Jovem Testemunha o valor da vida em sua pequenez!

fevereiro 3, 2012

Oi gente, Paz e Bem!

Segue abaixo uma entrevista maravilhosa e muito tocante sobre o aborto e a decisão por não abortar.

A matéria foi tirada do site: http://destrave.cancaonova.com/

Vale a pena ler ou assistir.

Vamos divulgar a cultura da vida, mostrando que não importa o que aconteça, a vida humana deve sempre estar em primeiro lugar.

Fraternalmente,

Fabiana

São muitas as mulheres que, em caso de estupro, optam por realizar um aborto, o que, no Brasil, é permitido por lei nesse caso. A equipe de reportagem do ‘Destrave’ conversou com uma jovem que ficou grávida após ser vítima dessa violência [estupro] e, depois de relutar muito, Deus tocou seu coração e ela decidiu levar a gravidez adiante. Para preservá-la a chamaremos de “T.”.

Confira o testemunho da jovem mãe, que deu seu “sim” à vida ao ser orientada por um membro do Instituto Pró-Vida. Em seu depoimento ela destaca que foi a Palavra de Deus que a conduziu a não praticar o aborto.

Destrave.com: Qual foi o seu sentimento ao ser violentada e, no seu desespero, quais foram os meios que encontrou para fazer o aborto?

Testemunho T.: Foi um sentimento de raiva, dor, desprezo, mágoa e culpa. Primeiro tomei alguns chás que as pessoas falavam e, depois de ver que não houve resultado, decidi procurar uma clínica de aborto mesmo.

“Hoje eu olho para o meu filho e tenho força para lutar pela minha vida e pela vida dele”, contou.

Destrave. Com: Como você chegou ao Instituto Pró-Vida? Ligou? Teve esse encontro e decidiu não fazer o aborto?

Testemunho T.: Achei o telefone na internet e liguei achando que era uma clínica de aborto. A moça que conversou comigo falava como se fosse realmente de uma clínica, então marquei um encontro com esta pessoa e pensei assim: “Como o aborto é ilegal este encontro dever ser para disfarçar para que a polícia não fique sabendo”. Nesse encontro a mulher começou a falar da Igreja e de Jesus, mas eu já conhecia porque fui criada na Igreja evangélica. No entanto, depois dessa conversa aquilo ficou dentro de mim. Ela jogou a semente e a semente foi germinando.

Destrave.com: Você tinha noção de que tinha uma vida dentro de você? E qual foi o seu sentimento ao ver o rosto do seu filho na hora do nascimento?

Testemunho T.: Não tinha noção de que era uma vida; e ainda nem pensava que era o meu filho. Para mim, não havia uma vida ainda e eu não estaria errando. O que me fez conseguir entender tudo foi a Palavra de Deus. Na hora do nascimento fiquei muito feliz e grata a Deus.

“Foi a voz de Deus falando comigo e que ia me ajudar e quando vi que ele era parecido comigo fiquei muito feliz”, testemunhou.

Destrave.com: Quais foram as ajudas que você recebeu durante a gravidez, no parto e até hoje?

Testemunho T.: A primeira ajuda que eu recebi foi a espiritual, porque, se eu não a recebesse, a pessoa que me acolheu no Instituto Pró-vida poderia vir falar comigo e oferecer o que fosse que eu não aceitaria. Quando ela falou de Deus aí foi o momento em que eu disse que não iria abortar. Depois precisei de ajuda psicológica, financeira e também recebi todo o tipo de ajuda com roupas, berço e alimentação.

Destrave.com: Gostaria que você deixasse uma mensagem para as pessoas que hoje passam pela mesma situação?

Testemunho T.: É difícil, dificuldade a gente tem mesmo de ter um filho, mas eu acho que mais difícil é quando você aborta e fica com aquela consciência ruim. Não sei como estaria hoje se tivesse cometido o aborto, mas se o realizasse talvez eu teria acabado com a minha vida e a do meu filho. Hoje eu olho para o meu filho e tenho força para lutar pela minha vida e pela vida dele.


Viva a vida!

julho 19, 2011

Oi gente, Boa Noite!

É sempre maravilhoso ler matérias sobre a vida e de como muitas pessoas estão lutando, fazendo a sua parte para que a cada dia possamos entender que só Deus é o Senhor e autor da vida e da morte e que toda vida é um lindo Dom de Deus.

Deus os abençoe e uma feliz e santa semana!

A vida em primeiro lugar


Vitória no nome de Jesus!

novembro 25, 2009

Meus queridos, meu coração está alegre!

Tenho recebido nesses últimos dias inúmeros emails e comentários de mulheres que estão pensando em abortar. Vocês não tem idéia da luta espiritual que tenho travado, das trocas de emails e das tentativas a distância de “convencê-las” a desistir.

Ontem recebi um comentário terrível de uma pessoa a favor do aborto que me ofendeu muito. Fiquei um pouco sentida, nem sei quem é essa pessoa, mas entendi que se o inimigo está com raiva, é porque está dando certo e devo prosseguir com esse trabalho silencioso e muto pesado, mas também gratificante.

Mas, hoje recebi um lindo email e meu coração está transbordando de alegria. Após várias trocas de emails e muita conversa e oração, recebi uma linda mensagem de uma jovem que eu não vou revelar o nome, nem a cidade, mas que desistiu de um aborto.

Gente, não podemos desistir, vale a pena, vamos lutar pela vida.

Vou colocar apenas algumas partes dos inúmeros emails que trocamos:

“Fabiana!
o que faço?????
tenho um filho de 4 anos e estou grávida de novo!!!
sou separada do pai do meu primeiro filho e estou gravida de outro! ele me disse que se eu engravidasse de outro ele tiraria meu filho de mim!!!
fabiana nao quero perder meu menino……
o unico jeito é o aborto, só matando um terei o outro!!! me ajuda por favor!!!!” Vou comprar compromidos e abortar!

Resposta: “Querida, Calma!
 
Vamos por partes:
 
O seu primeiro marido não tem direito de tirar o filho mais velho de você,  Não se apavore! O bebê que você está esperando, não pode pagar por isso.
 
Não concordo com o que você falou…
 
Você disse que só matando um você salvará o outro?
 
Mas, o outro está vivo e a salvo. E o bebezinho inocente que leva em seu ventre não pediu para vir ao mundo.
 
Você não vai matar nem um nem outro. Vai dar continuidade a sua gravidez e lutará pela guarda de seu primeiro filho.
 
Querida, aborto é um assassinato cruel, assista esse vídeo e depois me diga se você imagina seu lindo sendo morto, trucidado dessa forma.
NADA, NADA justifica o aborto.
 
http://www.youtube.com/watch?v=SRpaqXyAGyU&feature=related
 
Reze, você é cristã? É Católica? Vamos rezar juntas?
Deus lhe iluminará para que você tenha forças de seguir sua gestação e no futuro, pode escrever isso que estou dizendo minha irmã, seus filhos serão grandes bênçãos em sua vida, serão sua companhia, apoio e sustento e você entenderá que eles são dádivas, presentes de Deus em nossa vida.
 
Estou a disposição para ajudá-la. Mesmo que você não possa criá-lo, você pode dar para adoção, mas abortar nunca minha irmã, nunca…
 
Deus te abençoe,
Fabiana.

Respota

“Querida Fabiana!!!!
 
Muito obrigada por tudo viu!!!!
as  vezes que falei com vc ja me deixarão bem melhor e eu ja tomei minha decisão sim………
 
Quando chegar em casa hoje vou jogar os remedios fora e vou sim ter este bebe!!!
E que Deus me ajude nessa jornada, seja o que o criador quiser que seja!!!
 
me comovi com a parte em que vc falou “seu bebe menino(a)” e nessa hora me decidi a enfrentar tudo e todos pelos meus filhos!!!
 
muito obrigada fabiana!
vc me ajudou a tomar coragem e me decidir!!!
 
acabo de descobrir tambem que o pai deste bebe que esta em meu ventre tambem quer ter ele!!!
ele estava me apoiando na decisão do aborto so para nao me deixar sosinha,mas me confessou agora
que tambem é louco para ter este filho!!!!
rsrsrsrs
  
muito obrigada Fabiana!!!
  
gostaria de saber se quando eu presisar,quando me sentir mal ou em duvida denovo,
se posso pedir sua ajuda novamente????
 
sei que é exploração pois ja me ajudou muito……..
 
mas realmente gostei muito de vc!!!!! 
bjus e que Deus ilumine seu caminho pq vc merece realmete!”.


Vídeo lindo!!!

novembro 16, 2009

Gente vejam que lindo vídeo, muito emocionante…

Uma maravilhosa semana a todos!

Abraço fraterno,

Fabiana.

http://www.youtube.com/watch?v=aA9DE1SFH-A


abril 22, 2009

A vida é um Dom Precioso de Deus 

 

"Eu vim para que todos tenham vida e tenham em abundância"!

"Eu vim para que todos tenham vida e tenham em abundância"!

 

Não pararemos enquanto for possível encontrar nas nossas cidades uma mulher que diga: “Eu abortei porque não encontrei quem me ajudasse”
(Madre Teresa de Calcutá)

 Escrevo esse email as pessoas que acessam meu blog e que por algum motivo desejam abortar.

Vocês não tem idéia do número de acessos que tenho de pessoas que querem praticar abortos e como em uma das minhas matérias eu abordei esse assunto, ao pesquisarem elas entram no meu blog.

A vida é um dom tão precioso de Deus, um presente que ganhamos, por isso matar é um ato tão covarde, pois somente nosso Deus dá o sopro da vida e sabe a hora de voltarmos para o seu lado.

Gostaria de falar a você minha querida irmã que por mil motivos deseja abortar seu filho(a).

Peça ajuda as pessoas certas.

Procure uma igreja, a Pastoral familiar, eles o ajudarão psicologicamente e espiritualmente.

Recebi um email de uma portuguesa e gostaria de tornar público os centros de ajuda as mulheres que estão grávidas e enfrentam problemas em sua gravidez e pensam em abortar, para vocês mulheres portuguesas pontos de apoio. Não cedam as pressões externas, leve a frente sua gravidez e como já abordei antes, procure pessoas certas.

Em breve vou postar os centros de apoio aqui no Brasil. Esses endereços são de centros de ajuda em Portugal.

Abraço fraterno e coragem!

Fabiana Paula.

 

ATITUDES CONTRA O ABORTO.

 

 

 


Acredito ser importante conhecermos todas as atitudes existentes para combate do aborto, afim de que possamos dar continuidade a elas!
Por isso coloco abaixo alguns programas que defendem a vida, contra o horror do aborto.
Os danos psicológicos para a mulher que comete o aborto são tão pesados, tão agressivos, que existe até mesmo um programa para isso. Essas ações estão em atividade em Portugal.

Não pararemos enquanto for possível encontrar nas nossas cidades uma mulher que diga: “Eu abortei porque não encontrei quem me ajudasse”
(Madre Teresa de Calcutá)
 AJUDA DE BERÇO

A Ajuda de Berço é um centro de acolhimento para bebês dos 0 aos 3 anos de idade em situação de risco ou abandono. Foi fundada em 1998 e começou a receber bebês em Janeiro de 1999. Desde essa altura recebeu cerca de 60 bebês, dos quais 40 foram já entregues novamente às suas famílias biológicas ou a famílias de adoção. A capacidade de alojamento é de 20 bebês, num espaço situado na Quinta da Cabrinha e cedido pela Câmara Municipal de Lisboa. Tem um grupo de cerca de 100 voluntários e 30 funcionários onde se inclui a equipa técnica, educadora, auxiliares de educação, cozinheira e auxiliares de limpeza. Trabalha em articulação direta com o Tribunal de Família e Menores do qual recebe orientação para o encaminhamento das crianças. A S.C.M.L. atribui um subsídio mensal para manutenção do centro e o Banco Alimentar contra a Fome apóia em gêneros alimentares. O centro é ainda financiado através de donativos de particulares e das quotas dos seus sócios.

Contacto: Drª Sandra Anastácio
Av. de Ceuta, nº51, r/c, Lisboa – Tel.: 21 362 82 74 / 6 ajudadeberco@mail.telepac.pt

S.O.S. VIDA – APOIO À GRÁVIDA

O S.O.S. Vida é uma instituição de apoio a grávidas em situação de risco apoiada pela Diocese do Algarve e pelo seu Bispo, D. António Madureira. Está sediado em Faro, mas trabalha com grávidas de todo o Algarve. Tem um gabinete de atendimento presencial e telefônico, e duas casas onde acolhe grávidas temporariamente (Portimão e Alcantarilha). A terceira casa de acolhimento está em construção. Dá todo o apoio necessário às grávidas, incluindo seguimento médico, ajuda à procura de emprego depois do nascimento do bebê, etc. Surgiu depois do referendo de 1998 e até Abril de 2001 já deu apoio a mais de 130 grávidas que puderam assim ter os seus filhos com as condições necessárias.

Contacto: Pe. Jerónimo Gomes Rua da Saúde, 4 – 8000 Faro – Tel.: 289 812 812 (24h)

ASSOCIAÇÃO DE DEFESA E APOIO DA VIDA – ADAV

A ADAV-Coimbra nasceu em 1999 e obteve o reconhecimento como IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social) no ano seguinte. Propõe-se colaborar com a família, através do apoio solidário à vida humana, desde a concepção até à morte natural. A ADAV tem âmbito nacional e a sua atividade desenvolve-se em várias direções, a que tem chamado “Projetos”. O primeiro – o “Projecto Mãe” – gira em torno da grávida, proporcionando-lhe, num trabalho em rede, ajuda eficaz para superar qualquer obstáculo que ameace comprometer o seu direito à maternidade. O “Projecto Mãe” conta já com um centro de atendimento em Coimbra e outro em Leiria. Os centros estão protocolarmente ligados a pessoas ou instituições das áreas da Medicina, Psicologia, Direito, Segurança Social, Emprego, etc. que prestam, a título gratuito, os serviços profissionais em cada caso indispensáveis para o bom êxito do “Projeto”. O “Projecto Avô” – de apoio à terceira idade desamparada – começa agora a desenhar-se. Na escola, o “Projecto Crescer” dirige-se a pais, professores e alunos, num espectro variado de iniciativas: formação contínua de professores, grupos de solidariedade juvenil, sessões de debate construtivo, gabinetes de apoio ao aluno, etc. O “Projecto Opinião” mais não pretende do que contribuir para a formação da opinião pública, numa sociedade livre e plural.

Contacto:

ADAV – Coimbra
Praça 8 de Maio, nº 42, 2º, sala B, 3000-300 Coimbra – Tel.: 239 820 000
ADAV – Leiria

ADAV – Aveiro Apartado 420, 3811-901 AVEIRO adavaveiro@hotmail.com

PONTO DE APOIO À VIDA – PAV

No período da campanha contra a despenalização do aborto, tornou-se claro que muitas grávidas em dificuldades se sentem de tal forma pressionadas a rejeitar o seu filho que, freqüentemente, mesmo não sendo esse o seu desejo, deixam de o trazer à Vida pela situação de desespero, solidão e abandono em que se encontram, ou por mero desconhecimento dos seus direitos e falta de informação em relação aos apoios a que podem recorrer.

O PAV é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que nasceu exatamente para dar resposta a estas futuras Mães, no sentido de as informar, encaminhar para instituições especializadas ou, simplesmente, ouvir.

Apoiados por uma base de dados com informação sobre as instituições de defesa da vida existentes em Portugal e por uma equipa de voluntários que inclui médicos, advogados, psicólogos, temos vindo a dar apoio a mães e futuras mães. Esse apoio é efetuado através do atendimento telefônico e direto; acompanhamento social e psicológico personalizado; formação e apoio ao nível do planejamento familiar encaminhamento das crianças para creches, ATL’s,…; ; apoio, quando possível, em gêneros doados ao PAV. O PAV é financiado pela SCML, pelas quotas dos seus associados e donativos de benfeitores.

Contacto: Drª Bárbara Costa Duarte
R. Raul Mesnier du Ponsard nº 10, 1750-243 Lisboa – Tel.: 21 758 9818 pavida@sapo.pt

VIDA NORTE

Vida Norte, assim se designa esta associação que promove a vida na zona banhada pelo Douro. Iniciamos os primeiros passos quando foi urgente unir as vozes em torno da Vida. Contudo, essa oportunidade de juntar esforços não terminou com a vitória nesse combate desigual. Logo constatamos que o nosso serviço à vida não só não tinha terminado, mas mal tinha começado. Dirigimos, desde então, os nossos esforços em três frentes: por um lado, para o incremento da formação interna. Precisávamos de robustecer a qualidade dos nossos argumentos, aliando maior rigor técnico e melhor fundamento científico à nossa admiração pela beleza e dignidade da vida humana, mesmo na sua aparência mais débil e desprotegida.

Por outro lado, promovemos ações de formação “externa”, tentando dar resposta aos pedidos das associações de pais, dos professores e dos diversos grupos de jovens que solicitam, freqüentemente, a nossa colaboração nas suas actividades.

Realizamos também um programa de rádio – “Portugal pela Vida” – em parceria com a Associação T.P.V. na Rádio Digital de Famalicão. Às quartas feiras as ondas hertzianas falam da Vida.

Uma outra rota que pensamos ser fundamental incrementar está relacionada com o apoio direto a jovens grávidas. Estamos a desenvolver casuísticas para poder dar uma resposta cada vez mais efetiva a estes pedidos, disponibilizando apoio médico, psicológico, jurídico e laboral.

Por último, procuramos intervir construtivamente no debate político sobre as questões “vitais” da nossa sociedade – as que implicam formidáveis desafios à dignidade da pessoa humana, à sua própria humanidade – no espírito de uma verdadeira participação cívica, através de acções de esclarecimento e informação junto das Comissões Parlamentares, despertando as energias e capacidades de iniciativa social latentes na sociedade.

Este é o Vida Norte.

Contacto: Alexandra Tété
Al. Jardins da Arrábida 436-11º, 4400-478 V.N. Gaia – Tel.: 93 334 8212
vidanorte@oninet.pt

ATPV – TUDO PELA VIDA

A Associação Tudo pela Vida foi constituída em Famalicão em 17 de Fevereiro de 1999 tendo como objeto a Defesa da Vida Humana e da sua Dignidade. No dia 8 de Março de 1999 (Dia Mundial da Mulher) foi inaugurado o Centro de Apoio à Vida e foi criada a Linha ATPV (linha telefônica).Já em 2001, também no dia Mundial da Mulher foi lançada a inaugurada a Escola de Educadores. Desde a sua constituição a ATPV já desenvolveu as seguintes atividades:
– Centro de Apoio à Vida: – Consultório médico,
– Consultório jurídico,
– Linha Telefônica de Atendimento
– Divulgação do Centro de Apoio à Vida nos Jornais Regionais.
Ações de formação:
– Formação, interna, de Voluntários
– Organização em parceria com o “Norte Família e Vida” de Seminário “Educar na Cidadania”, – Participação em Colóquios no Norte do País,
– Abertura da “Escola de Educadores – Tudo Pela Vida”.
Ações de informação:
Criação em parceria com o “Vida Norte” de um programa radiofónico “Portugal Pela Vida” de difusão semanal na Rádio Digital FM de V. N. de Famalicão, onde são debatidos temas relacionados com a Vida, sua Dignidade e com Família. Mensalmente são convidadas personalidades. Este programa tem a duração de 2h00 sendo a primeira de explanação e a segunda de debate com a linha telefónica aberta a participações do exterior.

Contacto: Arq. António Meireles
R. Ernesto Carvalho, Edifício Roma, loja 5, 4760 Vila Nova de Famalicão – Tel.: 96 479 3500
tudo.pela.vida@clix.pt

MATERNIDADE E VIDA

A Associação “Maternidade e Vida” dá apoio a grávidas em situação de risco. Está neste momento a preparar um centro de atendimento em Paredes. Tem atendido sobretudo grávidas adolescentes com necessidade de apoio econômico e/ou psicológico.

Contacto: Dr. Francisco Rocha
Apartado 127, 4584-909 Paredes – Tel.: 255 782205 / 93 6545871 maternidade@maternidade-vida.org

VIDA SIM

O grupo Vida Sim de Sintra começou por dedicar-se ao apoio à maternidade. Tem uma linha telefónica com atendimento permanente para contacto de grávidas ou mães em situação de risco. Dá apoio psicológico, legal, procura de emprego, acolhimento, etc. Promoveu a edição dum cartaz com contactos telefónicos de apoio a grávidas que distribuiu por todo o país. Recentemente começou a trabalhar na formação na área da sexualidade humana, sobretudo de jovens.

Contacto: Drª Rosário Marques
Apartado 156, 2710-999 Sintra vidasim@mail.telepac.pt

CENTRO DE MÃE E MOVIMENTO DE APOIO À GRÁVIDA
Contacto:

Tel.: 291 22 0274

A VIDA NASCE

A Quinta da Lage, nos arredores de Portalegre, está a ser preparada para receber um centro de acolhimento a mães adolescentes e solteiras em risco. O projeto chama-se A Vida Nasce, é promovido por D. Augusto César, Bispo de Portalegre-Castelo Branco, e tem vindo a ganhar forma a partir do referendo do aborto de 1998.

Contacto: Irmã Rosário Nunes
GABINETE DE APOIO À GRÁVIDA
Na Guarda está a funcionar o “Gabinete de Apoio à Grávida” por iniciativa conjunta da delegação regional da Associação Católica dos Enfermeiros e Profissionais de Saúde (ACEPS) e do Centro de Saúde local. O gabinete tem por objetivo apoiar as grávidas em risco, nos campos da saúde, social e psicológico. A enfermeira responsável tem formação na área da obstetrícia e mediante os casos que vão aparecendo faz uma avaliação e depois encaminha-os para os sectores onde se enquadram e onde será prestado o apoio necessário.
Contacto: Enfermeira Emília Ramos
Tel.: 271 200800

FUNDAÇÃO FAMÍLIA E SOCIEDADE

A Fundação Família e Sociedade é uma instituição sem caráter lucrativo, comfins humanitários, sociais, culturais, científicos e educacionais, no âmbitodo apoio à pessoa, à família e à saúde.

Assim, esta Fundação tem vindo a desenvolver dentro do âmbito da consecução dos seus fins, atividades nos domínios da Educação Sexual, da Bioética, do aconselhamento e planejamento familiar natural e na criação e desenvolvimento de um Centro de Documentação e Biblioteca nas áreas atrás referidas para consulta de todos os interessados. Entre as atividades desenvolvidas são de destacar diversos cursos de métodos naturais de planejamento familiar para casais, umas Jornadas sobre o mesmo tema, e diversas ações de formação na área da sexualidade em escolas. Em Setembro de 2001 realizou em Lisboa a primeira ação de formação de professores do programa Teen STAR – Sexuality Teaching in the context of Adult Responsibility, tendo contado com a presença de 150 participantes. Está neste momento a realizar os primeiros 25 cursos de educação sexual em escolas nacionais.

Contacto: Drª Ana Isabel Lynce
R. Viriato, 23 – 6º Dtº. Lisboa – Tel.: 21 315 2657
familia.sociedade@netc.pt

ASSOCIAÇÃO VIDA UNIVERSITÁRIA

A Associação Vida Universitária é uma associação de voluntários de ação social composta na sua maioria por estudantes universitários. Alguns dos seus objetivos são: voluntariado em associações de apoio concreto a grávidas em dificuldade e às crianças em situação de risco; contribuir para a formação, tanto intelectual como humana, na defesa da dignidade e da vida do Ser Humano desde o momento da concepção até à morte natural; dar a conhecer no meio universitário as Instituições de Solidariedade Social que possam ajudar em situações de necessidade, principalmente dos/das estudantes universitários/as. Estão a ser criados núcleos em diversas faculdades.

Contacto: Rodrigo Faria de Castro Tel.: 91 865 1856
vidauniversitaria@portugalmail.pt

VINHA DE RAQUEL

A Síndrome Pós-Aborto afeta uma percentagem elevada das mulheres que a ele se sujeitam. Os seus efeitos são devastadores: depressão, tentativas de suicídio, ansiedade, pânico, pesadelos… Tendo em conta que essa doença já afeta muita gente em Portugal, o Serviço de Defesa da Vida do Patriarcado de Lisboa trouxe para Portugal o retiro da “Vinha de Raquel”. O retiro, “uma jornada psicológica e espiritual para a cura do trauma pós-aborto”, foi desenvolvido pela Prof. Drª. Theresa Karminski Burke e por Barbara Cullen. A Drª Theresa Burke, doutorada em aconselhamento psicológico, é a fundadora do “Center for Post Abortion Healing” (Centro de Cura Pós-aborto) e especialista em problemas de mulheres, gestão da culpa, abuso sexual, ansiedade, desordens alimentares, e aborto. O primeiro retiro em Portugal decorreu no passado mês de Outubro. O movimento “Mulheres em Ação” é responsável por um projeto relacionado, o “Projecto Raquel”. Este visa acompanhar individualmente mulheres afetadas por essa síndrome. Tem uma equipe de psicólogos e psiquiatras que realizam essa tarefa.
Contacto: Drª Ana Barquinha

vinhaderaquel@email.com / http://www.rachelsvineyard.org/

Como é possível constatar no último programa em defesa da vida apresentado acima, o aborto é uma agressão violenta à mulher.
Por esse motivo fico escandalizada quando o comparam ao voto e ao trabalho da mulher! O direito ao voto, e o direito ao trabalho, foram conquistas nossas para melhorar a sociedade!
O aborto é uma agressão violenta a mulher! Não é um direito! É UM CRIME!
Nós mulheres não queremos praticar o aborto! O que queremos é uma sociedade mais justa, menos corrupta, com saúde e educação de qualidade! Queremos que nossos filhos possam crescer com qualidade de vida e sem violência!
E isso só se consegue através do caminho traçado por Jesus!
Não ao aborto! Sim à vida!
Fonte:
http://www.comshalom.org/webforum/index.php?topic=421.msg1131#msg1131

Declaração de 100 profissionais cientistas, médicos e de saúde mental americanos sobre o efeito do aborto nas mulheres

março 13, 2009

gravida

Oi gente! Continuando nossa reflexão em Defesa da Vida, trago até vocês um texto onde profissionais da saúde abordam os desastrosos efeitos do aborto nas mulheres que o praticam.

Ah, ainda sobre o caso que teve relevância nacional e internacional, segue abaixo dois links um do pronunciamento da CNBB e outro do Dr. Frei Antônio Moser, vale a pena vocês lerem!

Um forte abraço e um excelente fim de semana a todos!

Fraternalmente,

Fabiana.

http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=272497

http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=272466

A Suprema Corte dos Estados Unidos declarou (in Gonzales v. Carhart) que “é indiscutível que algumas mulheres venham a arrepender-se de sua escolha em abortar a vida de uma criança que elas próprias geraram e sustentaram… depressões graves e perda da auto-estima podem ocorrer”
Abortar é uma difícil e complexa decisão, por causar um profundo impacto na mulher, em sua saúde mental e bem-estar, na sua relação com a criança no útero, no seu relacionamento com o marido e/ou parceiro sexual, com outros membros da família, bem como com a sociedade em geral.
Como cientista, profissional médico ou de saúde mental, concordo, com as seguintes conclusões sobre o aborto:
OS FATOS
1) É comum que as mulheres experimentem sentimentos de raiva, medo, tristeza, ansiedade, sofrimento ou remorso depois de abortarem. A Suprema Corte dos Estados Unidos está correta em afirmar que “é indiscutível que algumas mulheres venham a arrepender-se de sua escolha em abortar a vida de uma criança que elas próprias geraram e sustentaram… depressões graves e perda da auto-estima podem ocorrer.” [1]
2) A reação das mulheres face a tais sentimentos varia consideravelmente, de acordo com suas habilidades emocionais e pré-existentes de lidar com o fato e poder conviver com ele. É inegável que há um significativo número de mulheres que sofrem danos devido ao aborto, e que não deveriam ser ignoradas pela classe médica, como igualmente significativo é o número de mulheres que passam a sofrer graves problemas físicos, mentais, ou traumas psicológicos em decorrência do aborto.
3) A conclusão de que existe uma conexão de causa e efeito entre aborto e problemas negativos é sustentada por três linhas independentes de evidências: (a) a auto-percepção das próprias mulheres, (b) profissionais de saúde mental que diagnosticaram com sucesso e trataram das reações pós-aborto, e (c) estudos, estatisticamente comprovados, que avaliam um grande número de fatores, e que têm sido publicados em revistas especializadas.
4) Há um significativo conjunto de pesquisa que demonstra que o aborto traz conseqüências danosas para as mulheres. Há evidências científicas definitivas que sustentam esta afirmação. As mais importantes evidências científicas, até agora, sugerem que um grande número de mulheres que decidem abortar sofre de sérios e persistentes sintomas de ansiedade, depressão, trauma, comportamento suicida, desordens do sono e distúrbios no abuso de substâncias. Tais evidências não devem ser escondidas por nenhuma razão, e deveriam ser informadas às mulheres como parte do processo antes do consentimento ao aborto. Pesquisas científicas sérias têm demonstrado que o aborto está estatisticamente associado a diversos problemas de saúde mental, em comparação a mulheres que não abortaram.

