“Aborto” filme/documentário “180″

Oi gente,

Essa semana o assunto do aborto voltou à tona quando em meio a tantas decisões políticas para melhorar a vida da população são esquecidas, novamente o tema da liberdade em escolher o “aborto”, volta a ser propagado, com sérias possíbilidades de aprovação.

Não podemos nos calar diante desse absurdo. Precisamos escolher nossos governantes e os princípios cristãos são funsamentais para a nossa escolha.

Partilho com vocês um documentário interessantíssimo e espero que nos ajude a refletir e a fazer com que muitos reflitam na grande barbárie que é o matança de um inocente.

Engraçado que a lei a “palmada” foi aprovada, então entendemos que não podemos dar bater em uma criança(o que realmente é um absurdo), mas não entendo, como pode-se ainda pensar na possibilidade do aborto…

Segue abaixo um pouco do que consta no documentário e espero que seja útil e acrescente novas idéias e reafirme os pensamentos que nós cristãos temos a cerca do tema.

Prestem atenção nas respostas das pessoas, da maneira como cada uma lida com a idéia da vida, da morte e da justiça.

Assistam todo o documentário, que está dividido em três partes.

Fraternalmente,

Fabiana Paula

 

Um filme com cenas do Holocausto e argumento contra o aborto tornou-se um fenômeno do YouTube, com 1.3 milhões de acessos.

O documentário de 33 minutos fala da relação entre o Holocausto com o aborto legalizado, comparando a matança de milhares de vidas inocentes nos dois episódios. Jovens entrevistados no filme pelo narrador Ray Comfort são forçados a fazer a conexão do extermínio de judeus com a aceitação pela sociedade atual da morte de crianças não nascidas, o que os fazem repensarem seus conceitos e se oporem ao aborto.

“180o. é um passeio em uma montanha-russa de emoções, você observa as pessoas serem colocadas em um dilema moral, quando questionados se eles poderiam enterrar judeus vivos (algo que aconteceu na 2 ª Guerra Mundial)”, disse Comfort.

Segundo ele, esse é um teste de quanto as pessoas valorizam a vida humana. Comfort aponta a ignorância de um dos momentos mais obscuros da história humana que inevitavelmente resulta na desvalorização da vida, o que configura uma repetição do Holocausto.

Comfort espera que o filme chegue a diversas escolas. Só no mês passado, foram distribuídas de 180 a 200 mil cópias do DVD às 100 melhores universidades dos EUA. Agora o autor, que é um pastor judeu messiânico, está voltando a distribuição também ao Ensino Médio.

Comfort relata que nas filmagens para o filme, gravou 14 entrevistas com pessoas que pensavam que Hitler era um comunista, um ator, ou mesmo nunca tinham ouvido falar nele. “Esses jovens são bastante ignorantes quanto ao período que talvez seja o mais obscuro da história humana, porque o sistema educacional norte-americano é falho”.

O filme tem ajudado muitos jovens a mudarem suas opiniões. Em uma sala de aula, iniciou-se uma discussão sobre se eles achavam que o aborto poderia ser uma escolha, se a criança é saudável ou se a gravidez foi causada por um estupro. Uma vez relacionado o assunto a Hitler, as opiniões mudaram. O filme fez com que todos os estudantes afirmassem que o aborto deveria ser ilegal

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: