Entrevista

Oi pessoal, nessa segunda-feira quero iniciar com uma entrevista com uma pessoa maravilhosa, Humberto Mário, consagrado na Comunidade Obra de Maria há muitos anos. Na entrevista abaixo ele conta um pouco de sua história e missão. Espero que gostem.

Abraço fraterno,

Fabiana Paula.

 1. Humberto como foi seu chamado para ser Obra de Maria? Conte em poucas palavras como aconteceu?

  “Se tiverdes de atravessar a água, estarei contigo. E os rios não te submergirão,  se caminhares pelo fogo, não te queimarás, e a chama não te consumirá. Pois Eu sou o Senhor teu Deus, o Santo de Israel.”

Isaías: 43,2-3

Coloco aqui em primeiríssimo lugar a palavra do Senhor, dando sentido inicial a minha resposta, e o poder de testemunhar, que a palavra de Deus é viva e protetora e nela buscarmos respostas e novo sentido para a vida.

Ao  chegarmos em  Recife (eu e minha família) em 1979,  participava  das missas em nossa paróquia na Várzea, também nesta época conhecemos o então Pároco  Pe. Antônio e por ele fomos  convidados a participar do movimento das “Comunidades Eclesiais de Base – CEBS”. Fruto do concilio Vaticano II, este  movimento estava muito envolvido com lideres das classes populares, tinha como objetivo a leitura da Bíblia em articulação com a vida. Também participava de um encontro evangélico diário na firma onde trabalhava, estudávamos juntos a Palavra do Senhor.

Todas estas ações foram de vital importância na  minha base Cristã, porém sentia um certo vazio, quanto a vida espiritual, os conceitos formativos da comunidade, favorecia a um caminho sócio-político, não quero contra-testemunhar o cerne formativo do movimento, talvez por falta de maturação ou de uma coordenação mais presente , buscava outros movimentos.  Quanto aos encontros evangélicos sentia mais  o radicalismo e falta da misericórdia, mais aprendi muito do Antigo Testamento.

Certa vez fomos convidados para participar de uma missa , que minha irmã dizia ser diferente, na capela do Pe. Venâncio e o celebrante era Frei Fulgêncio, no final  desta  missa estávamos surpresos, tocados, em nosso intimo algo novo estava acontecendo, o nosso coração ardia de uma alegria inquietante e profunda.

Voltamos a participar  de outras missas, foi quando num convite geral feito a assembléia, fomos participar do nosso primeiro encontro carismático, quando conhecemos o Gilberto e a Maria Salomé,  e daí surgiu o convite para participarmos do grupo de oração “Fogo Santo”  foi uma experiência única , vez em quando  na  intimidade de minhas lembranças deleito-me e o Espirito Santo vem  em meu socorro lembrando-me  deste  momento de ricas bênçãos e felicidade.

 2. O que Jesus modificou em sua vida após o ingresso na Comunidade Obra de Maria?

 “O que aprendestes, recebestes, ouvistes e observastes em mim,  isto praticai, e o Deus da paz estará convosco “.

Filipenses: 4,9

Hoje sinto incontida alegria em testemunhar que  recebi  e aprendi , deixando-me ser trabalhado e conduzido por um eficaz  plano de trabalho de catequese.  Tenho a dizer que a nossa Comunidade mudou em mim a capacidade de entender a palavra do Sr.  Jesus,  que é a maior e mais siguinificativa expressão de amor do Deus  Pai  para conosco.

Hoje tenho a certeza  que o Senhor Jesus modelou o meu espírito, tenho a convicção formada, que  da boa qualidade da semente semeada pela Comunidade em meu coração.

 3. Qual o momento mais difícil que você encontrou ao longo de sua caminhada?

 “Quem não toma sua cruz e não me segue, não é digno de mim”

Mateus: 10,38

 Não foram poucos os momentos difíceis, que tive de enfrentar  após ter entrado para a Comunidade, pois muitas vezes não é contra nossos semelhantes, mais com forças espirituais do mal. É por  isso que devemos está sempre buscando na palavra  conhecimentos e na oração fortalecimentos, para enfrentar as adversidades.

Trabalhei durante muitos anos nas indústrias  Brennand, e lá vivemos em uma residência cedida pela empresa, era situada próxima a uma reserva de mata Atlântica, vivíamos em um ambiente bucólico em muito contato com a natureza. Nesta época meus filhos estavam na fase da adolescência, para estudar, tinham de enfrentar um trecho de bosque, e num nefasto dia,  minha filha mais velha, numa atitude  de auto confiança, própria da idade, resolveu ir ao colégio desacompanhada  e sem nenhum aviso, pois havia outra opção além do caminho escolhido e com maior segurança, porém com maior distancia. Neste cenário foi abordada por um delinqüente e  acontecendo  o inesperado atentado de estupro,  que pela intercessão de Nossa Senhora a quem ela  no momento da angústia implorou sua proteção, conseguiu desvencilharse do facínora . Daí começamos uma longa caminhada para sua recuperação, foi a diversos médicos, psicólogos e oftalmologistas, já que uma das partes do seu corpo mais atingida foram os olhos deferido pela ação do agressor.  Tínhamos  pouco tempo de Comunidade, mais sentimos  o quanto foi importante para nós  todo o apoio nas orações, nos aconselhamentos,  e  ensinamentos. Quero aqui testemunhar o quanto ela nos foi  importante para  superar dias tão difíceis.  Temos a certeza fazendo uma reflexão rápida deste nefasto  momento,  que  em  grande  parte o apoio,  que  tivemos de nossos irmãos de Comunidade,  foi de grande alivio para o nosso sofrimento. Hoje nossa filha é muito feliz, é mestra em Ciências Sociais, casada com um Engenheiro  Cartógrafo de nacionalidade Búlgara,  com quem tem um filho chamado de João e vivem em Calgary Canadá.

 4. Você faz parte do Ministério de intercessão e também do de aconselhamento. Qual a importância desses dois ministérios para a evangelização ?

 Na vida espiritual, a vontade de Deus vai revelando, se mostrando pela direção do Espírito, a Bíblia nos fala:  “ Que há diversidades de dons mais um só Espírito” .

No inicio da experiência o Espírito foi norteando os meus sentimentos, me educando, me envolvendo, eu sentia a ação Divina porque deixava me conduzir. Constantemente eram criadas situações para exercer, aprender, chorar e rir, ouvindo os irmãos que me procuravam, e prontamente usava  a autoridade que o ministério de aconselhamento me conferia.

Nesta realidade não foi difícil discernir que deveria ter uma vida mais rica em oração, então fui servir  a Comunidade  Foi e é  no  ministério de intercessão que  aprendi(e aprendo) a doar-me sem limites, colocar-me  como ponte às necessidades  do  meu semelhante,  implorar para  eles a misericórdia do Altissimo.

 5. Você foi escolhido nesse ano de 2009 como o “servo por amor”, que é uma escolha que fazemos de alguém que se destacou através do serviço, da evangelização e do amor ao carisma Obra de Maria. Como você recebeu essa notícia?

 Nos diversos seguimentos da ação que a Comunidade nos propõe, duas atividades participei com mais intensidade, a Adoração ao  Santissímo Sacramento, que em diversas vezes se revelou fazendo sentir, que sua ação é real  nas seguidas  vezes que nos visitou,  através do seu Espirito.

O segundo no plano  foi no sentido material,  dando minha contribuição nos desembaraços dos processos junto a órgãos públicos,  e cooperar com normas e rotina da administração.

Acredito que foi nestas ações, que fui indicado pela a comissão constituída a analisar, e nesta realidade atribuíram o título de “SERVO POR AMOR” que para mim foi um motivo de alegria este reconhecimento, no entanto  acredito se analisado  com mais critérios  virão que existem filhos mais bem preparados…

6. Que mensagem você gostaria de deixar aos internautas?

Eu diria que compor a família OBRA DE MARIA,  é estar protegido pelo afeto de nosso Deus, e sob  o amparo medianeiro da Senhora das Graças a Santissima Virgem Maria. E com  posse  deste  sentimento somos aberto a ação do Espírito, já que este Espírito é a grande força do amor de Deus por Nós.

Humberto e sua esposa Cleonice em nossa 1º Consagração.

Humberto e sua esposa Cleonice em nossa 1º Consagração.

Anúncios

2 Responses to Entrevista

  1. luciana disse:

    Ter um Formador Pessoal como Humberto só vem acrescentar mais e mais na minha formação. Sabe ouvir e aconselhar e principalmete trazer de volta a “ovelha” que muitas vezes fica longe do seu Pastor. Que Deus abençõe!

  2. Aimá disse:

    Que família abençoada, meu Deus.
    Que saudades de vocês…sempre lembro de seus testemunhos…inclusive hoje falei de Cleonice para uma colega de trabalho que recebeu uma notícia triste sobre sua saúde, do testemunho belíssimo, da graça grandiosa que Deus fez na vida de Cleonice, e qual foi minha surpresa ao abrir o site da Obra deparo com esta entrevista de Humberto, e no final a foto deles em nossa 1ª consagração, na qual estou ai com certeza…chamei minha colega e mostrei a foto do casal….ela chorou, pois está muito sensivel…
    Mais Deus é fiel, e louvado seja Deus, em sua infinita misericordia.
    Amei a entrevista, e saber que meus irmãos continuam firme e forte nesta caminhada tão difícil rumo ao Pai.
    Um abraço carinhoso cheio de saudades para este casal que amo de montão, e a Fabiana por seu trabalho lindo na obra de Deus…Fabi Deus te abençõe sempre, e muito.
    Aimá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: