Continua a crescer o número de católicos no mundo

Oi gente, Paz e Bem!

Li esse artigo no site dos jovens conectados e achei legal compartilhar com vocês.

Graças a Deus, somos muitos no mundo e crescemos a cada dia e o mais legal e que a cada dia nasce mais consciência e desejo de viver com verdade e coerência a fé católica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No dia 14 de Maio de 2013, a Agência de Comunicações Zenit.org, de Roma, transmitiu ao mundo que o cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado do Vaticano, e Dom Angelo Becciu, substituto para os Assuntos Gerais, apresentaram ao Papa Francisco o Anuário Pontifício 2013e o Anuário Estatístico da Igreja 2011. Estes dois textos são muito importantes, pois trazem os dados estatísticos da presença da Igreja Católica no Mundo. Creio ser bom recordar que no dia 02 de Janeiro de 2013, a mesma Agência de Comunicações Zenit.org publicara os resultados de 2010, afirmando que os Católicos no mundo estavam aumentando.

Agora em maio, ressaltando que a redação dos novos Anuários teve a coordenação de Dom Vittorio Formenti, responsável pelo Escritório Central de Estatísticas da Igreja, do professor Enrico Nenna e de outros colaboradores, como o complexo trabalho de impressão dos dois volumes que foi acompanhado pelo Pe. Sergio Pellini, SDB, diretor geral da Tipografia Vaticana, aZenit.org já adiantou que os dois volumes estarão à venda em breve nas livrarias.

O texto da Zenit.org igualmente afirmava que o Santo Padre o Papa Francisco agradecia pelo trabalho realizado, mostrando grande interesse pelos dados ilustrados e expressando viva gratidão a todos os profissionais que contribuíram para a nova edição dos dois anuários. E eu apresento agora este mesmo texto que a Zenit.org nos forneceu para que os nossos agentes de pastorais e movimentos também possam ter acesso a este material a partir do Jornal Arquidiocesano “Testemunho de Fé” e não fiquem com uma imagem tão negativa do presente momento da vida da Igreja e, mais ainda, para que nos empenhemos ainda mais por acolher osJovens que virão do Mundo todo para a JMJ Rio 2013. Sei que ler dados nem sempre é uma coisa muito agradável, mas peço o empenho de todos, pois vale a pena ter conhecimento destes dados mais positivos a respeito da vida de nossa Igreja hoje.

 Os dados trazem novidades sobre a vida da Igreja Católica no Mundo até a eleição do papa Francisco. Durante este período, foram criadas 11 novas dioceses, 2 ordinariados pessoais, 1 vicariato apostólico e 1 prefeitura apostólica, 1 prelazia territorial foi promovida a diocese, e 2 exarcados apostólicos foram elevados a eparquias.

As estatísticas, referindo-se ao ano de 2011, destacam aspectos relevantes sobre a presença e o ministério da Igreja Católica nas 2.979 circunscrições eclesiásticas de todo o planeta, como o fato de que os católicos no mundo passaram de 1,196 bilhão em 2010 para 1,214 bilhão em 2011, aumento de 1,5%. O crescimento é ligeiramente maior que o da população da Terra (1,23%), o que faz com que a presença dos católicos no mundo permaneça substancialmente inalterada (17,5%).

A análise territorial das variações no período mostra um aumento de 4,3% na quantidade de católicos na África, continente que aumentou a sua população em 2,3%. NaÁsia também houve um aumento de católicos superior ao da população (2,0% contra 1,2%). Na América e na Europa, verificou-se crescimento igual de católicos e da população (0,3%). Em 2011, o número total de católicos batizados ficou assim distribuído por continentes: 16% na África, 48,8% nas Américas, 10,9% na Ásia, 23,5% na Europa e 0,8% na Oceania.

número de bispos no mundo aumentou de 5.104 em 2010 para 5.132 em 2011, aumento relativo de 0,55%. O aumento aconteceu particularmente na Oceania (4,6%) e na África (1%), enquanto a Ásia e a Europa ficaram ligeiramente acima da média mundial. A América não registrou variações. Apesar das diferentes dinâmicas, no entanto, a distribuição dos bispos por continente se manteve praticamente estável ao longo do último biênio, com a América e aEuropa ainda representando sozinhas quase 70% do total.

A presença de sacerdotes, tanto diocesanos como religiososaumentou na última década, passando de 405.067 em 31 de dezembro de 2001 para 413.418 em 31 de dezembro de 2011 (2,1%). Esta evolução, porém, não foi uniforme nas diferentes áreas geográficas. A dinâmica do número de padres na África e na Ásia é reconfortante, com 39,5% e 32% de crescimento, respectivamente (e com aumento de mais de 3.000 sacerdotes, somando os dois continentes, apenas em 2011), enquanto a América permanece com cerca de 122 mil sacerdotes. A Europa, em contraste com a média global, sofreu na última década uma redução de mais de 9%.

Os diáconos permanentes estão crescendo tanto globalmente quanto em cada continente, passando de mais de 29.000 em 2001 para cerca de 41.000 uma década depois, uma variação de mais de 40%. A Europa e a América registram os números mais significativos e a tendência evolutiva mais intensa. Os diáconos da Europa, que eram pouco mais de 9.000 em 2001, chegaram a quase 14 mil em 2011, um incremento de mais de 43%. Na América, eles passaram de 19.100 em 2001 para mais de 26.000 em 2011. Estes dois continentes, sozinhos, representam 97,4% do total global, com os restantes 2,6% divididos entre ÁfricaÁsia e Oceania.

O grupo de religiosos professos não sacerdotes consolidou-se na última década, situando-se em pouco mais de 55 mil em 2011. Na África e na Ásia, as variações são de 18,5% e de 44,9%, respectivamente. Em 2011, esses dois continentes, juntos, representavam mais de 36% do total (eram menos de 28% em 2001). Em contraste, o grupo composto por Europa (com variação de -18%), América (-3,6%) e Oceania (-21,9%) se reduziu em quase 8 pontos percentuais durante a última década.

Para as religiosas professas, a tendência é de forte diminuição, com contração de 10% entre 2001 e 2011. O número total de religiosas professas caiu de 792 mil em 2001 para pouco mais de 713 mil, dez anos mais tarde. A queda concentrou-se em três continentes (EuropaAmérica eOceania), com variações significativas (-22% na Europa, -21% na Oceania e -17% na América). Na África e na Ásia, o aumento foi consistente, superior a 28% no primeiro continente e a 18% no segundo. Por conseguinte, a fração de religiosas professas na África e na Ásia aumentoude 24,4% para cerca de 33% no total mundial, em contraponto à Europa e à América, ondecaíram de 74% para 66% do total.

Os candidatos ao sacerdócio no mundo, diocesanos e religiosos, passaram de 112.244 em 2001 para 120.616 em 2011, um aumento de 7,5%. A evolução foi muito diferente nos vários continentes. África (30,9%) e Ásia (29,4%) apresentaram dinâmicas evolutivas vibrantes, masEuropa e América registraram um declínio de 21,7% e de 1,9%, respectivamente. Como resultado, observa-se uma redução da contribuição europeia ao crescimento potencial do número de sacerdotes, com uma quota que passa de 23,1% para 16,8%, em contraste com a expansão dos continentes africano e asiático.

Colaboração do Pe. Waldecir Gonzaga

Fonte:http://www.jovensconectados.org.br/continua-a-crescer-o-numero-de-catolicos-no-mundo.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: