abri a  carta junto do pastor, achamos a carta suja de tinta. Era a vingança do diabo! “__Eu não posso acreditar que você me tenha enviado a carta suja porque você sabe que eu não enxergo bem.” No princípio nós não pudemos ler a carta, mas depois de sobrepor o Crucifixo à carta , tivemos sucesso na leitura, até mesmo não sendo capazes de ler letras pequenas.

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni – Edizioni “Padre Pio da Pietrelcina” Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo – FG)

 

Satanás foi além de todos os limites da provocação com Padre Pio; até lhe disse que era um penitente.

Este é o testemunho do Padre Pio:

“Um dia, enquanto eu estava ouvindo confissões, um homem veio para o confessionário onde eu estava. Ele era alto, esbelto, vestido com refinamento, era cortês e amável. Começou a confessar seus pecados, que eram de todo tipo: contra Deus, contra os homens e contra o moral. Todos os pecados eram aberrantes! Eu fiquei desorientado com todos os pecados que ele me contou, e respondi ‘ e lhe trago a Palavra de Deus, o exemplo da Igreja e o moral dos Santos”, mas o penitente enigmático se opôs às minhas palavras justificando, com habilidade extrema e cortesia, todo o tipo de pecado”. Ele desabafou todas as ações pecadoras e tentou me fazer entender normal, natural e humanamente compreensível todas as ações pecadoras. E isto não só para os pecados que eram horríveis contra Deus, Nossa Senhora e os Santos. Ele foi firme na argumentação dos pecados morais tão sujos e repugnantes. As respostas que me deu, com fineza qualificada e malícia, me surpreenderam. Eu me perguntei: Quem ele é? De que mundo ele vem? E eu tentei olhar bem para ele, ler algo na face dele. Ao mesmo tempo me concentrei em cada palavra dele para dar-lhe o juízo correto que merecia. Mas de repente através de uma luz interna vívida e brilhante eu reconheci claramente que era ele.Com tom definido e imperioso lhe falei: “_Diga, Viva Jesus para sempre, Viva Maria eternamente” Assim que pronunciei estes doces e poderosos nomes, o Satanás desapareceu imediatamente dentro um zigue-zague de fogo deixando um fedor insuportável.”

 

Don Pierino Galeone estava presente ao mesmo episódio. Ele é um padre e um dos filhos espirituais do Padre Pio.

Dom Pierino conta:

“Um dia, Padre Pio estava no confessionário, coberto por duas cortinas. As cortinas do confessionário não estavam fechadas e eu tive oportunidade de ver o Padre Pio. Os homens, enquanto se preparavam, se posicionaram em uma fila única. Do lugar onde eu estava lia o Breviário e, às vezes, erguia o olhar para ver o Padre. Pela porta pequena da igreja, entrou um homem. Ele era bonito, com olhos pequenos e pretos, cabelo grisalho, com uma jaqueta escura e calças compridas. Eu não quis me distrair e continuei recitando o breviário, mas uma voz interna me falou: Pare e olhe! “Eu parei e olhei para Padre Pio. Aquele homem parou em frente do confessionário. E depois que o penitente anterior foi embora desapareceu imediatamente entre as cortinas. Estava em pé, de frente para o Padre Pio . Então eu não vi mais aquele homem de cabelo grisalho. Depois que alguns minutos o vi penetrando no chão. No confessionário, na cadeira onde Padre Pio estava sentado, vi Jesus em seu lugar. Ele era loiro, jovem e bonito e ele parecia fixo naquele homem que penetrou o chão. Então vi Padre Pio surgir novamente. Ele voltou a tomar seu assento, era semelhante a Jesus. Pude então ver claramente o Padre Pio. E imediatamente ouvi sua voz: Se apressem! Ninguém notou este acontecimento e todos permanecemos onde estávamos”

 

Novena 8° Dia

Puríssimo Padre São Pio de Pietrelcina, Tu que quisestes muito bem aos teus filhos espirituais. Muitos dos teus filhos tem sido comprados por ti com o preço do teu sangue. Também nos concedes a nós que não te conhecemos pessoalmente, de consideramos como teus filhos espirituais. Com tua paternal proteção, com tua santa orientação, com a força que conseguiras para os outros filhos de Deus, podermos, no momento da morte, encontra-te nas portas do Paraíso, esperando a nossa chegada.

« Se me fosse possível, queria conseguir de Deus somente uma coisa, ‘que me disse-se Vá para o Paraíso’ queria conseguir esta graça ‘Senhor, não me deixe ir ao Paraíso até que o último dos meus filhos, a última das pessoas que me foram confiadas, tenha entrado antes que eu ». Padre Pio

Antes de continuar rezando clique em comentários e deixe os seus pedidos de orações.

 COROA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

1 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e ser-vos-á dado!” Eis que bato, procuro e peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

2 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, qualquer coisa que pedis ao meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá!” Eis que ao Vosso Pai, em Vosso nome, eu vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

3 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão!” Eis que, apoiado na infalibilidade das Vossas santas palavras, eu Vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

Oração: Ó Sagrado Coração de Jesus, a quem uma única coisa é impossível, isto é, a de não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, míseros pecadores, e concedei-nos as graças que Vos pedimos por intermédio do Coração Imaculado da Vossa e nossa terna Mãe. São José, Amigo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

Rezar a Salve Rainha.

Pai Nosso Ave Maria e Gloria ao Pai.

Deixe em Comentários seu pedido de oração ou seu testemunho

 


Novena a São Padre Pio – 7º Dia

setembro 21, 2008

 Foto da chaga da mão esquerda do Padre Pio        

Bom dia filhos e filhas espirituais do Padre Pio!

Paz e Bem!

Hoje estamos no 7º dia de nossa novena e hoje conheceremos um pouco mais sobre os estigmas, as chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, que foram concedidas também a Padre Pio.

Um abraço fraterno e um bom domingo.

Fabiana Paula

A estigmatização do Padre Pio aconteceu em dois momentos: um de preparação que durou 8 anos(de setembro de 1919 a setembro de 1918) e o da estigmatização propriamente dita, que durou 50 anos(de setembro de 1918 a setembro de 1968).

Durante o primeiro período, chamado de período das chagas “invisíveis”, quando visivelmente não havia nada, mas ele sentia todas as dores da chagas abertas, especialmente em algumas circunstâncias e em determinados dias, como ele nos conta em seu epistolário(epist. Cap.I, 266).

Durante o segundo período, as chagas eram sempre visíveis e permanentes, desde a manhã do sábado 20 de setembro de 1918, até a morte. No início, as chagas eram pequenas feridas; mas depois de algum tempo, se tornaram grandes e tomaram aquela forma de cruz e sua haste longa, diposta obliquoamente, se estendia da quinta a nona costela enquanto a haste transversal correspondia à metade da outra haste.

Leiamos agora o relato do Padre Pio, quanto ao dia da sua estigmatização.

Um dos acontecimentos que marcaram intensamente a vida do Padre Pio foi o que se verificou na manhã do 20 de setembro de 1918, quando, rezava diante do Crucifixo do coro da velha e pequena igreja, o Padre Pio recebeu o maravilhoso presente dos estigmas. Os estigmas ou as feridas foram visíveis e ficaram abertas, frescas e sangrentas, por meio século. Este fenômeno extraordinário tornou a chamar, sobre o Padre Pio a atenção dos médicos, dos estudiosos, dos jornalistas, enfim sobre toda a gente comum que, no período de muitas décadas foram a San Giovanni Rotondo para encontrar o santo frade.

Numa carta ao Padre Benedetto, datada de 22 de outubro de 1918, o Padre Pio narra a sua “crucifixão”: O que posso dizer aos que me perguntam como é que aconteceu a minha crucifixão? Meu Deus! Que confusão e que humilhação eu tenho o dever de manifestar o que Tu tendes feito nessa mesquinha criatura!”

“Foi na manhã do 20 do mês passado ( setembro ) no coro, depois da celebração da Santa Missa, quando fui surpreendido pelo descanso do espírito, pareceu um doce sonho. Toso os sentidos interiores e exteriores, além das mesmas faculdades da alma, se encontraram numa quietude indescritível. Em tudo isso houve um silêncio em torno de mim e dentro de mim; senti em seguida uma grande paz e um abandono na completa privação de tudo e uma disposição na mesma rotina.

Tudo aconteceu num instante. E em quanto isso se passava, eu vi na minha frente um misterioso personagem parecido com aquele que tinha visto na tarde de 5 de agosto. Este era diferente do primeiro, porque tinha as mãos, o pés e o peito emanando sangue. A visão me aterrorizava, o que senti naquele instante em mim não sabia dizê-lo. Senti-me desfalecer e morreria, se Deus não tivesse intervindo sustentar o meu coração, o qual sentia saltar-me do peito. A visão do personagem desapareceu e dei-me conta de que minhas mãos, pés e peito foram feridos e jorravam sangue. Imaginais o suplício que experimentei então e que estou experimentando continuamente todos os dias. A ferida do coração, continuamente, sangra. Começa na quinta feira pela tarde até sábado. Meu pai, eu morro de dor pelo suplício e confusão que experimento no mais íntimo da alma. Temo morrer ensangüentado, se Deus não ouvir os gemidos do meu pobre coração, e ter piedade e retirar de mim está situação…”

 

Vamos rezar juntos, clique em comentários e deixe os seus pedidos de orações. 

Novena 7º Dia

Benditíssimo Padre São Pio de Pietrelcina. Tu que tens realizado o projeto de salvação de Deus e tens oferecido teus sofrimentos para desatar os pecadores das redes de Satanás. Roga a Deus para que os homens, que não crêem, tenham uma grande e verdadeira fé e se convertam; arrependendo-se do fundo de seus corações, e que as pessoas com pouca fé melhorem sua vida cristã, e que os homens justos continuem sobre o caminho da salvação.

« Se o pobre mundo puder-se ver a beleza da alma sem pecado, todos os pecadores, todos os incrédulos se converteriam naquele instante ». Padre Pio

 COROA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

1 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e ser-vos-á dado!” Eis que bato, procuro e peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

2 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, qualquer coisa que pedis ao meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá!” Eis que ao Vosso Pai, em Vosso nome, eu vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

3 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão!” Eis que, apoiado na infalibilidade das Vossas santas palavras, eu Vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

Oração: Ó Sagrado Coração de Jesus, a quem uma única coisa é impossível, isto é, a de não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, míseros pecadores, e concedei-nos as graças que Vos pedimos por intermédio do Coração Imaculado da Vossa e nossa terna Mãe. São José, Amigo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

Rezar a Salve Rainha.

Pai Nosso Ave Maria e Gloria ao Pai       


Novena de Padre Pio – 5° Dia

setembro 19, 2008

Olá Amados, vamos ao nosso quinto dia…

O dia da festa está chegando e a cada dia aumentam o número dos que se colocam sob os cuidados do Padre Pio.

Hoje veremos mais um dom do Padre Pio: ELE CONVERSAVA E TINHA EXPERIÊNCIAS COM O SEU ANJO DA GURDA E O ANJO DA GUARDA DOS OUTROS IRMÃOS.

Deus abençoe a todos.

Em Cristo Jesus pela intercessão de Padre Pio,

Fabiana Paula

Clique em comentários e deixe seu pedido, sua intenção de oração.

VAMOS AOS TESTEMUNHOS

 

O Padre Linio contou que estava rezando ao meu anjo da guarda para que interviesse e falasse ao Padre Pio em favor de uma senhora que estava muito mal. Porém parecia que as coisas não mudavam em anda. Encontrei o Padre Pio e disse: Padre pedi a meu Anjo da Guarda que pedisse ao senhor por aquela senhora. É possível que não tenha feito? Respondeu o Padre Pio: E tu o que crês? Que ele seja desobediente como tu e eu?

 

Um ítalo-americano que viveu na Califórnia, freqüentemente pedia a seu Anjo da Guarda, que por piedade levasse um importante recado ao Padre Pio. Um dia depois da confissão, ele falou na igreja com Padre Pio, perguntando se o Anjo da Guarda havia lhe dado o recado. O Padre Pio respondeu: Tu crês que sou “surdo”? E o Padre Pio repetiu o que ele há poucos dias antes havia dito ao seu Anjo da  Guarda.

 

Um advogado de Fano, Itália estava regressando à sua casa em Bolonha. Ele estava dirigindo seu veículo que era modelo Fiat 1100. No carro encontravam-se sua mulher e seus dois filhos. Num certo momento, sentindo-se cansado, o advogado foi substituído no volante pelo seu filho mais velho, Guido, o qual se encontrava dormindo. Após alguns quilômetros perto de San Lázaro, também o filho dormiu. Quando acordou deu-se conta que se encontrava a um par de quilômetros do povoado de Imola. Assustado ele gritou: – “Quem havia dirigido o carro? Tinha-lhes acontecido algo… Não – responderam todos. O filho mais velhos despertou e disse que havia dormido profundamente. A mulher e o filho mais novo, incrédulo e maravilhado, disseram haver percebido um modo de dirigir o carro diferente do usual: às vezes o carro esteve a ponto de se chocar com outros veículos, porém na última hora, não acontecia devido a manobras perfeitas. Também a maneira de fazer as curvas era diferente. “Sobre tudo”disse a mulher não colidimos pelo fato de vocês estarem dormindo o tempo todo, não respondendo as nossas perguntas. Disse o marido: “Eu não pude contestar porque adormeci”. Entretanto quem tinha conduzido o automóvel? Que havia impedido os acidentes?… Alguns meses depois o advogado foi a San Giovanni Rotondo e o Padre Pio quando o viu, apoiando sua mão no ombro dele, disse: “Tu ficastes dormindo e o Anjo da Guarda conduziu o veículo”. O mistério foi revelado.

 

Uma filha espiritual do Padre Pio estava caminhando para o Convento em uma estrada pelo campo. O padre Pio a esperava no Convento dos Capuchinhos. Eram dias de inverno e nevava, o que dificultava caminhar. Ao longo do caminho ela acreditava que não conseguiria chegar até o Convento na hora marcada. Cheia de fé, ela rogou ao seu anjo da guarda para que avisasse a Padre Pio que chegaria atrasada para o seu compromisso, devido ao mal tempo. Chegando ao Convento ela constatou com grande alegria que o monge a aguardava em uma janela, da qual ele lhe sorriu, cumprimentando-a.

 

Uma mulher estava sentanda em um quarto do Convento dos Capuchinhos. A Igreja estava fechada. Era tarde. A mulher rezava em seu íntimo, e repetia com seu coração: “Padre Pio, me ajude! Anjo da guarda, por favor, vá dizer para pai Pio que me ajude, caso contrário minha irmã morrerá! “Da janela sobre ela, veio a voz do padre Pio: “Quem está me chamando? Qual é o problema?” A mulher admirada contou sobre a doença de sua irmã e Padre Pio, foi ao encontro da mulher doente e a curou.

 

Um homem contou para Pai Pio: Eu não posso vir vê-lo freqüentemente. Meu salário não me permite tais viagens longas e caras. Pai Pio respondeu: Quem lhe disse que você precisa vir aqui? Você tem seu Anjo da guarda, não o tem? Você conte o que você quer, o envia aqui, e você terá a resposta!

 

Uma das crianças espirituais de Padre Pio, disse: Pai Pio é tão piedoso, sempre escuta aqueles que o chamam. Uma noite, um grupo de amigos que chegara a pouco a St. Giovanni Rotondo, estavam falando da pessoa do Padre Pio e ingenuamente começaram a enumerar perguntas que queriam fazer para ele e pediram a seus anjos que levassem os pedidos ao padre o mais cedo possível. No dia seguinte depois da Santa Missa, padre Pio lhes reprovou: – Vocês não me deixaram tranqüilo a noite passada! Mas o sorriso de padre Pio, desmentia suas palavras. Nisso eles viram que o frade lhes tinha atendido.

 

Invoque o seu Anjo da guarda, pois ele te iluminará e te guiará no caminho de Deus. Deus o deu a você. Então o use. 

 

Envie-me seu Anjo da guarda, porque ele não paga ingresso no trem e nem consome seus sapatos.

 

Para todas as pessoas que vivem há um Anjo da guarda. Por isso ninguém se encontra sozinho.

 

 

5° Dia

Prudentíssimo Padre São Pio de Pietrelcina. Tu que tanto amas e nos ensinastes a amar as Almas do Purgatório; por elas que te oferecestes como vitima de expiação, dos pecados delas. Roga a Deus Nosso Senhor, para que ponha em nossos corações sentimentos de compaixão e amor por estas almas. Também nós ajudaremos as Almas do Purgatório e reduziremos seus tempos de desterro e de grande aflição. Conseguiremos para elas, com sacrifícios e orações, o descanso eterno de suas almas, e as Santas Indulgências necessárias para tirá-las do lugar de sofrimento.

« Ó Senhor, Jesus Cristo, te suplico derrame sobre mim, todos os castigos que são para os pecadores e as Almas Benditas do Purgatório, multiplica sobre mim os sofrimentos, com os quais convertes e salva os pecadores, e livra-los salvos do tormento do purgatório ». Padre Pio

Antes de continuar rezando clique em comentários e deixe os seus pedidos de orações.

 COROA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

1 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e ser-vos-á dado!” Eis que bato, procuro e peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

2 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, qualquer coisa que pedis ao meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá!” Eis que ao Vosso Pai, em Vosso nome, eu vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

3 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão!” Eis que, apoiado na infalibilidade das Vossas santas palavras, eu Vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

Oração: Ó Sagrado Coração de Jesus, a quem uma única coisa é impossível, isto é, a de não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, míseros pecadores, e concedei-nos as graças que Vos pedimos por intermédio do Coração Imaculado da Vossa e nossa terna Mãe. São José, Amigo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

Rezar a Salve Rainha.

 

 

 


Novena de São Padre Pio – 4º Dia

setembro 18, 2008

Paz e Bem irmãos e irmãs!

Seguimos com nosso 4º dia da Novena a São Padre Pio e antes da novena como estamos fazendo desde o primeiro dia, vamos conhecer mais sobre a vida do Padre Pio.

Hoje conheceremos sobre o dom da osmogenesia, ou como falamos popularmente: os perfumes do Padre Pio.

Um forte abraço e continuem mandando suas intenções de oração. Clique em COMENTÁRIOS e deixe seu pedido.

Deus abençoe a todos!

Padre Pio, Rogai por nós!

Com carinho,

Fabiana Paula.

osmogenesia, é um carisma possuído por alguns Santos. Tal carisma, em algumas circunstâncias, permitiu percebe-se à distância perfumes particulares. Tais perfumes são definidos como odores de santidade. O Padre Pío chegou a manifestar tal carisma e estes fenômenos foram tão freqüentes  que as pessoas comuns ficaram admiradas e definiram este fenômeno como “Os Perfumes de Padre Pio”. O perfume emanava de seu corpo e também dos objetos que ele tocava e também de suas vestes. Em outras ocasiões, o perfume fora percebido nos lugares onde ele passava. 

Vejamos abaixo alguns testemunhos:

Um dia, o médico que atendia aos frades em San Giovanni, retirou do tórax do Padre Pío um, curativo composto de bandagens (gases) que foram utilizadas para estancar o sangue. O médico guardou os curativos em um estojo, para ser levado a um determinado laboratório localizado em Roma, para que fossem analisados por meio de testes laboratoriais. Durante a viagem, um Oficial e outras pessoas que estavam na mesma viagem, sentiram o perfume que era emanado do Padre Pío. Nenhuma daquelas pessoas sabiam que o médico possuía em seu bolso os curativos, contendo o sangue do Padre Pío. O médico conservou aqueles curativos no seu estojo, e o estranho perfume impregnou por longo tempo o estojo, tanto que os pacientes que foram visitados pediram explicações a respeito de tal perfume.

 Depois da conversão, um balconista Siciliano quis confessar-se com o Padre Pio. Estando com o Santo Pio, num gesto fraterno, ele segurou a sua mão direita por alguns instantes, porém, o suficiente para marca-lo por toda a vida, pois um perfume  único e indescritível o envolveu. Chegando em Foggia (Itália), notou que sua mão direita tinha um perfume que sua mão esquerda não possuía, era o mesmo perfume que ele sentiu quando  estava próximo do Padre Pio. O perfume não desaparecia nem sequer se ele lavasse as mãos. Considerando que, Padre Pio tinha dado a ele uma penitência durante dois meses, o balconista poderia sentir o mesmo perfume que subia de sua mão para seu peito  e nariz. O perfume era tão intenso que ele se sentia inebriado. Com o passar do tempo, e à medida que era cumprida a penitência, o perfume começava a desaparecer, fazendo com que o penitente tentasse de todas as formas voltar a senti-lo em seu corpo, sem qualquer resultado, por fim, quando a penitência terminou, o perfume sumiu, porém naquele homem, ficou a certeza de ter acontecido uma experiência viva da misericórdia de Deus em sua vida, através deste fraterno encontro com o Santo Padre Pio.

Um homem contou: “… um dia eu decidi seguir o sugestão da minha esposa para ir no Padre Pio. Eu não estava participando da igreja por um vinte e cinco anos, precisamente no dia de meu matrimônio. Eu sentia a necessidade de me confessar, mas assim que eu estive próximo a Padre Pio, ele me falou bruscamente sem olhar para mim: “Vá embora! ” – Eu respondi: “Eu estou aqui para me confessar, e me dê a absolvição” – eu lhe falei asperamente, mas ele respondeu asperamente: “Vá embora, eu disse.” e eu fui embora. Eu sai da pequena Igreja e fui para o hotel. Minha esposa que tinha me visto sair da Igreja daquele modo, me encontrou no hotel e perguntou: o que aconteceu? O que você está fazendo? ” – Ela queria saber. “Eu vou arrumar a mala e ir embora”, eu respondi. Mas naquele momento senti uma nuvem de perfume. Era um intenso perfume, maravilhoso. Eu estava confuso. Eu me tranquilizei no momento e eu sentia dentro de mim um grande vontade de ver o Padre Pio. Eu voltei para vê-lo mais tarde, mas antes de falar com ele, eu examinei minha consciência cuidadosamente. Amavelmente Padre Pio me deu boas-vindas e me deu a absolvição.” 

Um cavalheiro de Canicatti (Sicília-Itália) contou: – “No princípio do ano 1953, minha esposa estava grávida, e ela teve um problema sério. A vida dela e a vida da criança estavam em perigo, disse os doutores. Nenhuma operação teve sucesso. No dia 3 de maio, eu estava desesperado e escrevi uma carta para Padre Pio pedindo a ajuda dele. Alguns dias depois, minha esposa e eu estavamos em diferentes quartos, quando no mesmo tempo sentimos um perfume misterioso de rosas. Naquele momento precioso o carteiro bateu à porta e nos entregou uma carta que foi enviada do convento de St. Giovanni Rotondo no qual nós lemos que o Padre Pio tinha rezado para minha esposa e para nossa criança. Um dia depois nós fizéssemos outro check-up médico, notamos com surpresa que a doença tinha desaparecido.” 

 

4º Dia

Castíssimo Padre São Pio de Pietrelcina, que tanto amastes e nos ensinastes a amar o Santo Anjo da Guarda, o que te serviu de companhia, de guia, de defensor e de mensageiro. A ti as figuras Angélicas levaram os rogos dos teus filhos espirituais. Intercede a Deus por nós para que também nós aprendamos a falar com nosso Anjo da Guarda, para que a todo o momento saibamos obedecer-lhe, pois és a luz viva de Deus que nos livra da desgraça de cair em pecado. Nosso Anjo sempre está pronto a ensinar-nos os caminho do bem e a dissuadir-nos de fazer o mau. 

« Invoca o teu Anjo da Guarda, que te iluminará e te conduzirá. Deus O te deu por este motivo. Por tanto vale-te Dele ». Padre Pio

COROA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

1 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e ser-vos-á dado!” Eis que bato, procuro e peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

2 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, qualquer coisa que pedis ao meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá!” Eis que ao Vosso Pai, em Vosso nome, eu vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

3 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão!” Eis que, apoiado na infalibilidade das Vossas santas palavras, eu Vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

Oração: Ó Sagrado Coração de Jesus, a quem uma única coisa é impossível, isto é, a de não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, míseros pecadores, e concedei-nos as graças que Vos pedimos por intermédio do Coração Imaculado da Vossa e nossa terna Mãe. São José, Amigo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

Rezar a Salve Rainha.

Pai Nosso Ave Maria e Gloria ao Pai. 

 


Novena a São Padre Pio – 3º Dia

setembro 17, 2008

Bom Dia amados em Cristo Jesus!

Estamos no terceiro dia de nossa Novena e tenho recebido muitos emails com pedidos de oração. Sei que muitas graças serão derramadas Ao longo destes dias. Lembre-se: “Se creres verás a glória de Deus”!

Clique em Comentários e deixe os seus pedidos de orações, conte com as minhas orações.

Hoje, veremos um dom concedido por Deus ao Padre Pio: O CONHECIMENTO SOBRENATURAL

Muitos Santos da Igreja católica possuíram o carisma que lhes permitia saber coisas distantes, ver o futuro ou ver e sentir a distância, enquanto usando os dons e as habilidades intelectuais normais deles. Padre Pio teve o carisma do conhecimento sobrenatural e ele poderia olhar de fato em uma pessoa e alcançar as partes mais secretas da alma. Muitos testemunhos existem neste carisma de padre Pio. 

Vejamos alguns deles:

O padre Guardião do convento de São Giovanni Rotondo contou: – “Certo dia, um comerciante de Pisa veio pedir ao Padre Pio para curar sua filha. O padre fixou-o e disse: “Tu estás mais doente a que tua filha. Eu te vejo morto”. “Não é possível,  eu estou muito bem”… – “Infeliz!”Gritou o Padre Pio – “Desgraçado!” Como pode dizer que estás bem com tantos pecados na consciência? ¡“Vejo pelo menos trinta e dois”!  Imagine o susto do comerciante. Depois da confissão ele contou a  todos os que quisessem escutar: ¡”Ele já sabia tudo e me disse tudo”!

 

Um sacerdote contou, um fato ocorrido com um dos seus confrades, que veio de muito longe para se confessar com o Padre Pio. Ele teve que esperar muitas horas em Bolonha. Depois da confissão, o Padre Pio lhe perguntou: “Meu Filho, lembra daquilo?” – “Não, Padre!” – “Vamos, pense um pouco…” – Este examinou sua consciência, porém não encontrou nada. Então o Padre Pio lhe disse com extrema doçura: “Meu filho, ontem quando você chegou às 5:00 da manhã em Bolonha, as Igrejas ainda estavam fechadas. Porém, você invés de esperar, resolveu ir para um hotel descansar um pouco antes da Missa. Deitou na cama e dormiu tão profundamente que só veio despertar as 3:00 da tarde. Àquela hora, era muito tarde para celebrar a missa. Eu sei, que você não fez por maldade, porém foi uma negligência que feriu a nosso Deus”.

 

No tempo em que grandes multidões recorriam ao Padre Pio, foram enviados ao convento  dois guardas civis que sempre o protegeram. Certo dia, na Sacristia, enquanto ele retirava-se, antes da celebração da Santa Missa, o Padre se dirigiu sorrindo a um dos guardas civis: “Assim que terminar a celebração, depois dos agradecimentos, venha aos meus aposentos, pois tenho que falar contigo”. O guarda civil se alegrou, e esperou  que o Padre acabara e logo o procurou. “Sente-se”, disse o Padre Pio, “Daqui a oito dias você irá à  casa de teu pai e lá morrerás, meu filho”. “Mas Padre, eu estou me sentindo muito bem”, disse o guarda civil. “Não te preocupes”, acrescentou o capuchinho. “Você estará melhor se morreres em oito dias”.Pois, o que é esta vida? Uma romaria; estamos num trem! Peça licença a teu superior e vá a tua casa despedir-se dos seus parentes, pois irá morrer. Porque se ficar aqui, você morrerá e seus parentes não saberão”. O guarda civil, transtornado com estas palavras perguntou: “Padre, posso contar o que você me disse?” “ Não, agora não, disse o Padre, só falarás quando estiver em casa”. O jovem pediu uma licença para ir para sua casa. Mas, não quiseram conceder-la porque não havia nenhuma justificativa adequada, porém pela intercessão do  Padre Pio, o guarda civil conseguiu a licença. chegando em casa o guarda civil contou a seus pais: “O Padre Pio me disse que eu irei morrer, então vim para despedir-me de vocês”. Depois de oito dias o guarda civil morreu. 

 

Uma senhora contou que: “Participou de uma viaje organizada pela Paróquia de São Giovanni Rotondo com o objetivo de conhecer  o Padre Pio, no ano de 1961. No ônibus turístico um senhor, em alta voz, de repente disse: “Minha mulher queria que eu a acompanhasse numa visita a este “mentiroso”. A referência ao querido Padre foi evidente. Tive um aperto no coração por causa daquele insulto. Quando  chegaram em São Giovanni Rotondo; foram em seguida para a Igreja  participar da  Santa Missa. Quando terminou o  Padre Pio passou no meio dos   romeiros, chegou próximo de nós e parou em frente daquele senhor que no ônibus  tinha falado mal dele lhe disse: “Venha aqui! Fique em frente deste impostor”. O homem ficou pálido, se ajoelhou e, gaguejando, conseguiu dizer somente: “Me perdoe, Padre! Me perdoe!”, então o Padre Pio pôs a mão na cabeça dele e, abençoando-o, acrescentou: “Levante-te, eu te perdôo”. Aquele senhor se converteu no mesmo instante, entre a admiração e a comoção de todos. 

 

Uma senhora contou que: – “No ano 1945 sua mãe a levou em São Giovanni Rotondo para que conhecesse ao Padre Pio pessoalmente e se confessasse com ele. Enquanto esperava a sua vez, pois tinha muita gente, pensava em tudo o que tinha que dizer ao Padre. Porém quando estava na sua presença, ficou paralisada. O Padre Pio em seguida se deu conta da sua timidez e, com um sorriso lhe disse: “Você quer que eu fale por ti?”. Ela consentiu por meio de um sinal e, depois de algum instante, ficou pasma. “Não pude acreditar!”O Padre Pio disse, palavra por palavra, tudo o que ela havia querido dizer-lhe. Ela se sentiu tranqüila, serena e mentalmente deu graças ao venerado Padre por obsequiar-la com esta experiência de seu extraordinário carisma. Ela confiou  a saúde da sua alma do seu corpo. Ele respondeu: “Sempre serei teu pai espiritual”. Ela se despediu dele com uma imensa alegria no coração. Enquanto regressava de trem, sentiu um intenso perfume de flores do qual nunca esqueceu Era a presença do Padre Pio que a  encheu de felicidade. 

 

E agora continuemos com nosso terceiro dia da Novena.

Até amanhã!

Fabiana Paula.

3° Dia

Virtuosíssimo Padre São Pio de Pietrelcina: você amou muito Nossa Senhora, de quem recebeu, diariamente, graças e consolações. Nós imploramos, por favor, reze à Mãe Santa por nós, enquanto coloca nas mãos Dela nossos pecados e nossas orações sem fé, de forma que, como em Caná da Galiléia, o Filho atenda a Mãe e nosso nome seja escrito no Livro da Vida.

« Que Maria seja a estrela que ilumina seu caminho, e que ela lhes mostre o modo seguro para seguir o Pai Celestial.  Ela é como uma âncora, na qual vocês têm que se agarrar e conservar-se cada vez mais unidos e firmes nos momentos de tentação». Padre Pio

COROA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

1 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e ser-vos-á dado!” Eis que bato, procuro e peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

2 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, qualquer coisa que pedis ao meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá!” Eis que ao Vosso Pai, em Vosso nome, eu vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

3 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão!” Eis que, apoiado na infalibilidade das Vossas santas palavras, eu Vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

Oração: Ó Sagrado Coração de Jesus, a quem uma única coisa é impossível, isto é, a de não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, míseros pecadores, e concedei-nos as graças que Vos pedimos por intermédio do Coração Imaculado da Vossa e nossa terna Mãe. São José, Amigo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

 “Oração a SANTA MARIA DELLE GRAZIE (venerada na igreja dos Capuchinhos
em San Giovanni Rotondo)”.
 

   Ó celeste tesoureira de todas as graças, Mãe de Deus e minha Mãe, Maria, que é a filha primogênita do Pai eterno e que tem em mãos a Sua onipotência, tenha piedade de minha alma e conceda-me a graça que fervorosamente lhe suplico. Ave-Maria. Ó misericordiosa dispensadora das graças divinas, Maria Santíssima, Mãe do Verbo encarnado que a coroou com a Sua imensa sapiência, considere a grandeza do meu sofrimento e conceda-me a graça de que tanto preciso. Ave-Maria. Ó amorosíssima dispensadora das graças divinas, Imaculada esposa do eterno Espírito Santo, Maria Santíssima, que d´Ele recebeu um coração que se comove por piedade das desventuras humanas e não pode resistir a consolar os que sofrem, tenha piedade de minha alma e conceda-me a graça que eu espero com plena confiança na sua imensa bondade. Ave-Maria. Sim, sim, ó minha Mãe, tesoureira de todas as graças, refúgio dos pobres pecadores, consoladora dos aflitos, esperança de quem se desespera e auxílio poderosíssimo dos cristãos, deposito-lhe toda a minha confiança e tenho certeza de que me obterá de Jesus a graça que tanto desejo, desde que seja para o bem de minha alma.

Salve Rainha.

Pai Nosso Ave Maria e Gloria ao Pai.

 


Novena Padre Pio – 2º dia

setembro 16, 2008

Bom Dia povo santo de Deus! Paz e Bem ao coração de todos!

Hoje continuamos nossa novena a São Padre Pio e eu estou muito feliz pois recebi diversos comentários de pessoas que colocaram suas intenções de oração, pedindo a intercessão de Padre Pio. Posso dizer sem medo que vocês receberão todas as graças que pedirem cada uma a seu tempo. Por isso, continuemos com fé e devoção nossa novena.

 Antes da nossa novena, preparei hoje um texto sobre a vida do Padre Pio, vamos começar a ler sobre os    dons sobrenaturais que Deus concedeu a ele. Hoje veremos um pouco sobre a bilocação. Deus abençoe a todos. Clique em comentários e deixe os seus pedidos de orações.

Fabiana Paula.