Fonte: www.portaldafamilia.org.br


Como fazer aborto, clínicas, remédios, etc.

março 12, 2009

feto-no-ventre-de-sua-mae

Bom dia povo de Deus!

Calma, não pensem que enlouqueci, coloquei esse tema de propósito, pois sei que serei muito acessada.

Fiz uma pesquisa e sabia que existem muitos sites que ensinam métodos e remédiospara abortar? descobri fazendo uma pesquisa sobre aborto e também sobre bioética, Todos nós sabemos que o aborto é uma prática proibida no Brasil e mesmo assim, circula livremente na internet blogs que ensinam e dão dicas de como abortar!

    Bem,  agora eu quero me dirigir a você que acessou meu blog e pensa em abortar. Vou partilhar um pouco daquilo que está no meu coração, eu também sou mãe!Por favor, continue lendo, recebi dois emails e vou postá-los como anônimos, mas quero que sirvam para você que está grávida e quer abortar.

 

Minha querida irmã, Paz e Bem!

Quero te dizer que não importa como você está, quais são as suas condições sócio-econômicas, quero lhe dizer que bebê que você espera no seu ventre é um presente de Deus! Mesmo que pareça um castigo, um peso para você, mas não é! É uma vida nova que está sendo gerada dentro de você, já pensou nisso? Você está colaborando com Deus, pois está emprestando seu corpo que é “Templo do Espírito”, para que uma nova vida seja gerada nele!

Querida, procure ajuda das pessoas que verdadeiramente te amam!

Procure ajuda religiosa, vá a uma Igreja Católica próxima de sua casa, procure a pastoral familiar, tenho certeza que você encontrará pessoas próximas que poderão te ajudar a levar adiante essa gravidez! Daqui a alguns anos, quando você ver com seus olhos seu filho, vai agradecer a Deus esse presente tão lindo que ele lhe deu. Um filho nunca é um peso, uma amarra aos seus pais, um filho é um lindo presente que ganhamos de Deus!

Leia abaixo trechos de dois emails que recebi sobre o assunto. Se você estiver pensando em abortar e quiser um conselho pode me escrever de forma anônima, quero muito ajudar todas as mulheres que estão nesse conflito a fazerem a escolha certa e optarem pela vida.

Por favor comentem sobre assunto:

1.      De Anônima para Fabiana Paula – Pessoas, não façam isso eu fiz e me arrependi muito estou enfrentando problemas psicológicos e uma depressão horrível.Imploro!!!! O melhor é assumir pode parecer que não mas por experiência é o melhor pelo amor de DEUS me escutem não faça nada para interromper por maiores que pareçam ser os motivos.É um ato muito marcante para a mulher se torna um trauma a vida perde o sentido quando vc percebe que foi homicida do seu próprio filho.

2.      De: Anônima – para Fabiana Paula – Estou com muito medo d estar grávida!
namoro faz pouco tempo … conversei muito com ele a respeito ..pois somos mto jovens…e minha familia não iria aceitar …principalmente meu pai !!!!…
ele não aceita o aborto d jeito nenhum ..e fala q é uma loucura abortar !!!..
não iria conseguir matar um anjinho que faz parte d mim …Deus sabe o q faz!!… o bb não pediu para ser gerado não é?
se fui mulher para fazer …agora sou mulher para criar …
é coisa de Deus….só pode!!!
gente pensa bem antes …dpois levará esse crime pro resto da vida
falou!