Parábola do Joio e do trigo (13:24-30,36-43)

joio-e-trigo

Jesus propôs-lhes outra parábola:

O Reino dos céus é semelhante a um homem que tinha semeado boa semente em seu campo.

Na hora, porém, em que os homens repousavam, veio o seu inimigo, semeou joio no meio do trigo e partiu.

O trigo cresceu e deu fruto, mas apareceu também o joio.

Os servidores do pai de família vieram e disseram-lhe: – Senhor, não semeaste bom trigo em teu campo? Donde vem, pois, o joio? Disse-lhes ele: – Foi um inimigo que fez isto! Replicaram-lhe: – Queres que vamos e o arranquemos? Deixai-os crescer juntos até a colheita. No tempo da colheita, direi aos ceifadores: arrancai primeiro o joio e atai-o em feixes para o queimar. Recolhei depois o trigo no meu celeiro. Não, disse ele; arrancando o joio, arriscais a tirar também o trigo.

Essa parábola é bem interessante,

.A história do joio semeado no campo, encontrada apenas em Mateus (13:24-30,36-43), segue imediatamente após a parábola do semeador. Nesta, Jesus já havia insinuado que a justiça (o solo bom) terá de florescer num mundo onde muitos rejeitam o reino de Deus (o solo da beira do caminho) e outros a receberão de modo superficial e infrutífero (solo pedregoso e espinhoso). Na história do joio ele parece recomeçar por onde parou na do semeador, para tornar explícito o que antes fora apenas sugerido. O reino do céu é, na verdade, destinado a crescer e abrir o seu caminho no coração de um mundo onde o mal não é somente muito vivo e ativo, mas continuará a sê-lo até que esse mundo acabe.

Jesus é o único que pode separar o bem do mal, por isso Ele nos pediu que deixássemos que o joio continuasse no meio do trigo, assim, Ele que é o grande semeador, saberá no momento oportuno, fazer a separação.

Façamos a nossa parte, muitas vezes encontramos pessoas perdidas, sem razão de viver, procurando nas coisas “passageiras”, nas coisas “volúveis” razão de viver.

você caro leitor, sei que você é trigo, continue semeando as coisas boas, os bons valores, muitos “joios”podem se sensibilizar com o seu exemplo, seu testemunho de vida e suas ações falarão mais que suas palavras.

Bem, queridos(as), espero que tenham gostado da nossa parábola de hoje, essa parábola de hoje foi indicada pela Fátima Santana.

Amanhã continuaremos nossa partilha.

Deus os abençoe.

Fabiana Paula.

   

 

 

5 Responses to Parábola do Joio e do trigo (13:24-30,36-43)

  1. Romildo disse:

    As vezes pergunto. O que mim impedi de ser um semeador? O campo, a semente ou a coragem? já havia lido varias vezes essa parábola, só agora que encotrei a resposta.
    Devo faser minha parte onde eu e estiver, a começar por minha casa, pelos minhas filhas e com quem Deus colocar em meu caminho.
    Gosto da Parábola do filho pródigo.

  2. Fatima Santana disse:

    OBRIGADA FABIANA, hoje eu procuro na misericórdia de Deus, fazer com que o meu coração seja sempre este terreno fértil, para que Jesus possa fazer sua obra através de mim. porque deixando meu coração aberto para a graça, tudo mais será acrescentado, pois Deus assim o quer, de cada um de nós.
    Deus te abençoe.
    Paz e bem, minha irmã.

  3. Ely Varejão disse:

    Estava querendojustamente o comentarioo desse evangelho.
    Que bom que encontrei me agradou muito

  4. Ely Varejão disse:

    Estava querendo justamente o comentario desse evangelho.
    Que bom que encontrei, me agradou muito.Grata a voces.Ely. Fiquem com Deus.

  5. Paula disse:

    Obrigado por me ajuda.
    que Deus abençoei vcs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: