Ano Paulino – Parte IV

São Paulo pregando aos não-judeus.

São Paulo pregando aos não-judeus.

Dando continuidade ao nosso estudo sobre o ano paulino, visto que hoje é o dia que a Igreja recorda e comemora a conversão de São Paulo, vamos estudar um pouco de suas viagens que foram importantíssimas para que o Cristianismo fosse difundido entre os não-judeus.

Um abraço fraterno e uma feliz e santa semana!

Fabiana Paula.

AS TRÊS LONGAS VIAGENS

Mapa com o caminho percorrido por São Paulo em suas viagens missionárias.

Mapa com o caminho percorrido por São Paulo em suas viagens missionárias.

As etapas da grande aventura missionária de Paulo são conhecidas graças aos testemunhos dos Atos dos Apóstolos, e das Cartas que o Apóstolo escreveu às comunidades por ele fundadas, nas suas três longas viagens, para acompanharem e completarem a sua pregação oral.
As três viagens começam e terminam em Antioquia.

Primeira viagem (do ano 45 ao 49) (At 13,1-15-35)
Paulo, acompanhado de Barnabé e Marcos, parte para Chipre, cidades de Salamina e Pafos, depois Perga da Panfília (onde Marcos os deixa), Antioquia da Pisídia, Icónio, Listra e Derbe (na actual Turquia). Voltam a Antioquia e depois vão a Jerusalém.

Segunda viagem (do ano 49 ao 52) (At 15,36-18, 22)
Paulo, acompanhado por Silvano, passa por Derbe, Listra (onde se lhes junta o jovem Timóteo), Icónio e Antioquia. Chegam à Galácia, Tróade (onde se lhes junta Lucas), Neapolis, Filipos, Tessalónica, Bereia, Atenas e Corinto, onde permaneceram dois anos e conheceram o proconsul Galião, no ano 52 d. C. tendo depois voltado a Antioquia.

Terceira viagem (do ano 53 ao 58).
Paulo partiu de Antioquia com Tito e Timóteo e talvez também com os macedônios Gaio e Aristarco (Act 19,29). Seguiram para Éfeso onde Paulo permaneceu durante três anos (Act 18,23; 21,16), pregando na escola do reitor Tirano em Éfeso. De Éfeso seguem para Laodicéia, Colossos, Gerápoles, Trôade, Macedônia, Antioquia e depois para Jerusalém. (Act 20,3; 21,16)
No fim desta 3.ª viagem, logo que Paulo entra em Jerusalém os seus adversários voltam ao ataque: Paulo é preso (Act 21,27s), comparece diante do Sinédrio e para escapar a uma agressão dos judeus é transferido para Cesaréia pelas autoridades romanas. Aqui compareceu diante do procurador Félix. Passados dois anos Paulo apelou para o imperador César (Act 25,11). No Outono do ano 60, Paulo, acompanhado por Lucas, parte para Roma, preso e guardado por um centurião. Depois de terem naufragado em Malta, onde passaram o Inverno, chegaram a Roma na Primavera do ano 61.

Anúncios

One Response to Ano Paulino – Parte IV

  1. JOSENILDO disse:

    gostei muito do site vi sobre s. Paulo,suas viagens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: