Quando fui a “Boa Samaritana”…

setembro 25, 2009

bom-samaritano

Primeiro, quero agradecer a todos que acessaram meu blog no dia de São Padre Pio(dia23/09), foi super acessado e isso me deixou muito feliz, pois sei que há uma multidão de devotos, de filhos e filhas espirituais do Padre Pio, espalhados no Brasil e no mundo.

Bem, mas hoje quero partilhar com vocês algo muito lindo que aconteceu comigo. Vocês conhecem o Evangelho do Bom Samaritano, ele é muito lindo,  sempre me toca muito, mas há alguns dias aconteceu algo que me fez pensar ou melhor viver um pouco aquele Evangelho.

Saí de minha casa e estava caminhando em direção à Comunidade Obra de Maria onde fico a manhã e a tarde inteira.

Passando em frente a uma casa, vi que o contador de energia elétrica estava em curto, fazendo barulho e faíscas. Olhei, parei, observei o que estava acontecendo, mas estava com pressa, tinha muitas coisas para ver na comunidade, olhei para um lado e para o outro, não vi ninguém… sai andando, deixei para trás a situação, não era minha, não sabia quem morava lá, não conhecia as pessoas… Depois de caminhar um pouquinho me veio a mente a passagem do Bom Samaritano: “Passou o sacerdote, o levita, estavam ocupados, não queriam se sujar”, eu estava sendo igual a eles ou melhor, pior, pois conheço Jesus Cristo, a sua Palavra, sua herança, “meu Deus como pude”… Voltei depressa e comecei a bater no portão da casa, ninguém atendeu, então fui a casa vizinha, também ali não havia ninguém, fui batendo de casa em casa até achar uma aberta e falei com um senhor que estava, fomos até lá e até que enfim uma senhora  idosa nos atendeu, moram duas idosas e ficaram bem assustadas quando viram o que estava contecendo, o senhor que veio comigo ligou para a companhia de eletricidade, tudo doi desligado na casa e aguardaram até a manutenção chegar. Fiquei depois pensando se eu não tivesse chamdo ajuda, poderia ter acontecido um grave acidente com duas pessoas tão indefesas…

Cheguei bem atrasada na comunidade, mas com uma sensação de muita paz no meu coração,pois ao invés de seguir o exemplo do sacerdote e do levita, segui o exemplo do Bom Samaritano. Eu fiz tão pouco e sei que posso fazer muito mais.

Fica então essa lição para todos nós, nunca deixemos de fazer o bem, não existe “pressa” quando alguém precisa de nossa ajuda e apoio.

Um abraço fraterno a todos e que o Bom Deus os abençoe.

Fabiana Paula.

 


Partilha

julho 24, 2009
"Tudo concorre para o bem daqueles que amam o Senhor".

"Tudo concorre para o bem daqueles que amam o Senhor".

Oi gente,quero partilhar com vocês um texto do livro dos provérbios que edificou meu coração:

 “O homem faz seus projetos, mas a resposta vem de Deus… Todos os caminhos parecem puros ao homem, mas o Senhor é quem pesa os corações. Confia teus negócios ao Senhor e teus planos terão bom êxito, mas vale o pouco com justiça do que grandes ganhos com iniqüidade, o homem planeja o seu caminho, mas é o SENHOR quem lhe dirige os passos”. (Prov 16,1-2.7-8)

Queridos, como me tocou essa passagem, pois muitas vezes, nossos planos e projetos não são os de Deus, Deus tem planos maravilhosos para nós, mas o tempo de Deus também não é o nosso e às vezes não entendemos e somos tentados a murmurar contra Deus a “culpar” o Senhor que não ouviu nossa oração.

Às vezes queremos fazer “aquele curso”, ter “Aquela profissão”, passar “naquele concurso”, fazer isso, aquilo, etc… E não conseguimos, mas quando entregamos ao Senhor nossas vidas, sabemos que Deus está a nos guiar e de um “aparente mal”, Deus nos dá um bem maior. Nossa confiança no Senhor não pode ser “pela metade”, eu confio com um “pé atrás”, essa confiança é falsa e não leva a nada. Se confiamos e esperamos no Senhor, podemos é claro, fazer nossos planos e projetos e entregá-los ao Senhor e pedir que são da vontade D’Ele, que as portas se abram e se não são que elas se fechem.

Eu sempre hajo assim e tenho visto os frutos desse meu propósito, às vezes é difícil algo que queremos muito não acontecer, mas quando a gente confia no Senhor sabe que se não aconteceu é para nosso bem e quero lembrar uma citação da carta de São de Paulo que está cravada em meu coração e que sempre que acontece algo eu proclamo:

“TUDO CONCORRE PARA O BEM DAQUELES QUE AMAM O SENHOR”. (Rom 8.28)


Fala Senhor, que teus Servos escutam!

janeiro 21, 2009

A unção de Samuel

A unção de Samuel

Bom Dia, Paz e Bem ao coração de todos!
Hoje, quero rezar com vocês e meditar a primeira leitura da liturgia de domingo, ela ainda está ecoando em meu coração.

Leitura do 1ºlivro de Samuel, 3,3b-10.19
Naqueles dias, 3b Samuel estava dormindo no templo do Senhor, onde se encontrava a arca de Deus.
4Então o Senhor chamou: “Samuel, Samuel!” Ele respondeu: “Estou aqui”.
5E correu para junto de Eli e disse: “Tu me chamaste, aqui estou”. Eli respondeu: “Eu não te chamei. Volta a dormir!” E ele foi deitar-se.
6O Senhor chamou de novo: “Samuel, Samuel!” E Samuel levantou-se, foi ter com Eli e disse: “Tu me chamaste, aqui estou”. Ele respondeu: “Não te chamei, meu filho. Volta a dormir!”
7Samuel ainda não conhecia o Senhor, pois, até então, a palavra do Senhor não se lhe tinha manifestado.
8 O Senhor chamou pela terceira vez: “Samuel, Samuel!” Ele levantou-se, foi para junto de Eli e disse: “Tu me chamaste, aqui estou”. Eli compreendeu que era o Senhor que estava chamando o menino.
9Então disse a Samuel: “Volta a deitar-te e, se alguém te chamar, responderás: ‘Senhor, fala, que teu servo escuta!'” E Samuel voltou ao seu lugar para dormir.
10O Senhor veio, pôs-se junto dele e chamou-o como das outras vezes: “Samuel, Samuel!” E ele respondeu: “Fala, que teu servo escuta”.
19Samuel crescia, e o Senhor estava com ele. E não deixava cair por terra nenhuma de suas palavras.
É impressionante como começa essa leitura, o trecho escolhido diz que Samuel estava dormindo no Templo do Senhor, onde se encontrava a Arca da Aliança. Nossa que honra, Samuel morava no lugar mais importante para qualquer judeu. O lugar que abrigava a Arca, que era o bem mais precioso, pois continhas tábuas da Lei entregues por Deus a Moisés. Samuel dormia e eis que de repente ouve alguém o chamando por três vezes pensa que era Eli que o chamava, só depois o próprio Eli o instrui a colocar-se na presença de Senhor, pois havia entendido que era Deus que o chamava.
Quantas vezes somos um pouco “Samuel”… vamos a Igreja, ouvimos trechos da Palavra, rezamos, mas quando Deus fala não distinguimos sua voz, não entendemos que é o próprio Senhor quem fala… Ontem, estando no Congresso da RCC, lá no Centro de Convenções de Olinda, meditei muito essas palavras e ao ouvir a homilia do Padre, que foi um convite a vida missionária, ouvir a Deus, colocar-se na presença de Deus, pois Samuel morava na casa de Deus, mas ainda não conhecia a Deus. Assim pode ser conosco também, precisamos dizer:”FALA SENHOR, QUE TEU SERVO ESCUTA!”. Termos essa experiência pessoal com Deus que muda nossa vida e nos faz sair além de nós mesmos e evangelizar os outros.
Algo que me tocou muito foi quando na homilia do padre domingo, no Congresso da RCC, ele falou algo que eu também tinha meditado.
Passei em alguns sinais de trânsito e observei os espíritas fazendo a campanha do kilo,em outros, os evangélicos entregando papéis com leituras bíblicas e evangelizando.
E pensei: “E nós católicos, onde estamos agora”? o que estamos fazendo?
Essa meditação deve ser minha e sua.
Vamos sair de nosso comodismo, de nós mesmos e nos lançarmos ao próximo. Evangelizar de todas as formas. Lembrando que o nosso testemunho evangeliza melhor do que qualquer “Pregação”, lembremo-nos do episódio de São Francisco de Assis e Frei Leão:

Um dia, Francisco de Assis convidou o irmão Leão para pregar. Saíram do convento, percorreram a praça pública e regressaram. Então, o Frade perguntou:
– A que horas vamos pregar?
– Já o fizemos, disse Francisco.
– Como se não falamos?
– Se nos assemelhamos a Cristo, aqueles que nos viram ficaram pensando nele. Já pregamos como o nosso exemplo, pois um homem que está pleno de Deus o comunica a todos…

Portanto, devemos nos esforçar para levarmos primeiro para ouvirmos a voz de Deus e dizermos como Samuel, “fala senhor, que teu servo escuta”. Depois lançar-se ao serviço do reino, nunca esquecendo que a melhor forma de evangelizar é dando testemunho de Jesus em tudo o que fazemos.
Deus abençoe a todos.
Fabiana Paula.


Estudo Bìblico – Parte II

janeiro 14, 2009

biblia-blog

Bom Dia meus irmãos em Cristo!
Ontem eu postei sobre o estudo bíblico que já fazemos em nossa comunidade. É algo muito proveitoso e que nos ajuda a crescermos espiritualmente e no conhecimento da nossa fé cristã.
Eu recebi um comentário de Romildo, fazendo algumas perguntas, então vou esclarecer mais um pouco como podemos fazer.

1. Eu não vou dar todos os dias as citações, vocês tem algumas possibilidades de saberem, todos os domingos no jornalzinho que usamos, vem na última página as leituras da semana, a outra opção é comprar um livreto que se chama ano litúrgico, neste livreto podemos encontrar as leituras bíblicas para cada dia do ano. Eu uso esse livreto fica dentro da minha bíblia. Ou como muitos usam a liturgia diária, que é um livro que tem as leituras do mês.
2. É importante ter um caderno só para o estudo bíblico, assim nele você poderá encontrar depois todas as suas anotações e meditações a cerca de cada citação estudada.
3. Vamos então a um exemplo de estudo bíblico, qualquer dúvida, mandem para os meus comentários e tentarei ajudar.

Evangelho (Mc 1,21b – 28).
21b Estando com seus discípulos em Cafarnaum, Jesus, num dia de sábado, entrou na sinagoga e começou a ensinar. 22Todos ficavam admirados com o seu ensinamento, pois ensinava como quem tem autoridade, não como os mestres da Lei.
23 Estava então na sinagoga um homem possuído por um espírito mau. Ele gritou: 24″Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus”. 25Jesus o intimou: “Cala-te e sai dele”!
26 ENTÃO o espírito mau sacudiu o homem com violência, deu um grande grito e saiu. 27E todos ficaram muito espantados e perguntavam uns aos outros: “Que é isso? Um ensinamento novo dado com autoridade: Ele manda até nos espíritos maus, e eles obedecem!” 28E a fama de Jesus logo se espalhou por toda parte, em toda a região da Galiléia.

Vamos então ao Estudo Bíblico
1. Tema – Jesus ensina em Cafarnaum e cura um endemoniado.
2. Personagens – Jesus, homem endemoniado, povo presente na sinagoga.
3. Lugar – Cafarnaum.
4. Verbos, Palavras ou expressões principais – entrar, ensinar, admirar< calar, sair< perguntar, obedecer. “Eu sei quem és tu. Tu és o santo de Deus”.
5. Mensagem principal – A autoridade e o Poder de Jesus faz calar o inimigo, pois Jesus ó Cristo, o Santo de Deus.
6. Contribuição para vida – Revestidos da autoridade e do poder, seguimos nossas vidas, sabendo que Jesus há poder para curar, salvar e libertar a todos. Assim como ele libertou o endemoniado ele pode nos libertar de nossas mazelas, enfermidades físicas e espirituais.

Espero que tenham gostado da nossa linha de estudo, é muito simples e bem interessante.

Vamos ler a Palavra de Deus?

Um abraço afetuoso e que Deus os abençoe,
Fabiana Paula.


Bíblia – Palavra de Deus

setembro 8, 2008

Bom Dia povo santo de Deus!

Paz e Bem da parte de nosso Senhor Jesus Cristo!

É com muita alegria que hoje quero iniciar nossa semana com a partilha da Palavra de Deus.

Como o salmo 118.105, nos diz: “A Palavra de Deus é luz para nossos passos e lâmpada para nossos pés”. De forma especial neste mês de setembro queremos estudar mais sobre a Palavra do Senhor, conhecer mais detalhes e aprofundar mais um pouquinho nossos conhecimentos.

Hoje, vamos iniciar o estudo com uma parte bem básica relacionada aos primeiros conhecimentos da Sagrada Escritura, o texto abaixo foi escrito pelo Arcebispo de Belém do Pará, Dom Orani João Tempesta, está bem simples e direto, espero que gostem. Esta semana estarei postando mais matérias relacionadas a este tema.

Deus abençoe a todos e bom estudo.

Em Cristo Jesus,

Fabiana Paula.

 

 

 

Conhecendo a Bíblia

(fonte:Estudo Bíblico – D. Orani João Tempesta – Arcebispo de Belém do Pará)

Introdução

Através deste pequeno trabalho elaborado por mim, você poderá conhecer um pouco mais sobre este livro, que desperta o interesse de tantas pessoas: a Bíblia.

Tenho toda certeza, que ao final deste estudo, você saberá a importância que tem a Bíblia. Vamos “decolar” neste assunto tão interessante que é a Palavra de Deus. Boa leitura!!!

O que é a Bíblia?

A palavra Bíblia vem do grego, ela significa “coleção de livros”. Nela contém a história da Salvação, desde a criação do mundo feita por Deus até as profecias da Segunda vinda gloriosa de Jesus, o Filho de Deus. Podemos, para um melhor entendimento, caracterizá-la como uma “grande carta” enviada por Deus à todos os seus filhos. Nesta carta contém o Plano que Deus preparou para cada um de nós.

Quando começou a ser escrita?

A Bíblia foi escrita durante muitíssimo tempo (aproximadamente 1.300 anos). Seu início ocorreu antes da vinda de Cristo, com as chamadas “traduções orais”, que vem a ser as histórias que uns contavam a outros. Por volta de muito tempo atrás, os chamados escribas decidiram “passar para o papel” essas histórias. Com isso, pouco a pouco, a Bíblia foi sendo formada.

Quando terminou de ser escrita a Bíblia?

A Bíblia terminou de ser escrita por volta do ano 100 d.C., com o Apóstolo João Evangelista (que escreveu o Apocalipse).

Quem escreveu a Bíblia?

A Bíblia foi escrita por várias pessoas, mas foi inspirada unicamente por Deus. O Pai usou de pessoas como instrumentos seus para transmitir a sua mensagem.

Como a Bíblia é formada?

A Bíblia é formada por livros sagrados. São 73 os livros contidos na Bíblia. Desses 73 livros sagrados, 46 constituem o conjunto de livros do Antigo Testamento e 27 constituem o conjunto dos livros do Novo Testamento. Podemos afirmar então, que a Bíblia é dividida em duas grandes partes: Antigo Testamento e Novo Testamento. A palavra testamento significa aliança.

O que contém no Antigo Testamento?

O Antigo Testamento nos revela a Criação do mundo, as alianças que Deus fez com os homens, as profecias que anunciavam a vinda do Messias, a fidelidade e infidelidade do povo de Deus, e principalmente, a preparação do povo escolhido de onde viria o Verbo Encarnado.

O que contém no Novo Testamento?

O Novo Testamento possui quatro livros (Mateus, Marcos, Lucas e João) que contam toda a vida de Jesus Cristo, desde o seu nascimento até a sua ascensão ao céu. Esses quatro livros formam um conjunto denominado evangelho. O Novo Testamento é também constituído por várias cartas (também chamadas epístolas), que foram escritas pelos apóstolos com o objetivo de direcionar a Igreja fundada por Cristo. Além do evangelho e das cartas, o Novo Testamento possui um livro que conta os primórdios da Igreja de Cristo e outro livro profético que revela a Segunda vinda gloriosa de Jesus, respectivamente, são eles: os Atos dos Apóstolos e o Apocalipse.

Quais foram os idiomas usados para escrever a Bíblia?

Os idiomas bíblicos são três: o hebraico, o aramaico e o grego.

O Antigo Testamento, foi totalmente escrito em hebraico. Já, o Novo Testamento, foi escrito a maior parte em grego e uma pequena parte em aramaico (que vem a ser um dialeto do hebraico). Por curiosidade, o idioma que Cristo falava era o aramaico.

Quem traduziu a Bíblia?

Como já vimos, a Bíblia possui três idiomas de origem: o hebraico, o aramaico e o grego. Com o tempo, foram surgindo as traduções. Hoje em dia, a Bíblia é o livro mais traduzido no mundo inteiro. Isso foi graças ao esforço de muitos estudiosos da época. São Jerônimo é um grande exemplo disso, ele foi quem traduziu a Bíblia para o latim(vulgata). Pouco a pouco, logo após a tradução para o latim, a Bíblia foi sendo traduzida em mais e mais línguas. Até chegar ao que temos hoje: o livro mais lido mundialmente.

Por acaso, podemos interpretar a Bíblia de qualquer modo?

A interpretação bíblia é algo muito importante, e NÃO devemos interpretá-la de qualquer modo. A Igreja Católica que vem a ser a Igreja fundada por Jesus Cristo vem desde os seus primórdios adotando a tradição apostólica, ou seja, os ensinamentos de Jesus não foram deturpados e muito menos interpretados de modo diferente desde sua origem. Ao ler a Bíblia, devemos Ter bastante cuidado, pois muitos são as palavras estranhas, os exemplos difíceis de ser entendidos, e principalmente, muitos são os equívocos que cansamos de cometer ao tentarmos interpretar a Bíblia sem a ajuda de um padre, um catequista, ou seja, um conhecedor do assunto.

O mundo é repleto de seitas e religiões que pregam a livre interpretação. Essa atitude desregrada causa o que vemos ao nosso redor: o nascimento de seitas e mais seitas que pregam aquilo que der na telha do pastor ou daquele que fundou a seita. Por isso, vamos tomar cuidado!

Qual é a diferença entre a Bíblia Protestante e a Bíblia Católica?

Muitas são as pessoas que desprezam a Bíblia Protestante, dizendo não ser a Palavra de Deus. Isso é uma atitude erradíssima, pois tanto a Bíblia Católica como a Bíblia Protestante deve ser considerada Palavra de Deus! A única diferença que há entre elas, é em relação ao número de livros, ou seja, a Bíblia Protestante possui sete livros a menos do que a Bíblia Católica. Esses livros são os seguintes: Tobias, Judite, I Macabeus, II Macabeus, Eclesiástico, Sabedoria e Baruc. A Bíblia Protestante também não contém as seguintes citações do Antigo Testamento: Dn 13-14 ; Est 10,4-16,24.

Como podemos manusear a Bíblia?

Para aprender a manusear a Bíblia, devemos antes de tudo, saber o que são capítulos e versículos. Os capítulos são as divisões que encontramos nos livros sagrados, os capítulos são denominados por algarismos. Normalmente, os capítulos aparecem em números grandes. Os versículos são as divisões que encontramos dentro dos capítulos, sua função é de auxiliarmos na localização das frases bíblicas. Normalmente, os versículos aparecem em números pequenos, que estão obrigatoriamente no meio do texto bíblico.

O que significa Pontuação Bíblica?

A Pontuação Bíblia vem a ser a forma que encontramos para manusear a Bíblia com maior facilidade. As principais pontuações bíblicas são as seguintes:

vírgula à separa capítulo de versículo. Exemplo: Dn 3,5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 5)

hífen à equivale ao “até”. Exemplo: Dn 3,1-5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo de 1 até 5)

ponto à mostra versículos alternados. Exemplo: Dn 3,1.3.5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1, versículo 3 e o versículo 5)

“s” à mostra a continuação de um versículo. Exemplo: Dn 3,1s (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1 e 2).

“ss” à mostra a continuação de dois versículos. Exemplo: Dn 3,1ss (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1, 2 e 3).

Essas são as principais pontuações bíblicas, que normalmente usamos para manusear mais facilmente a Bíblia.

O que são abreviações bíblicas?

As abreviações bíblicas tem como finalidade, facilitar na hora de especificar o livro sagrado. A maioria das Bíblias, para não dizer todas, possui uma página com todas as abreviações bíblicas, para a consulta de todos os leitores.

 

Exercícios

1. Quem escreveu a Bíblia?

2. A Bíblia é dividida em quantas e quais partes?

3. O que vem a ser o hífen da pontuação bíblica?

4. Quais são os idiomas originais que foram escritos a Bíblia?

5. Quem foi São Jerônimo?

Conclusão

Logo, chegamos ao conhecimento do que vem a ser a Bíblia e a sua importância para todos nós.

Basta agora, desfrutarmos daquilo que Ela pode nos proporcionar, e principalmente, praticarmos os ensinamentos daquele cujo é o seu centro: Jesus Cristo.

“Portanto, quem ignora as Escrituras, ignora Cristo”