O dom ou fenômeno da bilocação consiste em encontrar-se simultaneamente em lugares diferentes. Esse dom é concedido quando há uma urgência, um perigo grave, uma alma ou um corpo que devem ser salvos. É um dom, como todos os dons sobrenaturais ou místicos, que é concedido para o bem das almas dos outros e nunca para a glorificação de quem é beneficiário dele. A propósito desse dom, o próprio Padre Pio deu uma breve explicação ao Padre Paulino, o qual  durante um recreio, falando da bilocação de santo Antônio que, enquanto pregava em Pádua, foi até Lisboa (Portugal) para livrar seu pai de uma condenação já decretada –, disse: “Queria realmente saber como acontece a bilocação: se o santo sabe o que quer, se sabe aonde vai, mas não sabe se é apenas com a mente ou com o corpo e a alma”. Padre Pio, que estava atento, lhe respondeu: “Ele sabe o que quer, sabe aonde vai, mas não sabe se vai apenas com a mente ou se com o corpo e a alma”. Esse fato é de 1944 ou 1945.

 Alguns testemunhos:

Em um dia, um oficial do Exército italiano foi para a sacristia e assistindo padre Pio disse: “Sim, aqui está ele! Eu não estou errado!” Ele se aproximou de padre Pio e se ajoelhou em frente a ele e chorando disse: “Padre, obrigado por me salvar de morte”. Aquele homem contou para aquelas pessoas que estavam lá: “Eu era Capitão da Infantaria e um dia, no campo de batalha, em uma hora terrível não longe de mim, eu vi um frade que disse:”Senhor, fique longe desse lugar!”. Eu fui para ele e assim que eu me movi um estouro de granada no mesmo lugar onde eu estava poucos segundos antes. Aquela granada abriu uma cratera. Eu me virei para achar o frade, mas ele não estava mais lá”. Padre Pio que estava em bilocação tinha salvado a vida dele.

Um General Italiano do Exército cujo nome era Cadorna, depois da derrota de Feltro de Caporetto estava em tal condição de depressão que decidiu suicidar-se. Uma noite ele foi para o seu quarto e ordenou à empregada dele que não permitisse que ninguém entrasse. Ele pegou sua arma de uma gaveta e apontou-a para sua cabeça, mas de repente ele ouviu uma voz: “Oh General, por que você quer fazer tal coisa estúpida?” A voz e a presença do monge deixaram o general mudo. Ele desejou saber como era possível que um monge tivesse entrado no quarto dele. Ele pediu explicações à empregada dele, mas ela respondeu que não tinha visto ninguém entrando no quarto dele. Alguns anos depois, soube-se de uma notícia em um jornal de um monge que fez milagres na área de Gargano. Ele foi secretamente lá, mas se surpreendeu quando padre Pio lhe falou: “Oi General, você corre um grande risco esta noite, não o faça!”.

Padre Alberto que conheceu padre Pio em 1917 contou: “Eu vi padre Pio que se levantou em frente a uma janela enquanto eu estava olhando para a montanha. Eu cheguei para beijar a mão dele, mas ele notou minha presença. Eu notei que o braço dele estava rígido. Naquele momento eu ouvi que ele estava concedendo a absolvição a alguém. Depois de um tempo ele se sacudiu como se ele estivesse saindo de um sono. Ele me viu e me falou:” Você estava aqui, e eu não o notei!”.Alguns dias depois um telegrama foi recebido de Torino (Itália). Naquele telegrama alguém agradeceu o superior do convento porque ele tinha enviado padre Pio a Torino (Itália) para ajudar uma pessoa que estava morrendo. Eu percebi que o homem estava morrendo no mesmo momento no qual padre Pio estava o abençoando em San Giovanni Rotondo. Obviamente o superior do convento não tinha enviado padre Pio a Torino (Itália) ele tinha estado lá em bilocação.

2º Dia
São Pio de Pietrelcina, que está junto com Nosso Senhor Jesus, tu que soubestes resistir às tentações do maligno. Sofrestes os golpes e a opressão do endiabrado do inferno que quis induzi-lo a abandonar a sua estrada de santidade. Nós o imploramos, por favor, reze a Deus por nós, de forma que, com a sua ajuda e com ajuda de todo o Reino Divino, nós possamos achar a força para abandonar o pecado e perseverar de fato na fé até o dia de nossa morte.

« Coragem e não tema as agressões do Diabo. Lembrem-se disto sempre: ‘É um sinal bom se o inimigo gritar e rogar o seu aperjúrio ao seu redor – isto mostra que ele não está dentro de você ». Padre Pio

COROA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

1 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e ser-vos-á dado!” Eis que bato, procuro e peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

2 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, qualquer coisa que pedis ao meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá!” Eis que ao Vosso Pai, em Vosso nome, eu vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

3 – Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo, passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão!” Eis que, apoiado na infalibilidade das Vossas santas palavras, eu Vos peço a graça… Pai Nosso Ave Maria e Glória. Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em vós!

Oração: Ó Sagrado Coração de Jesus, a quem uma única coisa é impossível, isto é, a de não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, míseros pecadores, e concedei-nos as graças que Vos pedimos por intermédio do Coração Imaculado da Vossa e nossa terna Mãe. São José, Amigo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

Rezar a Salve Rainha.  

Pai Nosso Ave Maria e Gloria ao Pai