parabola-das-dez-virgens

A PARÁBOLA  DAS  DEZ  VIRGENS 

(Evangelho de Mt. 25,2-13) 

Então, o Reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do noivo. E cinco delas eram prudentes e cinco tolas.   As tolas tomando as suas lâmpadas não levaram azeite consigo. Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas com as suas lâmpadas.  E, tardando o noivo foram todas tomadas de sono e adormeceram.  Mas, à meia noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro!  Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas.  E as tolas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão se apagando. Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outros! Ide, antes, aos que o vendem e comparai-o. E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam prontas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta. Mais tarde, chegaram às virgens tolas, clamando; Senhor, senhor, abre-nos a porta! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço. Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem à hora.

Esta parábola ressalta o fato que todos os que estão em Deus devem constantemente examinar sua vida espiritual, tendo em vista a vinda de Cristo num tempo desconhecido e inesperado . Devem perseverar na fé , para que uma vez chegados o dia e a hora , sejam levados pelo Senhor na sua volta . Estar sem comunhão pessoal com o Senhor quando Ele voltar , significa ser lançado fora da sua presença e do seu reino.

 1) O que faz a diferença entre o tolo e o sábio é que o tolo não reconhece que o Senhor, ao voltar, virá num tempo em que não é aguardado, nem precedido de sinais visíveis e específicos . 

2) Cristo mostra aqui que uma grande parte dos que o conhecem estará despreparado no momento da sua volta . Por isso, nos convida a vigilância.

3) Note-se  que  todas as dez virgens (tanto as prudentes como as tolas) foram surpreendidas ao vir o noivo . Isto indica que a parábola das dez virgens quer dizer que mesmo os corações fiéis ao Senhor, não sabem o dia nem a hora, por isso tem sempre azeite para que não falte.  Jesus numa série de ilustrações ressalta a necessidade de fidelidade e vigilância até que Ele volte. O azeite nesta parábola representa a presença permanente do Espírito Santo aliada à fé verdadeira e à santidade.

Anúncios

One Response to

  1. Romildo disse:

    Como é compreesível as parábolas, depois de um comentário de quem realmente abraça a fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: