Hoje é o dia daquela que é irmã e amiga!

outubro 1, 2010

Lindas rosas, lindas rosas...

Hoje, dia que comemoramos a Festa de Santa Teresinha do menino Jesus e da Sagrada face, quero partilhar um pouco com vocês da alegria que tenho em ser devota de Santa Teresinha.

A palavra mais propícia seria “amiga”, “afilhada”, de Santa Teresinha, pois ela nunca almejou grandes coisas em sua vida. A doutrina que deixou(ela nem sabia que seria uma doutrina,apenas viveu em sua própria vida e na convivência no Carmelo), foi a da Pequena Via, que consiste em:

Ser criança diante de Deus. O abandono e a entrega confiante a Ele atraem a misericórdia que sustenta a alma e nela opera maravilhas. Ser criança é ser dependente, esperar, andar de mãos de dadas, confiar, precisar, saber que sem Deus nada somos…

Santa Teresinha ficou entre nós como queria, como uma irmã que ajuda a caminhar. Não queria ser uma santa inimitável, mas alguém que todos pudessem entender e fazer o que fez. E é por isso que eu a amo tanto, admiro-a tanto, por ter sido santa nas “pequenas coisas” da vida. Não precisou ir longe na sua mística, mas foi humanamente mística em sua vida, sua convivência no Carmelo com as outrs irmãs e em seus conflitos pessoais.

Hoje, peçamos a ela que do céu, c0mo ela mesma prometeu faça cair uma chuva de rosas sobre nós, pedimos bênçãos em nossa vida, cada um tem sua dificuldade e cruz, peçamos forças para continuarmos caminhando sem murmurar, sem desistir da caminhada, acreditando que no céu, as provações e a cruz acabará i viveremos em Cristo e com Cristo para sempre!

E como ela mesmo nos ensinou:

“Provações e sofrimentos limpam o nosso coração do amor próprio, do egoísmo e do orgulho, tornando-nos totalmente livres por dentro”.