Músicos segundo o coração de Deus: À frente da batalha

músico e a cruz

Nosso ministério, assim como todo serviço a Deus é cheio de desafios, tentações, tendências, manias e muita coisa que vem somente para atrapalhar o plano de Deus e a nossa convivência com os irmãos e a amizade com Deus.

Um dos maiores desafios da caminhada e entender que nosso ministério é um ministério de poder, pois leva muitas pessoas a uma vida nova, a santidade e a um reencontro com o Senhor e é claro que o inimigo de Deus não fica feliz em ver almas sendo resgatadas e tenta de todas as formas os ministros de música. Quando você canta ou toca, não é puramente uma apresentação musical, mas uma ministração, onde unimos a arte que é dom de Deus e o objetivo de evangelizar através daquilo que sabemos fazer.

O ministério de música tem lugar de suma importância no campo espiritual. A palavra nos ensina:

“Depois de consultar o povo, Josafá nomeou alguns homens para cantarem ao Senhor e o louvarem pelo esplendor de sua santidade, indo à frente do exército, cantando:” Deem graças ao Senhor, pois o seu amor dura para sempre”. Os inimigos saíam em disparada. Os cantores iam à frente anunciando que o vencedor, o valente, o guerreiro havia chegado. O vencedor era o Senhor: sua Arca era apenas o sinal; o sinal do Vencedor que chegara para vencer. “ (II Cr 20,21-22)

Gente, essa passagem é forte demais! Os cantores estão à frente e anunciam… Essa é a nossa missão: Ir à frente anunciando que o Senhor, Deus dos Exércitos é o vencedor. Não há dor, nem tristeza, nem solidão, nem enfermidade, nem decepção, nem tão pouco o espírito de derrota deve nos perturbar, pois Aquele que é maior que tudo isso está conosco nos guiando e protegendo. Mas é importante saber que somos só anunciadores, portadores da mensagem, como aquele burrinho que entra em Jerusalém com Jesus, vê aplausos, mantos, palmas, palavras de júbilo, elogios, mas tudo era para Jesus. Por mais que cantemos lindamente, com muita afinação e que nossos instrumentos produzam um som harmonioso e preciso, não podemos esquecer que tudo é dom, presente de Deus, veio e vai para a honra e glória do Senhor e uma coisa é muito importante: A INTENÇÃO da música. Ela deve louvar, exaltar, levar mensagem lembrando sempre que quem tudo fez e faz é o SENHOR. Quem está no palco apenas “por si” se afasta do real sentido da música cristã. Vender CDs, fazer sucesso, ser conhecido não é nada se não houver a reta intenção de evangelizar.

Um abraço afetuoso a todos e até a próxima formação.

Fraternalmente,

Fabiana Paula

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: